SIC

Perfil

296º Episódio - 19 de agosto (sexta-feira)

Em tribunal, Pedro insiste em ter um advogado; Catarina e Cristina são barradas à entrada do Sirga

Paulo Goulart

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA.

Pedro prepara-se para a audiência com o juiz e quando Thomas lhe pergunta com quem quer ficar, o rapaz confessa que gostaria de ficar com os dois, apesar de saber que isso não será possível.

Inês continua muito incomodada com a dívida que tem para com o pai e não gosta de ver a mãe a falar com ele no funeral. Entretanto, Sofia tem em perspectiva dois clientes que podem ajudar a dar novo alento à fábrica.

Maria Helena explica aos seus capangas o novo esquema e o novo circuito da droga e esclarece que se houver algum problema também podem falar com Tiago. O filho quer saber mais pormenores sobre o envolvimento de outras pessoas que estão no circuito, nomeadamente nas alfândegas, mas a mãe pede-lhe calma porque a seu tempo saberá.

Maria Helena dá a novidade a Henrique e ele estranha que Tiago tenha ficado do lado da mãe com tanta facilidade mas a vilã diz-lhe que acredita no filho.

João duvida das suas capacidades para ser um bom pai mas Luís dá-lhe força para acreditar que vai ser fácil e que não será igual ao pai dele.

Catarina continua a sua cruzada para angariar clientes e obrigar a clínica de Henrique a ceder.

Sandra não desiste da sua ideia da linha erótica e liga para uma para perceber como fazem o trabalho mas acaba a chamada a criticar quem a atende porque acha que tem falta de jeito.

Henrique liga a Sofia a convidá-la para beber um copo. Com Inês ao seu lado, Sofia é obrigada a disfarçar e Henrique percebe o constrangimento dela mas insiste para que se encontrem. Sofia pede-lhe para ligar mais tarde e a Inês mente, referindo que era um gestor de um banco.

Hélder fica muito feliz quando Jéssica lhe dá um abraço para agradecer a ajuda que lhe deu. David termina o seu programa de futebol e, em vez de elogios, recebe as criticas de Hélder que só para o espicaçar diz-lhe que foi tudo um tédio.

Sérgio convida Laura para jantar mas ela recusa alegando que vai estar com a filha. Benedita não acredita no argumento mas a amiga confirma que quer mesmo estar com ela agora que acabaram de mudar de casa.

No tribunal Pedro insiste em ter um advogado mesmo contra a vontade da mãe e o juiz aceita.

Catarina faz uma reserva em nome de Cristina no Sirga e apresenta-se para jantar mas é barrada à porta. Luís e João recusam-se a deixá-la entrar e até estão dispostos a dar-lhe o livro de reclamações. Despeitada, Catarina acaba por ir embora. Antes porém, num ato de vingança, Cristina derruba a bandeja que um dos empregados transportava.

Catarina confessa à amiga que a sua vontade era rebentar com os vidros todos quando o restaurante estivesse fechado.

Margarida diz a Vasco que com a vida organizada deveriam pensar em ter filhos.

Pedro conversa com Sónia e fica a pensar no que ela lhe diz sobre as decisões. A nadadora salvadora lembra-lhe que muitas vezes é melhor ter o poder de decidir mesmo que erradamente do que deixar a decisão nas mãos de outros.

nas redes

pesquisar