SIC

Perfil

186º Episódio - 13 de abril (quarta-feira)

Henrique aparece de surpresa no casamento de Catarina e Leandro!;Beatriz cede à pressão do Político corrupto!

Christian Gnad

João aparece no atelier de Inês com a intenção de passar algum tempo com ela mas a conversa acaba em discussão. Inês conta que cortou relações com o pai e excede-se ao dizer ao marido que ele também fez em tempos a mesma coisa. Depois diz que não quer mudar já de casa para não deixar a mãe sozinha. Ele pergunta quando é que vão viver a sua vida e Inês desentende-se com ele insinuando que passa a vida no restaurante e que raramente está com ela. João vai-se embora zangado e Inês fica no atelier, apreensiva com o que aconteceu.

No casamento de Catarina e Leandro sucedem-se os brindes aos noivos quando Henrique surpreende tudo e todos e interrompe a festa, confirmando com a filha que o convidou. Catarina fica de boca aberta e confessa que não esperava tamanha surpresa.

Maria enfrenta Henrique e questiona a sua presença no casamento de Catarina. O médico assegura que foi convidado mas perante a animosidade dos presentes acrescenta que foi apenas deixar um presente. Catarina refaz-se da surpresa e confirma que o convidou e que por ser seu pai, ele tem direito a estar ali. Maria não se demove e expulsa Henrique que reconhece ter errado ao aparecer no Sirga.

Inês mente à mãe e diz que as obras que queria fazer na casa nova são mais complicadas do que supunha e que sendo assim, vai ficar com ela mais uns tempos ali em casa. Sofia percebe que ela está a mentir e garante que já está crescida e que pode perfeitamente estar sozinha. Inês não vacila e mantém a sua vontade, recusando mudar-se já com João.

Henrique regressa absorto nos seus pensamentos e William interpela-o perguntando se ele não devia estar a dar consultas. O médico responde com ironia que tirou folga no dia do casamento da filha mas confessa já estar arrependido, desejando que William a despeça. O director da clínica desvaloriza a irritação de Henrique quando ele dispara que Catarina passou aos olhos de todos de filha da mãe a coitadinha, que ainda vão querer canonizar.

Benedita fica com mais uma crise de Zé para resolver e tem de sair à pressa da revista. David fica atordoado porque Benedita lhe entrega a responsabilidade de resolver os assuntos que tem pendentes como colocar os vídeos online e rever os textos que os estagiários escreveram.

Vasco continua sem se entender com Rui na loja e este continua a fazer tudo para complicar a sua relação com Margarida.

Isabel vai buscar Patrícia a casa de Duarte e Joana porque a filha foi passar o dia com Pedro. Entretanto, confessa a Duarte que não percebeu muito bem o que é que aconteceu com Pedro e ele disfarça respondendo que o filho ficou sem bateria no telemóvel. Joana convida Isabel e Patrícia para jantarem, mas a empregada do Sirga recusa alegando que já lhes deu muito trabalho.

Beatriz e Tiago regressam a casa extenuados. Ele pela discussão com a mãe e o irmão. Ela ainda a digerir o rapto de Pedro. Talvez por as emoções estarem à flor da pele, Beatriz convida Tiago para ir viver com ela e ele fica radiante com a proposta, beijando-a apaixonado.

Henrique conta a Maria Helena que a ida ao casamento de Catarina se revelou um fracasso, não tanto pela sua reacção mas pelas outras pessoas. Maria Helena conforta-o e diz que ele fez o que devia ter feito.

Leandro entra em casa com Catarina ao colo, tal como manda a tradição dos recém-casados. Ela não aprecia muito o ritual mas tenta disfarçar e comenta com o marido a aparição de Henrique no casamento, desconfiada de que ele pode ter querido aproximar-se dela. Catarina fica enfadada por Leandro insistir em falar doença dela.

Rúben interroga-se se Sandra será mesmo a mulher com quem vai querer casar, depois de ter confiado as alianças do casamento do irmão a Adriana, confiando nesta e não na namorada. Baralhado, pede opinião ao pai e Vítor acha que ele vai ter um grande problema para resolver se Sandra desconfiar das suas dúvidas. Fernanda apressa o filho e o marido para se despacharem, pois não quer chegar tarde ao aeroporto para se despedir de Leandro e Catarina que vão viajar em lua-de-mel.

Maria, antes de a filha e o genro saírem para o aeroporto, pergunta a Catarina porque é que convidou Henrique para o casamento. Ela responde que o fez por se tratar de ser o seu pai e de gostar que ele estivesse presente. Maria não aceita bem a explicação mas conforma-se e diz a Leandro para tomar bem conta da filha.

Duarte fica surpreendido ao encontrar Henrique na Quinta e Maria Helena acaba por revelar que vão casar. Duarte não resiste a provocar o irmão e afirma que ele fez de facto um bom negócio por ter vendido a casa a Maria Helena e agora, por casar com ela, poder voltar para a Quinta. Henrique não dá importância ao que o irmão diz e vai embora. Maria Helena diz esperar que o facto de ir casar com Henrique não afecte os negócios que têm juntos e recebe essa garantia de Duarte.

Marta e Inácio conversam animadamente sobre equipamentos de corrida e ele sonha em fazer a meia-maratona tal como ela e Joana fazem. Os investigadores comentam com indignação o rapto de Pedro. Inácio pede a Joana para meter uma cunha a William para que o receba, ouvindo a proposta que ele tem para uma nova investigação. Joana aceita ajudá-lo mas quando fala com William ele diz-lhe que não há financiamento disponível, pois a prioridade é a sua investigação.

Entretanto, William visita Adriana cada vez com mais regularidade na loja de música e até lhe faz uma festa no ombro depois de tocar piano com ela.

João fica muito incomodado quando Fred o procura no restaurante. O irmão conta-lhe o episódio de violência que teve com uma acompanhante de luxo e teme ter herdado o pior do que o pai tinha, revelando que vai durante uns tempos para fora do País. João não se importa e só deseja que ele não o procure.

Raquel fica maravilhada com os esboços de Inês para a peça de teatro e durante a conversa não resiste a contar-lhe que o pai dela deixou a mãe para ir viver com a sua. Inês fica chocada com a novidade.

Pedro estuda ao pé de Duarte e não resiste a conversar com o pai sobre o rapto de que foi vítima, fazendo questão de dizer que a mãe não teve culpa. O pai mostra-se compreensivo e despreocupa-o dizendo que Beatriz é crescida e sabe defender-se.

Beatriz é atraída a um encontro com um político do Partido Renovador que promete fornecer-lhe informações importantes para a sua investigação. No entanto, quando espera pelo suposto interlocutor, é abordada pelo inspector da Polícia Judiciária que trabalha para a organização criminosa e que a obriga a ir até um carro onde se encontra um influente político que lhe pede que entre no automóvel para conversarem.

Beatriz é confrontada pelo político que a contatou com um dossier que contém provas comprometedoras para alguns membros influentes do seu partido. O homem pede-lhe que centre as suas investigações naquelas pessoas, deixando as outras em paz e faz-lhe ver que dessa forma garantirá a sua segurança e a do filho. Beatriz tenta ultrapassar o nervosismo que a conversa lhe provoca e acaba por aceitar o dossier.

nas redes

pesquisar