SIC

Perfil

185º Episódio - 12 de abril (terça-feira)

Tiago discute violentamente com Maria Helena e Nuno por causa das festas sexuais; Catarina e Leandro casam-se no Sirga!

Christian Gnad

Sofia coloca os pertences de Henrique em sacos de lixo com a ajuda de Inês e culpa-se por não lhe ter dado ouvidos e de ter insistido em ter o pai de volta.

Enquanto preparam o bolo de noiva de Catarina, Luís e Maria não resistem mais um ao outro e beijam-se apaixonadamente.

Tiago entra na casa da Quinta quase de rompante e agarra no braço de Nuno com alguma violência, exigindo falar com ele. O irmão liberta-se e Tiago ameaça matá-lo se acontecer alguma coisa a Beatriz. Maria Helena ordena aos filhos que parem a discussão e Tiago insulta Nuno, dizendo que ela é um chulo e que anda a organizar festas. A mãe não o deixa acabar a frase e assume que sabe de tudo, deixando-o incrédulo.

Tiago discute violentamente com Maria Helena e Nuno, indignado pelo facto de estarem envolvidos na organização das festas com prostitutas. A mãe procura defender o irmão e desvalorizar as suas atividades, mentindo ao dizer que ele não teve nada a ver com a bomba que foi colocada no carro de Beatriz nem com o rapto de Pedro. Tiago não quer ouvir mais nada e vai-se embora da Quinta, furioso com a mãe e o irmão.

Maria e Luís observam com orgulho o bolo de noiva que fizeram para Catarina. Luís insiste em que devem dar uma oportunidade ao coração e ficarem de novo juntos. Maria prefere esperar para ver mas Luís fica satisfeito porque ela não fechou a porta à reconciliação.

Inês desafia Sofia para que reaja ao facto de o pai ter saído de casa e a acompanhá-la para a fábrica. A mãe resiste à ideia e responde que quer ficar em casa a pensar na sua vida. João também tenta a mulher a ficar em casa mas como Inês insiste em ir trabalhar, resigna-se e decide ficar a fazer companhia à sogra.

Isabel pede a Álvaro para ir para casa, pois não quer servir Catarina. O chefe de sala fica indignado e avisa-a de que se sair já não volta.

Fernanda chama por Leandro lembrando-lhe que tem de casar e zanga-se com Vítor logo que ele aparece, porque o filho está de ressaca e o mais velho não está em casa. O marido disfarça e diz que ela foi comprar pão mas Fernanda não vai na conversa. Leandro descobre um papel no bolso das calças e recusa-se a acreditar que assinou um compromisso para comprar o prédio da baixa. Vítor faz-se desentendido mas diz logo que se está assinado, está assinado. Fernanda irrita-se e rasga o papel acabando com o assunto, ordenando ao marido que descubra onde está Rúben.

Rúben desabafa com Sandra no posto de combustível, angustiado porque não se lembra onde é que pôs as alianças de casamento de Rúben e Catarina. Sandra, por sua vez, está furiosa porque não pode ir ao casamento, uma vez que é a única funcionaria para substituir Fernanda.

Maria penteia Catarina para o casamento e ela aproveita mais uma vez para se vitimizar, mostrando-se muito arrependida de todos os erros que cometeu, embora dizendo que deve ser tarde para arrependimentos. Maria comove-se e deixa Catarina incomodada por ter feito a mãe chorar.

Maria Helena está aborrecida por não conseguir que Tiago lhe atenda as chamadas e teme voltar a perdê-lo. Nuno garante à mãe que não teve nada a ver com o rapto de Pedro e espera que Tiago não o denuncie por isso. Raquel apanha a conversa da mãe e do irmão a meio e estranha os segredos que eles têm. Olga anuncia a chegada de Henrique e Maria Helena força os filhos a irem consigo recebê-lo. Raquel, enfadada, recusa-se a ficar para tomar o pequeno-almoço. Nuno quer esquivar-se mas a mãe obriga-o a sentar-se à mesa com Henrique, que desvaloriza o incidente dizendo que terão mais oportunidades para estarem juntos.

Tiago toma café com Beatriz, ainda a digerir a discussão com a mãe e o irmão. Raquel liga-lhe e ele acede a conversar com a irmã mais tarde. Depois confessa a Beatriz que não conhece a família e garante que só ela não o faz arrepender de ter regressado de Bali. Beatriz agradece a Tiago o apoio que lhe deu durante o rapto de Pedro. O namorado sensibiliza-o para o facto de ela ter de pensar muito bem no que irá fazer dali para a frente.

Duarte desabafa com Teresa e mostra-se muito agastado por Beatriz não aceitar desistir da investigação que está a fazer, apesar de Pedro ter ficado em perigo por causa disso. No entanto, percebe que não a pode proibir de estar com o filho.

David mostra-se impressionado com a frieza dos criminosos que não olham a meios para fazerem com que Beatriz desista da investigação sobre as festas. Hélder prefere elogiar a coragem da amiga. Fred aparece nesse instante e revela uma certa indiferença quando fala com eles, aceitando que Hélder entregue os documentos que tem para Benedita, justificando que tem de ir para o Porto e que quanto mais depressa sair, menos trânsito apanha. David comenta com Hélder que Fred deve estar zangado com eles por não terem ido a casa dele divertirem-se.

Sandra atende William que vai abastecer o carro e elogia o facto de ele estar informado sobre o tipo de combustível que deve usar para tirar dele o melhor rendimento.

Raquel conta a Tiago que a mãe e o irmão sempre tiveram muitos segredos para ela e que nunca se apercebeu de que o irmão estivesse envolvido na organização das festas. Raquel confessa que não está surpreendida e começa a acreditar na possibilidade de Nuno e Maria Helena terem mandado atacar o pai na prisão. Tiago lembra-lhe que o pai também não é de confiança e fica chocado quando Raquel acrescenta que a mãe vai casar com Henrique e este garante que agora é que se vai afastar de vez.

Inês espera que Henrique atenda um doente para lhe entrar pelo gabinete para o arrasar por ter deixado a mãe. O pai tenta justificar-se mas Inês assevera que nunca mais quer vê-lo à sua frente nem falar mais consigo. Henrique fica devastado ao ver a filha ir embora.

Fernanda ultima com Maria e Jéssica a decoração do restaurante e protesta por tudo e por nada, ou seja, com o facto de Rúben e Vítor nunca mais chegarem. Leandro suplica à mãe que fale mais baixo porque ainda está de ressaca.

Isabel pede a Maria para lhe falar em privado e já no escritório conta-lhe que Catarina andou a espalhar mentiras sobre si. Maria fica preocupada e curiosa e Isabel concretiza que Catarina contou a Marta que não sabia nada do acordo que fizeram para que ela fosse sua barriga de aluguer e que a combinação foi feita apenas com Diogo. Maria fica incomodada e diz que aquele não é o momento para terem aquela conversa, mas Isabel faz-lhe notar que Catarina mentiu outra vez, deixando-a ainda mais aborrecida.

Adriana salva Rúben e entrega-lhe o envelope com as alianças de Leandro e Catarina, lembrando-lhe que ele as tinha colocado na sua caixa do correio, certo de ela tomaria bem conta delas. Rúben agradece e corre para o casamento, esquecendo-se de fechar a loja de desporto. Adriana diverte-se com a situação e fecha a loja por ele.

Vítor empata Catarina, até que recebe a mensagem de Rúben a dizer-lhe que já pode avançar com a noiva para o restaurante, pois já tem consigo as alianças. Vítor entusiasma-se e oferece-se a Catarina para a levar ao altar. Ela é apanhada de surpresa e não tem maneira de recusar.

Henrique e Maria Helena tomam uma bebida numa esplanada e descomprimem do dia difícil que estão a ter. Ela com os filhos e ele com a ex-mulher que por pouco não lhe atirou com as roupas todas para o lixo. Maria Helena diz que se ele a tivesse deixado ainda faria pior. Henrique conta que Inês cortou relações com ele e Maria Helena lembra-lhe que ele ainda tem outra filha, estranhando porque é que se dá tão mal com ela. Henrique fica a pensar nas palavras da namorada.

Leandro fica deslumbrado quando Catarina entra no restaurante pelo braço do pai e não resiste a comentar como ela está linda. A conservadora dá início à cerimónia e Vítor não consegue evitar as lágrimas. Maria olha com emoção para Catarina e troca um olhar cúmplice com Luís.

nas redes

pesquisar