SIC

Perfil

161º Episódio - 15 de março (terça-feira)

Maria diz a Diogo que vai participar o desaparecimento de Catarina à polícia; Catarina começa a fazer jogo psicológico com Cristina tentando virá-la contra Diogo!

Maria Helena conta o dinheiro que ganhou com mais uma operação de droga e Nuno reclama a sua parte dos lucros.

Domingos conversa com o advogado na prisão e ele informa-o de que tem boas possibilidades de sair em liberdade condicional. Domingos não esquece os anos que passou na cadeia e culpa a mulher por lhe ter armado uma cilada.

Tiago conta a Beatriz que o pai está preso por tráfico de droga, crente de que a mãe não teve nada a ver com isso e demonstrando o orgulho que tem nela por ter lutado para que nada lhe faltasse a si e aos irmãos.

Hélder troça de David por ele andar muito empenhado no trabalho. Ele confessa que depois de ter acabado o namoro com Alice não quer dar a Laura motivos para o despedir. O fotógrafo sossega-o e garante-lhe que ela vai ter mais com o que se preocupar, deixando David intrigado.

Benedita confessa a William que ficou aliviada depois de conversar com Maria João, pois a namorada de Zé afiançou que ainda nada se passou entre eles e que toma a pilula, dando provas da sua maturidade. João aproxima-se do casal e conta que para além de ser sócio do restaurante também está interessado em aprender a arte de cozinhar.

Entretanto, Luís fica furioso porque um dos seus ajudantes voltou a faltar ao trabalho e João oferece-se para o substituir. Luís decide arriscar e juntos deitam mãos à obra.

Assunção assume o desejo de visitar Inês na clínica e Henrique provoca-a dizendo que só vai aumentar mais a confusão. A ex-sogra dispara com ironia que ele não tem qualquer sentido de família. Sofia acaba com a discussão e recebe uma mensagem de um antigo namorado. Henrique fica desagradado e vai embora cheio de ciúmes. Assunção fica feliz por ver que a filha começa a dar-se com outras pessoas e a filha prega-lhe um susto avisando que Afonso é casado. Perante a desilusão materna, Sofia desfaz a mentira a rir e conta que ele também é divorciado.

Pedro confessa a Teresa que gostava de arranjar bilhetes para ir com Patrícia ao concerto de Agir e a tia promete ajudá-lo. Quando Thomas regressa a casa vindo da escola, Teresa dá-lhe um grande raspanete e avisa-o de que se voltar a acusar Alex injustamente como fez de manhã, será castigado e não irá a Londres ter com o pai. Thomas fica muito zangado com a mãe.

Jonas deixa que Sandra fique mais alguns minutos a ensaiar a sua coreografia, acompanhada por Rúben que foi vê-la dançar. Quando decidem ir jantar, ficam trancados por dentro no estúdio e Rúben aproveita para seduzir Sandra. Ela não resiste quando ele a beija e acabam por fazer amor.

Leandro não esconde a grande aflição em que está com o desaparecimento de Catarina e Jéssica censura-o por ter voltado a ser enganado por ela. O irmão confessa que sempre gostou de Catarina, convencido de que ela está mudada.

Cristina pressiona Catarina a assinar a carta que Diogo lhe exigiu mas ela volta a recusar, garantindo que nem sob tortura o fará. Nem de propósito, Diogo telefona muito irritado a Cristina e ordena-lhe que faça tudo o que for preciso para que Catarina assine a carta a dizer que desapareceu por não ter aguentado ser traída por ele. Quando desliga a chamada, Maria entra no gabinete e pede para falar com ele, tentando saber onde está a filha. Diogo finge que não sabe de nada mas fica apreensivo porque Maria lhe diz que irá à polícia se Catarina não aparecer entretanto.

Beatriz acorda Laura com grande sobressalto, levando consigo a revista que acabou de sair sem a reportagem sobre as festas sexuais que investigou. Laura fica tão surpreendida quanto ela, sem perceber o que é que se passou.

Beatriz acusa Laura de a ter enganado e de verdadeiramente nunca ter querido publicar a sua reportagem. Completamente alterada, diz que ela quis apenas agradar a Fred e que faltou à palavra dada. Laura defende-se, nega tudo e promete que vai apurar o que aconteceu, certa de que alguém contrariou as suas ordens.

Tiago acerta ao telefone o seu regresso a Lisboa e, depois de desligar a chamada, enfrenta o desagrado da mãe por se ir de novo embora. Maria Helena constata com desagrado que passou anos a querer que ele regressasse a casa e que foi Beatriz quem o conseguiu. Ele confessa que viu nela a oportunidade de voltar a ter uma vida normal depois de ter perdido a mulher. A mãe oferece-se para o ajudar a encontrar um emprego estável mas Tiago recusa, preferindo fazer o seu caminho. Assim que ele se despede e vai embora, Maria Helena faz uma chamada e pede a um amigo que arranje emprego ao filho.

Rúben abre a loja com atraso e oferece uma promoção aos clientes que tiveram de esperar pela sua chegada. Adriana também estranha o atraso e Rúben justifica de forma brusca que teve outras coisas para fazer. Ao perceber que se excedeu, pede desculpa pela sua reação, mas continua muito nervoso.

No posto de combustível, Sandra dá nas vistas imparável enquanto trabalha. Maria e Fernanda estranham que ela esteja tão empenhada nas suas tarefas. Leandro aparece para abastecer o carro e pergunta a Maria se já teve notícias de Catarina. Maria faz questão de dizer que se ela precisasse de alguma coisa já lhe tinha ligado e, mesmo assim, se estiver metida nalguma confusão, que a resolva. Leandro fica insatisfeito e vai à sua vida. Nesse momento cruza-se com Priscilla e troca com ela breves palavras de circunstância, deixando-a muito triste. Fernanda repara e vai consolar a sua funcionária.

Diogo pressiona Catarina para que assine a confissão que ele quer mas ela, cheia de ódio, garante-lhe que nunca o fará, preferindo morrer. Cristina fala em voz baixa com Diogo e opina que está na hora de matarem Catarina. Ele recusa, convicto de que vão conseguir esgotá-la pelo cansaço e conseguir que ela assine a carta. Quando fica a sós com a sua carcereira, Catarina volta a tentar influenciá-la e cria-lhe a dúvida sobre as intenções de Diogo, dizendo que ele nunca lhe irá pagar o que prometeu, mas sim culpá-la da sua morte. Cristina tenta disfarçar o nervosismo mas fica inquieta e a matutar nas palavras de Catarina.

Laura reúne com o presidente da administração da revista e fica a perceber que a reportagem que Beatriz fez sobre as festas com prostitutas não saiu nem sairá. O líder da empresa aconselha-a a ficar quieta, pois está a movimentar-se em águas muito perigosas. Laura resigna-se à censura e Hélder afirma que vai meter à empresa a factura do jantar, numa espécie de acto de vingança.

Fred conversa com David sobra as apostas de futebol, deixando-o entusiasmado. Hélder troça do amigo, que o censura por estar a humilhá-lo. O fotógrafo aceita a proposta de Fred para jogarem uma partida de poker em sua casa com alguns amigos seus.

nas redes

pesquisar