SIC

Perfil

155º Episódio - 08 de março (terça-feira)

Diogo manda Cristina avançar com o plano para matar Catarina mas o plano falha!

Victor Freitas\302\251

João mostra-se cada vez mais entusiasmado com o que aprendeu com Luís na cozinha do Sirga e também com mais vontade de se tornar seu sócio. Inês também se empolga e garante que o vai apoiar na sua aventura.

Farto de ser humilhado e chantageado por Catarina, Diogo encontra-se discretamente com Cristina e encomenda-lhe a morte da mulher.

Catarina fica impaciente por não saber de Diogo vai jantar e telefona a Leandro, tentando seduzi-lo para mais um encontro. Ele conta que, por causa dela, terminou o namoro com Priscilla e exige-lhe que termine o casamento com o marido, antes de se envolveram novamente. Catarina não se decide e ele desliga a chamada, irritado.

Beatriz lancha com Pedro e o filho não resiste a contar-lhe que ouviu um comentário de João para Inês, sobre umas fotos de umas mulheres mortas por Miguel. O miúdo conta toda a conversa que escutou e a mãe fica a pensar naquilo.

Laura esclarece David que não é pelo facto de ele ter terminado o namoro com Alice que o vai prejudicar profissionalmente. O rapaz fica mais aliviado e promete trabalhar a dobrar. A chefe sorri, depois de ver o rapaz tão atrapalhado.

Beatriz e Duarte tentam disfarçar o constrangimento nas despedidas, quando ela entrega Pedro antes de regressar a Lisboa. Joana não se apercebe de nada.

Diogo recebe uma chamada de Cristina e disfarça por estar acompanhado pela mulher. Catarina estranha mas ele justifica-se e propõe-lhe levar o carro dela para a revisão no dia seguinte, começando a urdir o plano para a matar. A mulher de nada suspeita e Diogo, assim que fica um momento a sós, envia uma mensagem a Cristina dizendo que a vai contactar no dia seguinte.

Jéssica censura Leandro por ter traído Priscilla mas Rúben só quer saber dos pormenores. O irmão não quer falar do assunto e fica agastado com a conversa. Jéssica atira-se a Rúben quando ele a provoca e o irmão amua.

Fernanda tenta confirmar se Leandro traiu a namorada envolvendo-se com Catarina mas ele mostra-se enfadado com a conversa e nada revela.

Maria Helena fica muito irritada pelo interesse que Raquel e Tiago mostram pelo pai, depois de a filha contar que já o visitou e o filho assumir a intenção de o visitar. Nuno, mais uma vez, coloca-se ao lado da mãe e esforça-se para que os irmãos não a aborreçam com aquela conversa. Tiago acaba por falar da mulher em quem está interessado e Maria Helena fica surpreendida por saber que se trata de Beatriz, a ex-mulher de Duarte, saudando o facto de ela ter conseguido trazê-lo de volta.

Laura recusa assinar a autorização para que Alice trabalhe na agência de modelos de Nuno, depois de saber por Beatriz que ele é o homem que recruta as prostitutas para as festas sexuais. A filha fica furiosa, sem perceber o motivo.

Diogo certifica-se de que Catarina vai sair de táxi da clínica para o tribunal e avisa Cristina para estar a postos assim que a mulher pisar a rua.

Maria Helena chama Henrique e certifica-se de que não vai ter problemas com Duarte, pelo facto de lhe ter pagado parte da casa da Quinta, ajudando-o a fugir aos impostos. Tiago chega para o pequeno-almoço e troca dois dedos de conversa. Depois, isola-se para falar com Beatriz a quem promete regressar até ela, tão depressa quanto o exigir. Maria Helena ralha com Nuno, que ainda não despertou para o trabalho e obriga-o a ir fiscalizar a chegada do último carregamento de droga que acabou de chegar.

Catarina deixa a clínica, preparada por rumar ao tribunal. Cristina avança para ela, conduzindo um táxi. Antes de Catarina perceber que está a embarcar numa cilada para a morte, Cristina esconde a arma que tem a seu lado, no lugar do pendura.

Cristina prepara-se para arrancar com Catarina já dentro do táxi quando Marta aparece e pede boleia, impedindo que a falsa motorista prossiga o plano para assassinar Catarina.

Diogo espera muito nervoso por notícias de Cristina e provoca estranheza em Inácio, que pretende saber como vai ser o futuro da clínica depois da venda ao grupo chinês. O gestor apressa o fim da conversa com uma resposta evasiva que causa desconfiança no médico. Pouco depois, Diogo recebe uma chamada de Cristina a avisar que a tentativa para matar Catarina falhou, notícia que o deixa furioso. No entanto, é obrigado a disfarçar o mau humor quando Joana aparece e o informa que durante as suas férias será Inácio a responsabilizar-se pela investigação que ela está a liderar. Ele aproveita para se certificar de que a aparição de Marta no táxi conduzido por Cristina foi casual e que Catarina jamais suspeitou que tem a vida em risco. Depois de Joana sair do gabinete, Diogo exterioriza a sua raiva.

Maria Helena almoça com os filhos no Sirga. Tiago desaponta-a ao dizer que está com pressa para regressar a Lisboa, confirmando que voltou para Portugal, por causa de Beatriz. Nuno esboça um sorriso de desprezo. Maria Helena tem um comentário desagradável para Maria, depois de ela se mostrar surpreendida pelo facto de a sua família ser agora a nova proprietária da casa da Quinta Vale Real. A empresária pede a melhor garrafa de vinho da Quinta e propõe um brinde à união da família. Raquel sublinha que não estão todos, aludindo ao facto de o pai estar preso. Tiago faz sinal à irmã para alinhar no brinde, para que não haja qualquer incidente com a mãe.

Maria conta a Luís que decidiu aceitar o trabalho de que lhe tinha falado. Ele não gosta da notícia e vinca que espera que não seja por isso que ela vai deixar de aparecer no Sirga, pois sabe bem a importância que tem na sua vida. Maria sorri envergonhada.

Beatriz conta a Laura que o filho lhe revelou ter escutado uma conversa em que João comentou com Inês a existência de umas fotos de mulheres mortas que Miguel tirou. Beatriz pede ajuda à directora da revista para que procura as fotografias em casa de Fred, certa de que é ele quem tem as provas irrefutáveis de que o pai assassinou as prostitutas. Laura fica indecisa sobre se deve ou não quebrar a confiança do namorado.

Fred é obrigado a acompanhar um agente da Polícia Judiciária para prestar esclarecimentos sobre o incêndio do hostel.

João assume perante o seu advogado que quer ir até às últimas consequências no processo contra o irmão, depois de o doutor Araújo confirmar que as imagens de videovigilância que a polícia tem, mostram Fred a deixar o hostel pouco antes de o incêndio deflagrar.

nas redes

pesquisar