SIC

Perfil

145º Episódio - 25 de fevereiro (quinta-feira)

Maria exige que Catarina confesse que matou António!

(c).RuiCarlosMateus.1954

Benedita confessa a Hélder que está preocupada com Beatriz e ele assegura-lhe que está a tomar conta dela. Entretanto, Benedita atende uma chamada de Zé e fica desesperada quando ele lhe diz que quer levar Maria João à festa de casamento de Inês. Depois de desligar, Benedita desabafa com Hélder as angustias que o namoro do filho lhe estão a provocar e o fotógrafo brinca e oferece-lhe a ajuda, argumentando que é perito em acabar relações. David chama-lhe mentiroso, aludindo ao facto de ele não lhe ter dado os conselhos certos para ele se livrar de Alice. Assim que a namorada aparece à sua frente para irem jantar, David disfarça o que estava a dizer e fica com um sorriso amarelo à espera de que ela vá avisar a mãe de que vão ao cinema. Benedita afirma que ele e Alice fazem um par bonito. David diz com ironia que tem muita sorte.

Jéssica cruza-se com João no posto de combustível e dá-lhe os sentimentos pela morte do pai. O ambiente fica menos pesado quando ele conta que já casou com Inês e que no dia seguinte vão fazer a festa de casamento. Jéssica despede-se desejando felicidades e aproxima-se de Fernanda esta não resiste comentar com a mãe sorte que tem atingido João ultimamente. Quando se prepara para se desfardar e ir para casa, Fernanda é interpelada por Sandra que quer deixar Priscilla sozinha posto, enquanto ela diz que vai divertir-se na noite. Fernanda não está pelos ajustes e decreta que ela vai ter de deixar a farra para a noite seguinte, pois não quer que o posto fique apenas com Priscilla a trabalhar. Sandra fica furiosa e não disfarça.

Os jogadores do Cedofeita Invicta detestam o novo treinador porque os faz treinar como nunca treinaram. Alguns até confessam ter saudades de Vítor. Nem de propósito, ele aparece e conta que já tem o curso de treinador e que está ali para conversar com o presidente para propôr que o aceitem de volta. O máximo que consegue é que o Vice-Presidente o deixe treinar os infantis, a troco de umas minis como ordenado. Vítor prefere ter um pássaro na mão do que dois a voar e aceita.

Luís passa de novo pela loja de Adriana e oferece-lhe um livro sobre música. A filha fica radiante e insiste para que ele não se esqueça de reconquistar Maria.

Ele não se mostra recetivo à ideia e relembra que já falaram sobre o assunto. A boa disposição quebra-se depois de Adriana receber uma chamada do mecânico a dizer que reparar a avaria do carro vai custar quase o preço de um carro novo.

Vasco e Margarida voltam a correr juntos e não resistem a cair nos braços um do outro, envolvidos num beijo apaixonado.

Sandra reclama com Priscilla por não ter podido ir divertir-se à noite, obrigada por Fernanda a ajudá-la no posto de combustível. Leandro tenta que Priscilla lhe preste atenção mas ela não liga ao que ele está a dizer sobre os treinos e sussurra-lhe que vai inventar um perfume. Sandra resmunga com ela por não perceber nada do que ela diz. Leandro fica surpreendido quando a namorada lhe garante que ele vai ajudá-la a fazer o perfume.

Luís conversa com Maria, que lhe confidencia a sua tristeza pelo mal que a herança que recebeu de António lhe trouxe. O chef cozinha ao mesmo tempo que vai conversando e acaba por se queimar numa frigideira e tem de ir tratar-se na clínica, acompanhado por Maria.

Filipe reafirma que quer vender a sua parte da empresa de cruzeiros no Douro e reformar-se. Duarte acredita que podem vender a empresa toda e fazerem bom dinheiro, pois já teve uma reunião com investidores interessados. Joana não se opõe a que façam o que acharem melhor.

Beatriz pede ajuda a Hélder para que a introduza numa daquelas festas sexuais que Miguel frequentava, para que tente descobrir provas de que foi ele quem matou as prostitutas. O amigo recusa-se a fazer-lhe a vontade porque acha que ela correria perigo. Beatriz fica impaciente.

William convence Benedita de que é melhor aceitar que Zé leve Maria João à festa de casamento de Inês, desvalorizando o facto de eles dormirem juntos, pois sempre é melhor estarem por perto a controlá-los.

Enquanto espera que Luís acabe o curativo, Maria é interpelada por Catarina que tenta fazer as pazes com ela. Maria impõe como condição que ela se entregue à polícia e confesse ter matado António. Catarina recusa e fica furiosa quando a mãe lhe vira as costas.

nas redes

pesquisar