SIC

Perfil

128º Episódio - 5 de fevereiro (sexta-feira)

Inês tem um acidente enquanto anda de cavalo com as amigas e a família fica a saber que ela pode ficar paraplégica!

Jéssica fica impaciente por nunca mais chegar a sua ordem de transferência para o Porto e confessa a Fernanda que não saberá o que fazer se não lha derem. Vítor mostra-se impaciente mas porque o jantar ainda não está pronto. Jantar que ele acaba por não comer porque discute com Leandro e Priscilla quando vê o filho com um tigre tatuado nas costas em vez de um dragão, símbolo do Futebol Clube do Porto.

Olívia conta a Laura que almoçou com Alice e que esteve à conversa com ela durante muito tempo. Laura fica enciumada por não conseguir dialogar com a filha como a amiga fez agora. Olívia aconselha-a a transmitir referencias a Alice para a cativar mas Laura não fica convencida.

Henrique procura conforto junto de Sofia, depois da discussão com Maria e conta que apresentou queixa contra desconhecidos pelo desaparecimento do barco e que Maria apresentou queixa contra ele por ter invadido a casa. Sofia acha que não é com estes conflitos que ele vai recuperar a sua licença para exercer medicina e Henrique confessa-se destroçado por a ter perdido, perdido o emprego e não ter onde ficar. Sofia lembra-lhe que estão a separar-se, afastando logo a hipótese de lhe dar guarida.

Jonas decide ajudar o rapaz que lhe assaltou o atelier de dança, desconfiado de que a motivação do roubo nada teve a ver com uma qualquer vontade de vender as sapatilhas e as calças de treino. Thomas mantém que ajudar aqueles necessitados é uma causa perdida, ao contrário de Rita que quer ir com o pai para o ajudar.

Joana e Duarte conversam sobre a forma como Pedro está a fazer o luto pela mãe quando o rapaz aparece aos gritos a dizer que teve um pesadelo, em que se estava a afogar. Duarte abraça o filho para o acalmar.

Fernanda censura Vítor por ter amuado na noite anterior e não ter jantado, só porque o filho mais novo tatuou um tigre nas costas, em vez de um dragão. Priscilla desvaloriza o mau humor do futuro sogro e condescende ao reconhecer que tatuar um dragão é que seria brutal. Joaquim entra no posto de combustível e Vítor manda que Fernanda chame a polícia, pois acabou de entrar um homem armado. Joaquim afirma que para ele só precisa dos punhos e Vítor empurra-o, iniciando mais uma briga. Fernanda interfere e acaba com a confusão.

Abel conta a Maria que Joaquim o procurou para fazer um acordo com ela, dispondo-se a abdicar do restaurante mas exigindo metade de todos os outros bens. Maria fica indignada e reafirma ao advogado que quer o seu dinheiro a salvo. Abel garante que depois de ir a Gibraltar tudo ficará resolvido, mas mal consegue disfarçar o nervosismo por estar a enganá-la, principalmente quando Maria lhe dá instruções para que a livre de Henrique, que passa a vida a meter-se lá em casa e ainda a dizer mal dela e da filha.

Diogo conta a William que foi convocado para uma reunião em Berlim e teme que os patrões o punam por ter despedido Joana e ter provocado um tumulto entre o pessoal da clínica. William aconselha-o a cancelar a ordem que tinha dado para a prescrição de exames extra, pois pode vir a ter problemas com isso. Diogo pergunta se ele acha que podem afastá-lo do cargo e fica muito enervado porque William deixa no ar essa possibilidade.

Miguel conversa com o inspetor da PJ que procura descobrir quem o colocou sob escuta e descarta o envolvimento de Laura, mostrando-se mais inclinado para que tenha sido Hélder. O agente diz que vai manter o fotógrafo sob vigilância e dá os pêsames a Miguel pela morte da mulher. O juiz responde com ar enigmático que enquanto o corpo não aparecer, ela está apenas desaparecida.

Hélder consegue convencer Laura a continuar a investigação jornalística da morte das prostitutas, mesmo escondendo o que sabe sobre o caso. Entretanto, pede a Benedita que confirme junto de Laura que está a trabalhar com ele numa reportagem, prometendo esclarecer tudo quando voltar do Porto.

Zé aparece na redação e pede ajuda à mãe para o ajudar a escolher um restaurante para almoçar com Petúnia, que faz anos naquele dia. Benedita tenta explicar-lhe que aquela namorada só existe no seu imaginário e Zé fica perturbado e vai embora zangado.

Diogo discute com Joana e repreende-a por tê-lo colocado em cheque perante a administração alemã da empresa. A investigadora esclarece que tinha o dever de esclarecer os patrões sobre tudo o que se passou e Digo tem um ataque de fúria, vociferando que foi um erro readmiti-la. Catarina aparece na hora certa e acaba com a discussão. Depois de Joana sair da sala, Catarina pergunta a Diogo porque é que ele se descontrolou daquela forma e se está com algum problema. O marido é evasivo e acaba com a conversa, deixando-a muito desagradada.

Inês recupera o telemóvel que uma das amigas lhe tinha tirado e quebra a regra da despedida de solteiro por ligar a João. Ele conta-lhe que os amigos o vão levar a Vigo para a sua despedida e brincam com a situação. Depois de desligar o telefone, Inês inicia com as amigas o passeio a cavalo pela serra de Sintra e a certa altura entusiasma-se e toma a dianteira do grupo. Nesse momento, surge do nada uma moto quatro que quase choca com ela. O cavalo assusta-se e derruba Inês que cai no chão inanimada. João, que se prepara para viajar para Vigo, fica alarmado ao receber a notícia do acidente que a noiva acaba de sofrer.

Benedita conta a David que o filho persiste em dizer que tem uma namorada que ela já confirmou não existir e que quando o confrontou, ele ficou zangado e desapareceu. Nesse momento, recebe uma chamada do chefe do filho a dizer que ele pediu que lhe ligasse a convidá-la para ir almoçar com ele e com a namorada para provar que ela existe. Quando se prepara para sair da redacção, Benedita fica em choque porque David a alerta para uma notícia que acaba de chegar e que dá conta de um acidente grave sofrido por uma cavaleira de nome Inês Castro de Aguiar.

Henrique, Sofia e João decidem viajar de urgência para Lisboa ao serem informados do grave acidente sofrido por Inês. Sofia está lavada em lágrimas. Henrique e João, muito preocupados com o estado de saúde da rapariga.

Joana conta a Inácio e Marta a discussão que teve com Diogo e a agressividade que ele revelou. Inácio acha que está na altura de ela deixar de se meter em confusões mas a amiga deixa escapar que podia ter agredido o chefe se a discussão tem continuado. Inácio fica incomodado e Marta ri.

Duarte conta a Teresa que Pedro quis ir para a escola e pede à irmã que o vá buscar, pois ele tem trabalho para fazer na Quinta. Teresa tranquiliza o irmão e tem a ideia de levar o sobrinho a passear com os primos. Duarte recebe uma chamada de Benedita, longe de imaginar que ela o vai avisar do acidente grave que Inês sofreu.

Alex procura Jonas no atelier e oferece-se para o ajudar, mas ressalvando que está ali apenas porque a tia o obrigou. Jonas procura saber porque é que ele roubou as sapatilhas. O miúdo assegura que não foi por querer dançar e que não é maricas, ameaçando ir embora se ele continuar a chateá-lo com a conversa do roubo. Jonas percebe que tem de seguir outro caminho para conquistar a confiança de Alex e cala-se.

Fernanda conversa com Maria e acha que foi Catarina quem desamarrou o barco de Henrique e o fez desaparecer. A amiga conta que já pediu ao advogado para a ajudar a livrar-se de Henrique e Fernanda aproveita para contar que Joaquim foi ali ao posto meter gasolina e que Vítor quase chegou a vias de facto com ele. Sandra chama Jorge ao balcão e informa-o de que tem de ir limpar as casas de banho, por ordens superiores. Jorge ameaça que já não falta muito para recuperar o seu lugar de gerente. Fernanda assegura a Maria que está a planear a vingança contra Jorge porque ele tem tentado deixá-la mal vista perante a patroa.

Rúben pede a Adriana que dê uma olhadela aos textos que tem escrito, pois pretende escrever um livro sobre motivação. A professora hesita mas acaba por aceitar a tarefa, apesar de não esquecer que ele a afastou de Bruno.

Vítor continua a implicar com Leandro por causa de ele ter tatuado um tigre nas costas. O filho irrita-se e confessa estar farto da forma como ele o trata e à namorada.

Já em Lisboa e no hospital, Benedita, João e Sofia anseiam por terem notícias de Inês. Henrique, acompanhado do médico assistente, revela que o estado de Inês é muito grave e que decidiu transferi-la para a clínica no Porto, onde está o melhor neurocirurgião do País. Sofia fica alarmada e resiste à ideia mas Henrique impõe-se e todos acabam por perceber que aquela é a melhor decisão.

Tiago insiste em conquistar Beatriz e volta a conversar com ela, explicando que trabalha numa ONG e que foi para Bali há dez anos porque quis deixar a vida que tinha em Portugal. Entretanto, aproveita para lhe elogiar os olhos e tenta saber como ela se chama. Beatriz mente e responde que se chama Raquel, recusando mais uma vez tomar café com ele. No entanto, Tiago sorri ao vê-la afastar-se, consciente de que já avançou mais um pouco.

Hélder aparece no Parque da Cidade quando Teresa está ao telefone com Benedita e fica a saber que Inês sofreu um grave acidente. O fotógrafo relembra a Teresa quem é e pede para dar uma palavra a Pedro. Hélder diz ao miúdo que esteja a mãe onde estiver, olhará sempre por ele.

Benedita fica aliviada quando percebe que a namorada de Zé existe de facto, chama-se Maria João e é muda. Zé explica porque razão a baptizou como Petúnia e elogia-lhe as qualidades. Benedita fica feliz por constatar que a rapariga também gosta de Zé.

nas redes

pesquisar