SIC

Perfil

114º Episódio - 20 de janeiro (quarta-feira)

Laura tem uma overdose de cocaína!; Henrique e Miguel cortam relações por causa de Sofia

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

Adriana corresponde ao convite do pai para um jantar tardio no restaurante, embora tema encontrá-lo de novo entregue à bebida. Luís confessa que está a lutar contra o vício mas também que se sente muito pressionado por Maria e que vai viajar até aos Açores.

Duarte confronta Henrique com as acusações que ele fez na entrevista a Laura, acusando os seus investigadores e, principalmente Joana, de saberem de tudo, tal como os riscos para os doentes. Henrique desvaloriza a situação e o irmão corta relações com ele.

Inácio e Joana contam a Catarina e Diogo as calúnias lançadas por Henrique e recebem deles todo o apoio de que precisarem. Entretanto, Diogo tem uma conversa séria com Joana, responsabilizando-a por não estar a atingir os objetivos e por não passar mais exames aos clientes da clínica. Joana ainda tenta relaxar, sem grande preocupação

Beatriz decide pedir ajuda a Hélder para simular a sua morte, convencida de que só assim estará a salvo se Miguel descobrir que é ela quem o está a investigar.

Hélder tenta demover Beatriz de simular a sua morte mas perante o pavor que ela demonstra de que Miguel descubra que foi ela quem o colocou sob escuta, aceita ajudá-la.

Henrique telefona a Miguel para agradecer ao amigo por tê-lo ajudado, livrando-o de continuar preso, mas fica surpreendido quando o ouve a negar com grande frieza qualquer envolvimento, completando que não quer voltar ser contactado por ele e pedindo-lhe que diga a Sofia que não gostou do que ela fez. E antes de se refazer da surpresa, eis que Assunção aparece na sala e deseja que ele fique preso durante muitos anos, recriminando-o pelo sofrimento que tem causado a Sofia. Henrique perde a compostura e devolve a provocação desejando a morte da sogra.

Inês continua sem aceitar a separação dos pais e faz sentir isso mesmo à mãe. Sofia trata de deixar claro que já não era feliz com Henrique. João interrompe a conversa e Inês esconde os desenhos do vestido de noiva que estava a avaliar com a mãe.

Benedita aproveita o facto de estar reunida com Laura para lhe revelar que descobriu que ela plagiou um texto da Times, assumindo-o como seu num editorial. Laura fica muito irritada, depois de tentar negar o que é evidente, apesar de Benedita reforçar que não a está a atacar mas antes a tentar protegê-la.

Beatriz telefona a Duarte na esperança de que Pedro esteja perto dele para lhe dar uma palavra. Ao saber que o filho não está, Beatriz confessa que ligou por estar com saudades dele e age como se quisesse despedir-se do filho. Duarte não percebe que a ex-mulher está prestes a desaparecer.

Fred sofre com a separação de Jéssica e depois de reler algumas mensagens que trocaram decide sentar-se a fazer apostas através da internet.

Jéssica e Rúben partilham os ciúmes por verem Adriana e Bruno juntos, inconformados por não os terem para si. Já eles, assumem que não cometeram qualquer deslealdade e beijam-se com paixão na loja de música.

Vítor delira com a esperança de vir a ganhar a eleição para presidente do Cedofeita e não dá ouvidos a Fernanda que lhe repete até à exaustão que ainda não ganhou nada.

Sandra e Priscilla estão a provocar-se mutuamente no posto de combustível quando Jorge as interrompe e conta, ainda em estado de choque, que acaba de ler no jornal que Inácio pode ir preso como cúmplice na morte de uma pessoa. As colegas ficam horrorizadas.

No laboratório da clínica, Inácio não esconde estar em pânico por vir a perder a licença de médico e Marta conforta-o, divertida com a sua atrapalhação por pedir que continue a elogiá-lo como investigador.

Henrique ralha com Sofia por ela ter chantageado Miguel para o ajudar. Ela responde-lhe que fez o que foi necessário para o tirar da cadeia e informa-o de que já deu ordens ao advogado para avançar com o divórcio. Henrique abana a cabeça, em sinal de negação.

Catarina quase surpreende André a seduzir Diogo no corredor da clínica, mas o enfermeiro afasta-se a tempo e ela diz ao marido que vai controlar Isabel que deve estar com Patrícia, pois não quer correr o risco de que o stress por causa do transplante da filha complique a gravidez.

Isabel fala por breves instantes com Patrícia, que não pode responder-lhe por estar entubada, dando-lhe confiança de que vai correr tudo bem depois de ter transplantado os novos pulmões. A filha vai sorrindo em sinal de esperança. Depois de deixar a zona de isolamento, Isabel enfrenta Catarina que a força a ligar a Maria e inventar uma desculpa para não ter ido trabalhar. Isabel liga à patroa e diz que está com enjoos. Luís, que ouve a conversa, manifesta a sua estranheza a Maria mas como ela continua a desprezá-lo, limita-se a informar que o advogado dela a espera na sala do Sirga. Abel Pedrosa entrega a Maria os documentos para as doações que vai fazer e convida-a para irem juntos à festa do Grémio. Renitente, Maria acaba por aceitar.

Laura discute com Alice depois de a filha lhe contar que dormiu em casa de David porque ela se esqueceu de lhe dizer que ia fazer uma entrevista ao Porto. Irritada, depois de a miúda sair do seu gabinete, Laura chama Hélder e pede-lhe que lhe arranje droga no fornecedor habitual mas como o fotógrafo responde que o dealer está de férias, ela decide comprar por sua conta e risco.

Isabel sente-se culpada por enganar Maria mais uma vez, fingindo que está internada na clínica, em repouso absoluto para não correr o risco de abortar.

Joana conta a Duarte como Diogo a coagiu para que passasse a tratar os doentes como meros clientes, aumentando a faturação com prescrições duvidosas, mas recusa-se a deixar a clínica, disposta a defender o seu nome.

Thomas volta a discutir com Teresa, agora por ela apoiar o projeto social que Jonas quer pôr em prática. O padrasto, depois de o rapaz se refugiar no quarto, intercede junto de Teresa para que vão já de férias e levem os filhos, que também merecem.

Benedita constata com agrado que Zé está feliz no trabalho e partilha a novidade com William. Entretanto, também comenta com o marido que tentou chamar à atenção de Laura por ela ter plagiado um texto da Times para fazer um editorial, mas confessa que não ganhou nada com o assunto, para além de uma discussão.

Laura discute com David, acusando-o de ter levado Alice para sua casa e insinuando que ele se quis aproveitar da filha. David nega tudo muito enervado. Já Laura, corre para o gabinete e, muito nervosa, cheira duas linhas de cocaína. A dose é demasiado grande e faz com que Laura sofra uma overdose.

David apercebe-se de um estrondo no gabinete de Laura e quando lá chega observa-a tombada, a ter convulsões e a sangrar do nariz. Olhando em redor, vê a droga que ela estava a consumir e chama uma ambulância, desesperado sem saber o que mais pode fazer.

Beatriz esforça-se por convencer Miguel de que a Polícia Judiciária deve estar enganada ao concluir que a escuta que ele descobriu foi colocada por alguém da revista. O juiz pergunta-lhe em tom ameaçador se ela seria capaz de lhe esconder algo de que soubesse e ela finge-se ofendida, achando que o namorado está a desconfiar dela. Miguel pede desculpa e vai tomar banho. Beatriz telefona a Pedro e mata saudades do filho, disfarçando a sua tristeza. O miúdo não acredita que o problema da mãe seja apenas cansaço e desabafa com o pai que ela está triste. Duarte conforta Pedro e sugere-lhe que convide a mãe para o visitar no Porto. O filho mostra-se triste por não poder visitar Patrícia e Duarte explica-lhe que ela ainda está muito fragilizada.

nas redes

pesquisar