SIC

Perfil

110º Episódio - 15 de janeiro (sexta-feira)

Alice é apanhada a tentar vender droga e é detida pela polícia; Diogo consegue os pulmões e Patrícia faz o transplante!

(c).RuiCarlosMateus.1954

Alice encontra-se com o amigo e mostra-lhe a cocaína que está dentro da caixa, perguntando-lhe se a quer comprar. O miúdo fica entusiasmado mas quando estão prestes a fazer o negócio, são surpreendidos pela polícia e detidos por posse de droga.

Leandro assiste com perplexidade à enchente de gays na loja do irmão. Rúben desvaloriza a clientela e argumenta que o importante é fazer dinheiro para conseguir ter cada vez mais miúdas. Leandro chega a pensar que o irmão passou a gostar de homens, depois da desilusão amorosa que teve com Adriana.

Luís conversa com Adriana e a filha constata que ele está cada vez mais dependente da bebida, pois acha que vai resolver o seu problema sozinho, dizendo que não tem a certeza de querer recuperar Maria. Adriana fica muito preocupada com o pai.

Diogo recebe a notícia de que estão disponíveis os pulmões de que Patrícia precisa para fazer o transplante mas é avisado de que há um paciente à sua frente para fazer a cirurgia. Catarina não está disposta a perder a oportunidade de garantir que Isabel gere o seu filho e obriga o marido a fazer o impossível para garantir que será Patrícia a fazer o transplante.

Inácio diverte-se com o telemóvel novo que comprou e tenta usá-lo para aprender uma forma de convidar Marta para jantar, sem que lhe falte a coragem. Ela ouve divertida a conversa que ele está a ter com o aparelho e aceita o convite, mesmo sem ser convidada. Inácio fica aliviado e feliz, ao mesmo tempo.

Laura conta a Hélder que a droga que ele lhe tinha arranjado desapareceu mas depois de atender uma chamada diz que já sabe onde foi parar o que perdeu e sai da revista com muita pressa, deixando Hélder intrigado.

Sofia conversa com Henrique na cadeia e incita-o a chantagear Miguel para que ele o livre da prisão, pois é a única alternativa que lhe resta. Henrique não quer seguir esse caminho, mas percebe que é a única forma de obrigar o amigo a ajudá-lo.

Catarina conta a Isabel que acabou de garantir os pulmões de que Patrícia precisa para fazer o transplante e exige-lhe que faça a inseminação artificial assim que a filha sair do bloco operatório. Isabel resiste mas acaba por aceitar as condições e corre a avisar a filha de que já pode ser operada e ter uma vida normal. Patrícia fica mais animada e parece ir buscar forças onde elas já não existiam.

Laura resgata Alice na esquadra para onde a filha foi levada e ouve um dos agentes que a detiveram explicar que ela foi apanhada em flagrante delito a vender droga, pois há muito vigiavam o miúdo a quem ela estava a vender a cocaína. Os agentes mostram-se dispostos a fechar os olhos à infração de Alice desde que ela diga quem é que lhe arranjou a droga. Alice fica muito comprometida e Laura aflita, com medo que a filha a denuncie como proprietária da droga.

Laura consegue fazer com que os agentes da PSP aceitem a explicação que Alice dá para ter, na sua posse, aquela caixinha com droga e compromete-se a assegurar que a filha vai encontrar-se regularmente com um psicólogo do Gabinete de combate à toxicodependência. Já a sós com Alice no carro, ganha coragem e ensaia uma reprimenda à filha. No entanto, Alice é demolidora e dispara que se ela não se drogasse nada daquilo teria acontecido esclarece que só foi vender a droga para arranjar o dinheiro que ela lhe negou. Laura percebe que não tem moral para castigar a filha nem tão pouco censurar a sua conduta.

Miguel inspeciona a casa de Sintra e fica furioso ao descobrir a escuta que lá lhe colocaram. Depois de desmontar todo o material, guarda-o e sai de casa fechando a porta atrás de si.

Beatriz comenta com Hélder que deixou de receber ficheiros da escuta que instalaram para espiar Miguel e os seus encontros secretos. O amigo e colega tranquiliza-a, garantindo que não há forma de serem associados ao equipamento que montaram, certos de que Miguel descobriu e desmontou a escuta.

O cirurgião de Patrícia comunica que os seus exames permitem que se faça o transplante pulmonar e dá indicações de que devem ser iniciados todos os procedimentos. Patrícia exige a Isabel que traga Pedro à clínica pois quer falar com ele antes de ser operada.

Catarina fica muito entusiasmada ao saber que Patrícia pode fazer o transplante e confessa a Diogo que, embora ansiosa, também está preparada para fazer avançar a gravidez assistida de Isabel.

Inês mostra-se agastada com o sofrimento que Catarina está a provocar ao pai, atirando-o para a prisão. João opina que Catarina é uma pessoa despeitada, mas Assunção contraria a neta ao criticar o facto de Sofia estar a desdobrar-se para livrar Henrique da cadeia.

Sofia procura Miguel e avisa-o de que se não ajudar Henrique a sair da prisão, o marido revelará as fotos de uma orgia em que participaram. O juiz fica incomodado com a chantagem do amigo, mas também intrigado sem saber se ela tem algo a ver com a escuta que lhe montaram na casa de Sintra.

Fred resolve os problemas financeiros que tem com o dinheiro que o pai lhe deu e telefona a Jéssica para fazer as pazes. No entanto, Jéssica recusa-se a ficar de bem com ele, apesar das suas desculpas e desliga-lhe o telefone na cara. E se furiosa estava, mais furiosa fica ao receber a mensagem de Bruno a dizer que não pode estar com ela nessa noite. Aborrecida, Jéssica agarra nas suas coisas e sai de casa.

Vítor vai ao posto de combustível e tenta reconciliar Sandra com Priscilla, na esperança de as ter a cantar em dueto no seu comício.

Patrícia e Pedro conversam pela última vez antes do transplante e ela entrega-lhe o seu mp3 para que fique com ele caso lhe aconteça alguma coisa. Pedro recusa-se a acreditar que algo possa correr mal. Isabel também se despede com emoção da filha antes de ela ir para o bloco operatório.

Diogo acarinha Catarina, depois de ela ter feito a recolha dos óvulos que vão ser inseminados em Isabel. O casal está feliz com a perspetiva de virem a ser pais brevemente.

Assunção procura Maria e denuncia Catarina como responsável pela prisão de Henrique mas, sobretudo, por ter ido ameaçar Sofia e Inês. Maria fica desiludida por perceber que a filha afinal não mudou e promete falar com ela.

Bruno e Adriana vão à loja de Rúben para explicar que não o quiseram magoar quando começaram a namorar mas Jéssica também lá está e fica cheia de ciúmes ao ver que Bruno não quis sair consigo por estar com a professora. Os gays que enchem a loja de Rúben mostram-se agressivos em sua defesa e Bruno e Adriana decidem ir embora para evitar conflitos maiores.

Maria vai pedir satisfações a Catarina sobre as acusações que Assunção lhe fez. A filha confirma que denunciou Henrique à polícia porque ele merece pagar por tudo o que lhes fez, mas engana a mãe garantindo que nunca fará nada contra Sofia e Inês. Desde que elas a deixem em paz. Maria acredita e deixa-se abraçar pela filha.

Miguel fica frustrado quando se prepara para ter uma noite a dois com Beatriz e ela se esquiva dizendo que levou trabalho para casa.

Vasco faz um jantar de despedida em casa de Joana e fica a saber que àquela hora está a decorrer o transplante de pulmão que pode devolver a Patrícia a qualidade de vida que ela perdeu.

Inácio janta com Marta e deixa transparecer todo o nervosismo que o primeiro encontro provoca em si.

Isabel abraça comovida o enfermeiro André quando ele lhe diz, já de manhã que a filha está no recobro, que o transplante correu bem e que ela está fora de perigo. Quase de seguida, Vasco também aparece na clínica e tenta demover Isabel de fazer a inseminação artificial para gerar o filho de Catarina e Diogo. Isabel diz que vai manter a sua palavra e vai ter com Catarina e Diogo, anunciando-lhes que está pronta para cumprir a sua parte do acordo. Inconformado, Vasco procura Maria e avisa-a de que a mãe de Patrícia não está grávida mas apenas a ser enganada e pede-lhe que abra os olhos. Maria não percebe o que ele quis dizer e fica muito intrigada.

nas redes

pesquisar