SIC

Perfil

107º Episódio - 12 de janeiro (terça-feira)

Catarina denuncia Henrique e ele é apanhado a tentar fugir do país!

(c).RuiCarlosMateus.1954

O fotógrafo anui e deixa Alice pendurada, obrigando-a a esperar por melhor altura para tratarem das suas fotografias. David acaba por beneficiar da situação porque a rapariga não descansa enquanto ele não larga tudo o que está a fazer para ir com ela até ao parque, depois de enganar a mãe mais uma vez, dizendo que já encomendou os livros com o dinheiro que ela lhe tinha dado.

Maria cumprimenta Duarte e fica surpreendida quando ele diz que casou nos Açores com Joana.

Inês continua muito preocupada com a situação do pai e João não lhe esconde que ele pode mesmo ser preso se for provada a sua culpa na falsificação do ensaio cínico.

Beatriz mostra a Hélder a factura da água que Miguel tem para pagar, associando-a à casa que ele tem em Sintra, onde morreu a última prostituta.

William conversa com Diogo e Catarina e disfarça o nervosismo que o assalta, reconhecendo que confiou no relatório que Henrique produziu, considerando que o único responsável pela morte da mulher é ele e que é essa a mensagem que devem passar.

Teresa, Benedita e Duarte visitam Jonas que está impaciente por ir para casa. Teresa promete que nunca mais desprezará a medicina tradicional.

Acossado por Diogo e Catarina e depois de ter perdido tudo na vida, Henrique implora a Sofia que o deixe voltar para casa, argumentando que eles constituem uma equipa e que só pode aguentar as provações a que está a ser sujeito se tiver a força que ela lhe transmite. Sofia fica indecisa, sem saber se deve atender ao pedido do marido.

Inês desabafa com João confessando-se apreensiva quanto ao futuro do pai, agora que até a mãe lhe pediu o divórcio. O namorado esforça-se por confortá-la, mas não resiste a partilhar que também anda incomodado com os problemas financeiros de Fred e o facto de o irmão não dar notícias.

Henrique implora a Sofia que o aceite de volta a casa mas ela mantém-se firme e insiste que está na altura de se separarem, embora não recuse ajudá-lo, desde que não seja como sua mulher. Depois de o genro ir embora muito abatido, Assunção mostra-se contente com a decisão da filha.

Jéssica encontra Fred entregue ao desanimo em casa e insiste para que ele não desista de encontrar um trabalho que lhe permita recuperar honestamente o dinheiro que perdeu com os investimentos ruinosos que fez.

Rúben tenta fazer-se forte e mostrar a Leandro que não ficou afetado por Adriana ter preferido namorar com Bruno do que com ele. Leandro não vai na conversa. Vítor interrompe a conversa dos dois irmãos, para falar da sua frustração por não ter banda para encerrar o seu comício de candidatura à presidência do Cedofeita Invicta. Os filhos irritam-no ao troçarem das suas opções musicais.

Sandra e Priscilla falam dos seus projetos para cantarem em dueto mas Jorge faz com que Priscilla duvide se é mesmo aquilo que quer fazer.

Catarina fica agastada por Maria não ir jantar com ela e comenta com o marido em tom crítico que a mãe está mais perto de Luís agora do que quando estavam juntos. Diogo acredita que Maria se vai fartar mais tarde ou mais cedo. Catarina pergunta se o detetive que ele contratou já deu notícias do pai e Diogo conta que Henrique anda mesmo em maré de azar, juntando-se à sua desdita o facto de ter sido assaltado e de por pouco não ter sido espancado.

Miguel censura Henrique quando ele conta que foi ter com Sofia implorando-lhe que o aceitasse de volta e que como ela recusou está a pensar desaparecer e recomeçar a vida noutro país com o dinheiro que ainda tem. Miguel apela ao bom senso de Henrique e faz-lhe ver que ele pode ser imediatamente preso se tentar fugir. O médico não dá ouvidos ao conselho e agradece ao amigo o que fez por ele. Miguel regressa a Lisboa, muito apreensivo com Henrique.

Maria apanha Luís em mais uma mentira quando ele afiança que foi à reunião dos alcoólicos anónimos com o padrinho e obriga-o a fazer o teste de alcoolémia no escritório. Luís recusa-se a soprar no balão e ela decide que ele continua fora da cozinha do restaurante, deixando-o furioso.

Vítor conta muito desanimado a Sandra e Priscilla que ficou sem banda para atuar no seu comício. À revelia da colega, Sandra avança e diz a Vítor que se ele quiser elas estão disponíveis para atuar na sua festa, deixando-o eufórico e com o problema resolvido. Priscilla é que não parece muito convencida.

Beatriz revela a Hélder a sua intenção de montar uma armadilha a Miguel para o apanhar em flagrante a tentar matar de novo, na casa que aluga para levar as prostitutas. Os dois ficam estarrecidos quando Miguel aparece de surpresa na revista e disfarçam como podem para que ele não se aperceba do que estavam a falar. O juiz justifica que se despachou mais cedo do que previa e leva Beatriz a jantar.

Inês mostra-se contra o facto de a mãe ter recusado reconciliar-se com o pai, mas Sofia esclarece que o casamento já não funcionava e Assunção apoia a sua decisão. Mesmo assim, Inês continua com pena do pai.

Luís insiste em voltar a trabalhar na cozinha do Sirga mas Maria reafirma que isso só acontecerá quando ele der provas de que já está bem e que deixou de beber. Ele segura-lhe na mão e confessa que sente a sua falta mas Maria esconde a comoção e despede-se dele. Luís fica desolado e começa a olhar para as garrafas do bar, prestes a ceder à tentação de beber.

Henrique pára no posto de combustível e quando retoma a viagem insere Madrid no GPS como seu próximo destino. Depois de arrancar, um outro carro sai atrás de si, seguindo-o.

Duarte, Jonas e Teresa comentam com apreensão as acusações de que Henrique é alvo, ficando na expetativa de perceberem como é que o caso vai terminar. Duarte aproveita para convidar a irmã e o cunhado para o jantar comemorativo do seu casamento com Joana.

Joana confessa a Marta e Inácio que adorou casar de surpresa com Duarte. Marta não esconde que também gostava de casar e Joana mete-se com Inácio, que demonstra grande interesse na conversa e se apressa a sair do laboratório quando percebe que se está a tornar no centro das atenções. Marta comenta com Joana que gostava de arranjar uma maneira de o levar consigo para qualquer lado.

Jéssica incentiva Fred a procurar trabalho e acarinha-o antes de sair para trabalhar. Ele acompanha-a até à rua entre beijos e abraços.

Isabel fica preocupada com o facto de Patrícia estar com dificuldades em respirar e quando sai do quarto da filha à procura de uma enfermeira cruza-se com Catarina. Esta suspira e diz que dentro em breve saberá o que é a angústia de ser mãe. Isabel lembra que fará a sua parte mas que ela e Diogo também terão de fazer a deles.

Diogo acaba de falar ao telefone com o detetive que está a seguir Henrique e conta a Catarina que o pai dela está a seguir para Espanha. Catarina não perde tempo e depois de concluir que ele está a fugir do País faz uma chamada telefónica a denunciá-lo.

João visita Fred e fica a saber a verdadeira situação financeira do irmão, propondo-se a vender o hostel para o ajudar. Fred recusa e promete pagar em breve as contas que são da sua responsabilidade.

Inês recrimina a mãe por não ter telefonado ao pai mas Sofia lembra-lhe que estão separados. Henrique tenta falar com Sofia mas ela está ocupada a trabalhar com Inês e não repara que o telefone está a vibrar. Henrique deixa-lhe uma mensagem lamentando que o casamento tenha acabado assim e revela que está a sair do País, pois não consegue suportar o processo em que está envolvido sem ter o seu apoio. Depois de desligar, Henrique é obrigado a parar por dois agentes da Polícia Judiciária que o detêm, levando-o para a prisão.

nas redes

pesquisar