SIC

Perfil

60º Episódio - 14 de novembro (sábado)

Margarida é libertada do cativeiro e Vasco recebe-a de volta

Victor Freitas\302\251

Filipe conta a Vasco que já apanharam o homem que atacou Sara. A mãe percebe que o filho está em baixo e ele confessa que quanto mais tempo passa, menos esperança tem de que libertem Margarida.

Benedita leva uma reprimenda violenta do administrador da revista, que lhe exige que publique o artigo de Beatriz sobre o sequestro dos militares portugueses no Mali, de nada valendo o argumento de que isso pode ser prejudicial para as negociações de resgate. Depois de ficar sozinha, Benedita devora muito enervada, um chocolate.

Miguel diz a Henrique que têm de se afastar e simularem que estão de relações cortadas, para evitar que a Polícia Judiciária consiga provar as acusações de Vidal e que a sua ascensão ao Supremo seja prejudicada. O juiz acrescenta que não vai poder ajudá-lo no processo de Sofia e que nem devia ter ido falar com ela ali na clínica. Entretanto, Henrique é chamado para falar com uns inspectores que o aguardam na sala de reuniões e Miguel fica ainda mais preocupado, preferindo manter-se ali escondido.

Henrique é confrontado pelos agentes da PJ com a gravação que Vidal fez da conversa que fizeram e assume que evocou o nome de Miguel apenas para pressionar o advogado a ficar calado e que nunca teria coragem de propor ao amigo que influenciasse o que quer que fosse. A inspectora Paula aconselha-o a arranjar um advogado, garantindo que vai precisar. Henrique regressa ao gabinete e conta a Miguel a conversa que teve com os agentes. O juiz recomenda-lhe que devolva o dinheiro a Maria e que fale com os advogados para requererem a anulação da sentença, pois só assim evitará ser preso.

Benedita arrasa Beatriz, acusando-a de a ter traído e fragilizado aos olhos da administração da revista, só para publicar o artigo sobre o sequestro dos militares. A ex-cunhada insiste em que não podiam deixar de dar a notícia e Benedita garante que jamais voltará a confiar nela, recomendando-lhe que reze para que Margarida não seja morte, ou nunca mais terá paz na vida. Beatriz mostra-se indiferente e continua a trabalhar como se nada fosse.

Maria fica nas nuvens e também surpreendida quando o doutor Abel lhe comunica que Henrique quer anular a sentença do tribunal e devolver tudo o que lhe tirou de herança deixada por António. Maria dá graças por a sorte ter virado e nem sequer quer processar Henrique pelos danos causados.

Duarte repreende Catarina por ter trancado os portões da Quinta a cadeado e diz-lhe que se sente insegura pode ir morar para outro lado. Entretanto, atende uma chamada de Henrique e quando desliga avisa Catarina que muito provavelmente terá de mudar-se porque Maria vai recuperar a herança e mudar-se para a Quinta. Catarina pergunta para onde irá morar e Duarte aconselha-a a falar com o pai.

A notícia do sequestro dos militares portugueses é um sucesso global e a administração da empresa decide afastá Benedita da direcção, argumentando que ela revelou uma grande resistência à mudança. O presidente oferece-lhe a possibilidade de continuar como editora ou ir embora mas não quer uma resposta a quente. Benedita fica desalentada.

Catarina tenta mais uma vez aproveitar-se das fragilidades da mãe e vai ao restaurante dizer-lhe que está arrependida de tudo o que fez de errado e que o facto de quase ter morrido a fez reconhecer que não agiu bem com ela. Sem se deter, defende que agora que ela vai recuperar tudo a que tem direito podem recomeçar do zero e viverem juntas na Quinta. Maria deixa-a terminar e toma a palavra assegurando-lhe que tenciona regressar à Quinta mas que no dia em que se instalar, será o dia em que ela sairá de lá. Catarina engole em seco, percebendo que a mãe não lhe vai perdoar o que fez.

Henrique justifica a Sofia que decidiu devolver a herança que o pai deixou a Maria porque confia que esse sinal de arrependimento lhe possa aliviar a pena que se arrisca a apanhar. Ao mesmo tempo interroga-se porque é que o pai levou a empregada de volta à Quinta. Sofia responde com amargura que o único responsável por tudo é ele, desde que se envolveu com Maria e a engravidou.

Catarina faz tudo para que a mãe a perdoe e receba de volta, jurando que nunca foi sua intenção magoá-la mas sim fazer com que ela recebesse tudo a que tinha direito. Maria mantém-se firme e responde que não vai continuar a encobrir as suas maldades e manda-a pegar no dinheiro que conseguiu de Henrique e que siga com a sua vida. Catarina abraça a mãe e dramatiza a despedida mas Maria continua impassível e só começa a chorar depois de ela sair. Quando Luís entra no escritório para ver se ela está bem, Maria tenta fazer-se forte.

Vasco reage com desespero ao facto de a revista de Benedita ter publicado a notícia do rapto de Margarida e de toda a sua tripulação, temendo que isso prejudique a sua libertação. Joana apoia o irmão e tenta acalmá-lo.

Entretanto, Margarida é vendada e retirada do local onde esteve em cativeiro, debatendo-se com os seus sequestradores.

Luís e Leandro comentam o sequestro de Margarida e da sua tripulação. Isabel presta atenção à conversa e acaba por ver a fotografia da militar e fica transtornada ao perceber que se trata da mulher de Vasco.

Inês confessa a João que ainda não acredita que estão tão perto de se casarem. Ele confessa com carinho que para ter o casamento perfeito só precisa dela.

Henrique vai buscar Catarina à Quinta e ela não deixa de lhe atirar à cara que se Sofia não tem tentado matá-la já estava em Boston. O médico insiste em negar as evidencias mas Catarina passa à frente e exige-lhe que a assuma como filha antes de partir. Henrique marca a ida à conservatória para o dia seguinte e quando Catarina sobe ao quarto com Olga para ir buscar o resto da sua bagagem, confronta-se com as críticas de Duarte que acaba de chegar e o censura por não explicar porque é que decidiu voltar atrás e devolver a herança a Maria.

Maria desabafa com Fernanda a sua mágoa por ter rompido de vez com a filha. A amiga acha que Catarina ouviu o que devia e que ela faz muito bem em mantê-la à distância.

Sandra conta a Fernanda que está cheia de vontade de ir para a noite. Jorge apanha a conversa e decide em cima da hora pô-la de serviço. Sandra reage e chama o chefe à parte, dizendo que se quer estar com ela mais vezes na autocaravana, tem de a deixar ir divertir-se. Jorge fica entusiasmado com a perspectiva e voltar a tê-la só para si e aceita que ela troque de horário com Fernanda.

Vítor convence Rúben a vender sapatilhas de contrafacção na loja de desporto, fazendo o filho acreditar que se trata de ganhar dinheiro fácil e praticamente sem riscos. O pai oferece-lhe umas sapatilhas de brinde e ele vai até à loja de música, oferecendo-as por sua vez a Adriana, na tentativa de a seduzir. Ela continua a resistir e o máximo que faz por ele é aceitar escolher uma música para ele coreografar num, concurso de fitness.

Jonas recebe o convite de um amigo para ir montar um espectáculo de bailado em Moçambique e acorda Teresa para lhe contar a novidade. A mulher entusiasma-se e incentiva-o a aceitar, independentemente de ter de largar o trabalho na Quinta e ter de se ausentar por algum tempo.

William sugere a Benedita que deixe a revista, depois de ter sido afastada da direcção mas ela pretende continuar como editora, assegurando que com Beatriz apenas terá uma relação profissional, depois de ter sido traída pela ex-cunhada.

Quando está à beira do desespero, Vasco recebe a vista de dois militares que lhe dizem terem notícias da mulher dele.

Entretanto, algures numa base da ONU, os militares portugueses festejam a libertação de Margarida e da sua tripulação, que são recebidos por Simão, muito emocionado.

Isabel lamenta a Maria ter-se envolvido com Vasco, percebendo que ele desistiu de ficar com ela por ter percebido que ainda gosta da mulher e apenas cedeu a uma fraqueza provocada pela distância. Maria ainda se esforça por criar um cenário mais optimista, insinuando que Vasco talvez não tenha querido separar-se durante esta fase difícil. Isabel não acredita e dá a relação como perdida.

Pedro, que está triste por não poder ver Patrícia, aborrece-se com Beatriz porque a mãe diz que vai pedir a Teresa que o vá buscar à escola, em vez de permitir que seja o pai a fazê-lo.

Maria despede-se de Fernanda e Vítor, agradecendo-lhes por a terem recebido, deixando em aberto para breve um almoço na Quinta. Fernanda não perde a oportunidade de deitar o marido abaixo, quando ele anuncia que vai fazer um novo exame para treinador de futebol, sem explicar como arranjou dinheiro para o pagar.

Henrique encontra-se às escondidas com Miguel e acaba por lhe dar a novidade do casamento de João com Inês. O juiz assume que o filho não lhe disse nada, duvidando que o fizesse. Henrique dispõe-se a ajudá-lo a reaproximar-se dos filhos mas Miguel confessa que está mais preocupado em conquistar o seu lugar no Supremo Tribunal de Justiça.

Maria surpreende Sofia com a sua visita e assume que sabia que ela namorava com Henrique quando teve um caso com ele, garantindo que nunca quis nada por ter engravidado, pois desiludiu-se rapidamente com ele. Maria assegura que só aceitou voltar a trabalhar na Quinta porque estava a viver numa tenda com a filha. Sofia, por sua vez, mente e diz que não atropelou Catarina. Maria deseja que os problemas acabem por ali e sai. Assunção aparece e não esconde que esteve a ouvir a conversa, fazendo ver à filha que o seu real inimigo não é Maria, mas sim Henrique, o próprio marido.

Beatriz entra na revista e anuncia que Margarida e a sua tripulação foram libertadas. Benedita trata-a com indiferença e ela percebe que a ex-cunhada foi demitida. A nova directora da revista é apresentada pelo administrador da empresa e revela-se arrogante no primeiro contacto.

Vasco escapa com dificuldade aos jornalistas quando sai de casa pela manhã, recusando-se a responder às perguntas sobre a libertação de Margarida.

Isabel disfarça o incómodo quando Leandro e Luís procuram saber pormenores sobre a situação de Margarida em cativeiro, presumindo que ela conhece bem Vasco, por ser veterinário do seu cão.

Duarte pede desculpa a Maria por ter permitido que Henrique lhe tenha querido tirar a herança, sem perceber que ela jamais pressionou o pai para a incluir no testamento. Maria desculpabiliza-o e confessa que a mentira do advogado Vidal ainda tolera mas garantindo igualmente que a de Catarina é que não.

Catarina sai da conservatória com Henrique, já reconhecida oficialmente como sua filha e tenta iniciar um relacionamento com ele, como pai, mostrando desejo de ter da sua parte o mesmo tratamento que dá a Inês. Henrique mantém-se indiferente e limita-se a recomendar que não adie por mais tempo a viagem para Harvard.

Luís anima Maria e sugere-lhe que, agora que a sua vida está de novo a estabilizar, se inscreva num curso para aprofundar os seus conhecimentosculinários. Enquanto o desafio não é assumido, propõe-se ensinar-lhe o que sabe. A empatia entre ambos continua a crescer e Maria aceita pensar nos desafios que ele lhe está a lançar.

Vasco regressa a casa com Margarida, que pede calma aos jornalistas para prestar as declarações sobre a sua experiencia em cativeiro. Vasco emociona-se e abraça a mulher quando ela confessa que ele foi uma das pessoas que a manteve agarrada à vida. Isabel, observa a cena ao longe e Vasco partilha da sua angustia quando percebe que ela está a vê-lo agarrado a Margarida.

nas redes

pesquisar