SIC

Perfil

59º Episódio - 13 de novembro (sexta-feira)

Vidal grava conversa comprometedrora com Henrique para tentar livrar-se da prisão

Miguel conta a Henrique que Vidal vai mesmo ser julgado e confessa que apesar de ter tentado evitar a situação, o juiz titular do processo não lhe deu saída. Henrique, com a sua habitual arrogância desvaloriza o problema, convencido de que o advogado não os poderá prejudicar.

João conta a Inês que já começou a tratar das obras no prédio que vai transformar em hostel mas deixa-a à-vontade para adiar o casamento se preferir. A namorada confessa que não está a ser fácil aguentar a situação da mãe mas que por ela casava já.

Catarina instala-se no seu quarto do hospital e nota que não tem tanto conforto como na clínica. Leandro vinca que ali está em segurança mas Catarina assume que tem medo de ali ficar sozinha.

Vítor chumba no exame para treinador e Fernanda critica-o por não ter estudado. Só que o pior está para vir. Anacleto irrompe-lhes pela casa e ameaça chamar a polícia se Vítor não pagar o material que lhe roubou e que lhe vendeu para rechear a casa onde está a fazer-lhe a obra. Rúben fica aflito com a reacção da mãe e Fernanda fica furiosa e decreta que ele vai passar a dormir na sala enquanto não resolver o problema. Vítor vai atrás dela a implorar clemência.

Benedita conta a Duarte que Beatriz está a preparar uma reportagem sobre o sequestro de Margarida no Mali e que soube da história através de Pedro. O irmão fica espantado mas pede-lhe que não deixe publicar nada para não estragar as negociações para a sua libertação.

Entretanto, no Mali, os rebeldes que sequestraram Margarida, forçam-na a gravar um vídeo para provar que está viva.

Beatriz trabalha em casa e pede a Hélder que lhe arranje fotografias de Margarida, prometendo-lhe que não se irá arrepender. Nesse momento Miguel bate-lhe à porta e tenta expressar que está mesmo interessado nela e que está a sério naquela relação. Beatriz assume o mesmo sentimento e começa a desabotoar-lhe a camisa, enquanto o vai beijando.

Patrícia engole água enquanto nada e engasga-se, quase se afogando. Pedro mergulha e consegue arrastá-la com dificuldade para a margem.

Sofia conta a Sara que tentou matar Catarina e confessa a sua ansiedade por poder vir a ser presa durante vinte anos.

Vidal coloca a escuta no corpo e a inspectora Paula diz esperar que ele não os esteja a fazer perder tempo. O advogado assegura que tudo fará para que a cilada a Henrique e Miguel resulte.

Isabel inteira-se do estado de saúde de Patrícia e ralha com a filha por ter ido até à praia sem que ela soubesse, correndo o risco de morrer afogada.

Pedro espera por notícias junto a Maria e culpa-se por ter colocado Patrícia em risco. Catarina e Leandro cruzam-se com eles e Catarina julga que a mãe a foi ver. Quando ela diz que só ali está porque veio com Isabel para ver Patrícia, Catarina tenta fazer as pazes mas em vão. Catarina fica indignada mas Leandro recorda-lhe o mal que fez.

Isabel proíbe Pedro de voltar a estar com Patrícia. Beatriz ralha com o filho, enquanto Duarte tenta ser menos agressivo com o miúdo. O clima entre Beatriz e Duarte continua tenso e ela esconde que se atrasou a ir buscar o filho à escola porque esteve com Miguel.

Vasco fica muito angustiado ao ver o vídeo que os sequestradores de Margarida fizeram com ela. Joana e Sara tentam acalmá-lo.

Sofia responde mal à mãe porque Assunção diz que ela tem muita sorte em não estar numa cela em vez de estar em casa. Ao aperceber-se que exagerou pede desculpa.

Henrique cai na armadilha de Vidal e sem saber que está sob escuta deixa claro durante a conversa que o forçou a mentir em tribunal contra Maria e que Miguel tentou tudo para evitar que ele fosse a julgamento por fuga ao fisco e branqueamento de capitais. O advogado esboça um sorriso discreto quando percebe que já tem as provas que lhe podem salvar a pele.

Luís suspira quando Maria o informa de que enquanto Catarina estiver no hospital Leandro não irá trabalhar. O Luís diz que vai ter de arranjar um substituto porque tem muitas reservas naquela noite e Maria responde que fica a servir porque já aprendeu como se faz.

Beatriz fica furiosa quando Benedita lhe diz que só publicarão a reportagem sobre o sequestro dos militares quando eles forem libertados, pois não quer ser responsável pela morte de ninguém. Beatriz diz que ela só está com aqueles cuidados porque Margarida é cunhada de Joana. Benedita exige-lhe que não misture as coisas e aconselha-a a destilar veneno noutro sítio e não na revista. Apesar da ordem que Benedita lhe dá, Beatriz liga a Hélder e ele envia-lhe as fotos de Margarida. Entretanto, Hélder passa por David, que escreve furiosamente a sua reportagem sobre o antigo craque de futebol e desliga-lhe o computador. O estagiário fica zangado mas Hélder arrasta-o para os copos.

Fred pede a Jéssica que peça transferência para o pessoal de terra da companhia aérea e que vá viver com ele, pois só assim a relação poderá resultar. Jéssica aceita a proposta e Fred beija-a.

Os inspectores da PJ escutam a gravação que Vidal fez com Henrique e dizem que o acordo que fizeram só será assumido se conseguirem prender Miguel. O advogado lembra que lhe prometeram a liberdade mas os agentes reafirmam as suas condições.

Henrique confessa a Sofia que achou estranha a visita de Vidal mas ela está muito mais preocupada com o seu processo e fica irritada quando o marido reconhece que Miguel pouco pode fazer por ela nesta fase em que a investigação do atropelamento de Catarina ainda está na polícia. Sofia afasta-se de Henrique e tenta ter um ar calmo quando Inês aparece e comunica que decidiu adiar o casamento. Os pais recusam a ideia e convencem-na a seguir com a sua vida.

Catarina fica feliz por ter alta e pergunta a Leandro se depois a leva à Quinta. Ele dispara que é a última vez que a ajuda e ela pede-lhe que a abrace, reconhecendo que tem de lhe agradecer por ter sido o único a ficar a seu lado. Catarina tenta manipulá-lo mas desta vez nem o facto de dizer que gosta dele chega, pois não é capaz de dizer que quer ficar com ele. Leandro despede-se e vai embora.

Duarte conta a Joana que Beatriz soube do sequestro de Margarida e que queria fazer uma reportagem. Joana fica alarmada mas ele garante que nada será publicado antes da cunhada ser libertada.

Vítor queixa-se de dores nas costas por ter dormido no sofá mas Fernanda não se condói e responde que ele tem é de pagar o que deve a Anacleto. O marido protesta porque lhe exigem trabalho quando é Leandro que não faz nenhum e está sempre com Catarina. Fernanda deseja que o filho não se deixe levar por ela.

Catarina oferece um quarto para Leandro ficar com ela na Quinta mas o rapaz não vai na conversa e diz que se ela está com medo, que se mude para um hotel. Catarina responde que aquela é a sua casa e ele dispara que ela quer tudo, sugerindo-lhe que aproveite a companhia de Olga. Muito irritada, Catarina chama-lhe falhado e depois de ele sair manda a empregada trancar a casa toda e vai-se deitar.

João satisfaz o desejo de Inês casar em casa dos pais, atendendo a que a mãe está com pulseira electrónica e não pode ausentar-se. Inês mal acredita que está prestes a casar.

Miguel é confrontado por um inspector da PJ com as acusações que Vidal lhe fez de estar envolvido em tráfico de influências, prevenindo-o de que existe uma escuta em que Henrique confirma a versão ao advogado. Miguel tenta manter-se impassível e agradece ao agente a atenção que teve ao preveni-lo, prometendo ajudá-lo no que precisar, apesar de nada ter a temer. O agente vai embora e Miguel liga de imediato a Henrique avisando que precisa de lhe falar.

Beatriz atraiçoa Benedita e nas suas costas tenta publicar o artigo do sequestro de Margarida. Depois de desligar o telefone, mostra-se particularmente carinhosa com Pedro, a pontos de o filho estranhar tanta compreensão com o facto de ter levado Patrícia para um mergulho que podia ter corrido mal.

nas redes

pesquisar