SIC

Perfil

57º Episódio - 11 de novembro (quarta-feira)

João acaba de pedir Inês em casamento quando os agentes da Polícia entram pela casa e dizem que Sofia está detida!

Christian Gnad

Vítor fica em apuros porque a louça que roubou para colocar na casa em que está a fazer a obra, pertencia afinal a dois prédios cujo dono é o seu próprio cliente. O homem quer agora que ele lhe diga quem é que lhe forneceu o material, pois está certo de que lhe pertence. Vítor deixa o posto de combustível com o cliente, dizendo a Fernanda que gosta muito dela. A mulher estranha tanto romantismo, sem perceber que aquilo é um desabafo de aflição.

Fred derrota Bruno no duelo de paintball e reclama para si o coração de Jéssica. Bruno não se conforma e protesta porque ele fez batota.

Inês conta a Sofia que há uma loja interessada em vender a roupa que produzem mas a mãe está tão preocupada que quase nem valoriza o assunto. Depois de Inês sair da sala para ir fazer um chá, Sofia liga muito angustiada a Henrique e dá-lhe conta de que só está á espera de que a polícia apareça para a levar presa. O marido tenta sossegá-la e diz que já pediu a Miguel informações sobre a investigação ao atropelamento de Catarina. Sofia quase lhe implora para que chegue a casa mais cedo a casa para conversarem.

Leandro entra no quarto de Catarina para a visitar e depara-se com Henrique que está a olhar para ela com um ar suspeito. Henrique diz que as visitas não são permitidas mas o rapaz enfrenta-o e recusa-se a sair. Depois de Henrique ir embora, fica ao lado de Catarina, acreditando que se continuar a falar com ela fará com que desperte.

Ao jantar, João pede Inês em casamento e oferece-lhe o anel do noivado. Assunção e Sofia ficam emocionadas e Henrique sugere que na boda seja na Quinta.

Maria conforta Isabel, que não se conforma com o facto de Vasco ter optado por manter o casamento e chora por o ter perdido para a mulher. Leandro acaba por as interromper e conta a Maria que encontrou Henrique no quarto de Catarina e que ele pode tentar fazer-lhe mal. O rapaz coloca a hipótese de Catarina ter sido atropelada de propósito e Maria fica muito preocupada.

No preciso momento em que é feito o brinde ao noivado de João e Inês, dois agentes da Polícia Judiciária interrompem a festa e decretam a Sofia que está detida por ser suspeita do atropelamento de Catarina Ferreira.

Maria fala pelo telefone com Célia e pede informações sobre o estado de saúde de Catarina. A recepcionista revela que ela continua com prognóstico muito reservado e que os médicos decidiram mantê-la em coma induzido. Maria pede a Célia que não conte a ninguém que ela telefonou e fica muito preocupada com o estado da filha.

Sofia recusa-se a acompanhar os agentes da Polícia Judiciária, argumentando que nada teve a ver com o atropelamento de que é suspeita mas um deles avisa-a que está prestes a incorrer no crime de resistência à detenção e desobediência à autoridade. Aconselhada pela mãe e pelo marido acaba por acompanhar os agentes. Henrique promete agir rapidamente e providenciar-lhe um advogado,enquanto Assunção consola Inês que está muito nervosa e aninhada em João. A avó diz que só pode tratar-se de um mal-entendido mas, na verdade, não acredita muito naquela possibilidade.

Entretanto, Henrique conta o sucedido a Miguel, que se dispõe a usar a sua condição de juiz para averiguar o que é que o Ministério Público reuniu contra Sofia, frisando que ela não deve prestar qualquer declaração à polícia, sem ter o advogado a seu lado.

Miguel disfruta da companhia de Beatriz e prepara-se para ter uma noite romântica.

Duarte discute com Beatriz depois de ela dizer a Pedro que quando regressar ao Porto o vai pôr de castigo por ter ficado com o pai em casa de Joana em vez de estar com a tia Teresa, como ela tinha determinado. Duarte desliga a chamada, muito irritado e pede desculpa a Joana, que o conforta dizendo que estão juntos para as coisas boas e as menos boas.

De cabeça perdida, Beatriz telefona a Teresa mas como ela está a dormir é Jonas quem atende a chamada, impedindo-a de falar com a mulher, muito menos para discutir. Depois de desligar, Jonas desperta a mulher com meiguice e leva-a para a cama. Ambos dizem que se amam.

Maria parte um copo quando está a arrumar a loiça e acaba por confessar a Fernanda que, apesar de estar zangada com Catarina, não consegue deixar de se preocupar com a filha.

Jéssica sente saudades dos dois namorados e pensa em telefonar-lhes. Nesse momento de indecisão recebe uma mensagem de Fred e fica entusiasmada com o convite para que se encontrem e aceita ir ter com ele.

O inspector que investiga o atropelamento de Catarina tenta que Sofia responda às perguntas que tem para lhe fazer mas ela reafirma que só fala na presença do advogado. Este chega e acaba com o interrogatório. Quando fica a sós com ela, pede-lhe que conte tudo o que se passou, para não ter surpresas quando começar a defendê-la.

De manhã, Maria prepara-se para ir ter com um homem que pretende comprar-lhe o carro. Leandro surge apressado e pergunta-lhe com rispidez porque é que não vai consigo visitar Catarina, que apesar de ter cometido muitos erros ainda é sua filha. Fernanda intervém e, depois de Maria sair, repreende o filho por ter falado com a amiga daquela forma.

Jorge não larga Sandra e insiste em agarrá-la depois de terem estado juntos mais uma vez. Ela esquiva-se como pode e aproveita a entrada de Fred no posto para se insinuar ao jovem cliente. Jorge fica ciumento e manda-a para o armazém, atendendo Fred com pouca simpatia. Quando Sandra regressa Fred já não está e ela repreende o patrão por lhe ter estragado o flirt com o cliente. Jorge afirma que têm uma relação e que por isso não tem de dar conversa a outros. Sandra suspira pelas férias que nunca mais chegam.

Inês conversa com Henrique e fica desalentada porque ele conta que a mãe ainda está à espera de ser ouvida pelo juiz. Assunção decide ir até à Polícia Judiciária onde Sofia está detida e diz a Inês que é melhor ficar com João, garantindo que lhe dará notícias assim que as tiver.

Henrique acaba por abrir o jogo com Miguel, depois de o juiz revelar as contradições que a polícia encontrou no depoimento de Sofia sobre o roubo do carro e que leva a crer que foi mesmo ela quem atropelou Catarina. O médico confessa ao amigo que em tempos teve um caso com Maria e que Catarina é sua filha. Henrique conta que a rapariga o tem pressionado para que a perfilhe e que Sofia não suportou a situação e a atropelou. Miguel não esconde que a mulher dele está em maus lençóis, arriscando-se à pena máxima se Catarina morrer. Henrique quase suplica a Miguel que o ajude, convicto de que Sofia não sobreviverá à prisão.

Leandro continua à cabeceira de Catarina e coloca a tocar uma música de que ela gostava. A enfermeira de serviço diz que nos casos do coma induzido isso pouco adianta, mas também afirma que mal não faz.

Maria entrega a Luís o dinheiro que conseguiu com a venda do carro para abater a divida que tem para com ele. O amigo não quer aceitar mas acaba por concordar em receber o cheque, só porque ela se sente melhor assim. Entretanto, Luís estranha a ausência de Leandro e Maria conta que ele foi visitar Catarina, assumindo que não irá ver a filha.

Adriana recebe uma carta da mãe a convidá-la para ir à festa dos seus irmãos gémeos que concluíram o liceu nos Estados Unidos. Rúben fica curioso e ela revela que a mãe casou pela segunda vez e lamenta que ela só a contacte quando quer falar sobre os irmãos. Rúben percebe que Adriana ficou muito triste e tenta confortá-la com um abraço mas ela esquiva-se vai para o piano expurgar a sua mágoa, dizendo que não quer falar mais sobre o assunto.

Rúben regressa à sua loja a resmungar por não ter conseguido conquistar Adriana aproveitando a sua fragilidade e fica ainda mais agastado quando Vítor lhe conta que as louças que roubaram de um prédio abandonado, pertencem afinal ao cliente da obra que ele está a acabar. Rúben fica furioso com o pai e diz-lhe que nunca mais o vai ajudar.

Bruno desabafa com Fernanda e confessa que não consegue esquecer Jéssica mas ela aconselha-o a procurar outra rapariga, certa de que a filha não é a mulher certa para ele.

Jéssica explica a Fred que quando começaram a namorar já ela estava com Bruno e que não soube o que fazer, optando por namorar com os dois. Fred baixa a guarda e faz as pazes com ela, beijando-a.

Vasco janta com Sara no Sirga e lamenta o que está a sofrer por não ter notícias de Margarida, sobretudo porque se sente culpado por tê-la traído. No entanto, esconde da mãe o verdadeiro motivo que o leva a culpar-se pela situação.

Beatriz propõe a Benedita fazer uma reportagem por causa do desaparecimento de Margarida, confidenciando que se trata da cunhada de Joana. Benedita exige-lhe que arranje uma fonte oficial que lhe sustente a história, pois não quer correr o risco de ser processada. Entretanto, recebe a notícia da detenção de Sofia e Beatriz disfarça, para não dizer que já sabia de tudo através de Miguel.

Henrique conta a Inês que a mãe vai aguardar o julgamento em casa, mas com pulseira electrónica. A filha fica revoltada ao ponto de desejar a morte de Catarina.

Leandro conta a Luís e Maria que Sofia foi detida e colocada com pulseira electrónica, suspeitando-se de que tenha atropelado Catarina. Maria fica sem saber o que pensar e o rapaz diz que vai à clínica, pois teme o que possam fazer a Catarina. Luís exige-lhe que acabe primeiro o serviço mas o rapaz deixa claro que nem que o despeçam conseguirão impedi-lo de ir para o lado de Catarina.

Duarte conta em choque a Teresa que Sofia foi detida por suspeitas de atropelar Inês. A irmã também fica chocada e Jonas parece ser o mãos sereno a avaliar a situação.

Isabel procura Vasco para tentar perceber o que o levou a desistir de terminar o casamento para ficar com ela. O veterinário acaba por confessar que o facto de a mulher estar numa missão militar complicada o inibiu de pedir o divórcio mas não tem coragem de contar que Margarida desapareceu e isso o fez sentir culpado por a ter traído. Isabel fica ainda mais zangada e sai do consultório de forma intempestiva. Sara chega nesse momento com o seu gato nos braços e conta ao filho que o animal foi envenenado. Vasco concentra-se de imediato no trabalho e vai tratar o gato da mãe.

nas redes

pesquisar