SIC

Perfil

50º Episódio - 3 de novembro (terça-feira)

Maria expulsa Catarina de casa e esta vai pedir a Henrique que a deixe ficar com ele

Victor Freitas\302\251

No restaurante, Luís está ansioso para saber novidades do julgamento e sugere a Leandro que ligue a Catarina. Esta não atende mas Fernanda telefona ao filho e conta que Maria perdeu a contenda. Luís fica muito preocupado.

Thomas leva Rita à aula de piano e esforça-se para que Rúben não o veja. A irmã enerva-o porque discute com ele, que não queria levá-la à loja de música com medo do rapaz. Adriana oferece a Thomas uma pen com música clássica de que gosta, mas estranha a sua reacção nervosa. Thomas apressa-se a ir embora mas ao passar na loja de desporto não consegue escapar a Rúben que o obriga a ensinar-lhe mais sobre a música clássica para impressionar Adriana. Como ele não tem jeito nenhum para pronunciar o nome dos compositores, Thomas tem uma ideia para o ajudar.

Jorge dá um raspanete a Sandra por ela chegar atrasada e fica cheio de ciumes quando ela diz que teve uma grande noite. O chefe inventa que também esteve até de madrugada com uma rapariga mas Sandra percebe que ele está a mentir e decide provocá-lo, insinuando toda melosa que está disposta a ir com ele dar umas voltas na autocaravana sem que ela saia do mesmo sítio. Jorge fica a suar, muito aflito.

Duarte conta com muito cuidado a Pedro que está a pensar ir viver com Joana e que gostava de contar com a sua aprovação. Pedro gosta da ideia, ressalvando no entanto que a mãe pode não gostar. Duarte assegura que a vai informar e que as discussões entre eles acabaram.

Joana conta a Inácio que vai viver com Duarte e o amigo brinca dizendo que assim nunca mais o vai convidar para jantar lá em casa. Ela contraria aquela ideia e até sugere que ele convide Richard para jantar com eles via skype, já que Inácio está com a ideia de que ele percebeu as suas inseguranças e se afastou.

Zé fica muito ansioso e descontrola-se quando perde um trabalho que estava a fazer no computador. Só a intervenção de Célia e Benedita conseguem acalmá-lo mas os investigadores ficam impressionados com a cena que ele faz.

Maria desabafa com Fernanda, ainda mal acreditando que a filha a traiu. A amiga tenta consolá-la mas Maria decreta amargurada que jamais perdoará a Catarina o que lhe fez.

Entretanto, Catarina reclama a Henrique o dinheiro que ele lhe tinha prometido e o pai entrega-lhe os cinquenta mil euros, com a promessa de lhe dar a mesada acordada e preparar a família para a receber como sua filha. Antes que isso aconteça pede-lhe que não conte a ninguém. Catarina assente e mostra-se esperançada em ainda conseguir que a mãe a perdoe, provocando o pai ao dizer que está ansiosa por abraçar Inês, sua nova irmã. Henrique esboça um sorriso amarelo.

Inês comenta com a mãe que não compreende como é que Catarina pôde trair a própria mãe, sabendo que iam perder tudo. Sofia disfarça e afirma que Catarina tem uma mente retorcida, mudando o assunto e querendo saber como é que foram os dias que Inês passou em Lisboa. A filha acaba por assumir que também trabalhou enquanto esteve com João e que marcou mais duas reuniões para lá. Sofia brinca com ela e diz que já arranjou mais um pretexto para estar de novo com o namorado.

Fred, mostra-se desagradado por lhe terem marcado trabalho para o Porto, dizendo com despeito que era o último sítio onde queria ir, pois não quer correr o risco de voltar a olhar para a cara de Jéssica. João ouve o desabafo do irmão e afirma que ele está a reagir assim porque ainda gosta dela.

Rúben repete o nome dos compositores que Thomas lhe gravou no telemóvel, aperfeiçoando a pronúncia como se estivesse a fazer um curso de línguas. Bruno, aparece na loja de desporto e vai pedir-lhe desculpa por ter reagido a quente quando percebeu que ele o mandou para Lisboa para que descobrisse que Jéssica o enganou. Os dois acabam por fazer as pazes e até vão beber um café juntos.

Jéssica lamenta que nem Bruno nem Fred respondam às suas mensagens e procura o apoio da mãe para curar a mágoa que sente. Fernanda lembra-lhe que enganou os rapazes e que tem de aprender a conviver com os defeitos que cada um tem, pois corre o risco de acabar sozinha.

David convida Hélder para fazer as fotografias da reportagem que está a fazer, confiante de que descobriu uma matéria que vai dar que falar. O estagiário explica que se trata de um jogador consagrado que trocou a ribalta dos grandes clubes para jogar nos distritais. Hélder desconfia, mas acaba por se disponibilizar para o ajudar, se valer a pena.

Vítor recebe um convite para dar uma entrevista como treinador do Cedofeita e enche o peito de ar em casa quando conta a novidade à família.

Maria comunica a Luís, com pesar, que vai ter de vender a sua parte no restaurante e que mesmo assim não sabe como vai conseguir devolver os cem mil euros a Henrique. Luís fica muito triste e angustiado por perdê-la, mas ainda esperançado em encontrar uma solução.

Joana garante a Duarte que vai gostar muito de ter Pedro a morar em sua casa e promete ajudar como puder na sua educação. Duarte fica mais descansado e confessa que não lhe interessa a opinião de Beatriz para o caso. Entretanto, encoraja Joana a comparecer à audiência em que a ex-mulher vai responder por a ter agredido.

Beatriz fica furiosa quando Pedro se descai e conta que o pai decidiu ir viver com Joana e que ele também ficará em casa dela quando for a vez de estar com Duarte.

Miguel sugere a Henrique ficarem com o Sirga, agora que Luís vai ficar de novo com a corda na garganta por perder Maria como sócia. O médico fica entusiasmado e pede-lhe que trate de tudo.

Maria expulsa Catarina da casa de Fernanda, não aceitando as explicações que ela dá para ter testemunhado contra si em tribunal.

Sem saber que tem uma irmã e que essa irmã é Catarina, Inês janta muito animada com Assunção, deixando transparecer a sua felicidade por estar de novo bem com João, apesar da distancia que os separa.

Henrique conversa com Sofia sobre o julgamento quando tocam à porta. Ele vai abrir e fica estarrecido ao ver Catarina de mala na mão, a dizer que mudou de ideias e que quer que ele a reconheça como filha, pois não tem para onde ir. Sofia lança um olhar de profundo ódio a Henrique que fica sem saber o que fazer.

Fernanda apoia a decisão de Maria dizendo que ela fez muito bem em expulsar a filha. Maria confessa que não estava a pensar na filha nesse momento, mas sim noutra pessoa que merece um explicação sobre tudo o que se passou em tribunal.

Catarina enfrenta com grande desfaçatez Henrique e Sofia e exige que lhe arranjem um sítio para ficar, ameaçando dormir na escada se não o fizerem. De caminho repete que quer que ele a reconheça como filha e pergunta-lhe porque é que só pensa em Inês. Sofia fica muito irritada e Henrique percebe que tem de se livrar de Catarina antes que Inês volte para casa.

Maria procura Duarte em casa de Joana e jura-lhe que nunca fez mal ao pai dele e muito menos lhe deu medicamentos para o controlar. A antiga empregada da família esclarece que Catarina mentiu porque Henrique lhe ofereceu dinheiro, único bem em que ela pensa. Duarte fica na dúvida sobre aquilo em que deve acreditar mas pede a Maria que nunca mais o procure, pois o assunto é agora entre ela, a filha e o irmão. Depois de Maria se despedir, Joana conforta Duarte que ficou muito abalado com a conversa.

Quando Inês e Assunção regressam a casa depois de terem jantado no Sirga, Sofia disfarça o incómodo que a presença de Catarina lhe provocou. Inês dá pela falta do pai e Sofia inventa que ele teve uma emergência na clínica. Assunção insinua que o genro foi ter com outra mulher e Sofia responde mal à mãe.

Sem outra saída, Henrique leva Catarina para a Quinta e avisa-a de que precisa de tempo para a reconhecer como sua filha. Ela não se intimida e avisa o pai que não a tem na mão, lembrando que tem forma de o obrigar a assumir a sua paternidade. Henrique diz-lhe que faça a sua parte que ele fará a dele e, em tom de ameaça, exige que não volte a surpreendê-lo daquela forma. Catarina ignora e quando ele sai grita por Olga e com maus modos obriga a empregada, que já estava deitada, a ir fazer-lhe comida. Entretanto, recebe uma chamada de Leandro mas não atende.

Maria continua a martirizar-se por Catarina se ter aliado a Henrique e chega a preocupar-se por não saber onde ela passou a noite. Fernanda faz-lhe ver que Catarina não deve ter ficado mal com o dinheiro que recebeu e Maria acaba por centrar-se em como vai arranjar o dinheiro que tem de devolver à família de António, concluindo que tem de vender tudo o que tem e arranjar trabalho. Fernanda promete ver se andam a precisar de gente para os postos de combustível.

Leandro procura Catarina na Quinta e não esconde que ficou sentido por ela não lhe ter contado que foi para lá. Catarina manipula o rapaz e consegue que ele fique do seu lado, justificando que mentiu em tribunal porque preferiu garantir o dinheiro que Henrique ofereceu, pois já sabia que a mãe ia perder a herança que António lhes deixou. Leandro, ingénuo deixa-se enganar mais uma vez.

Duarte passa pelo laboratório e diz a Joana que vai ao tribunal com ela, para a apoiar na audiência contra Beatriz. Joana está renitente mas acaba por aceitar. Entretanto, conta a Duarte que tenciona desistir da queixa por agressão, desde que seja respeitada uma condição que vai impor.

João conversa com João ao telefone e ele confessa que ainda não se sente com coragem para voltar ao Porto, temendo encontrar o pai. A namorada promete tentar arranjar algum tempo para ir ter com ele. Sofia ouve a conversa e chama a atenção da filha para o facto da distância poder desgastar o namoro e incentiva-a a ajudar João a encontrar um rumo na vida. O rapaz, passeia por Lisboa e detém-se a ler um anúncio que pede motoristas para tuck-tucks.

Maria anuncia a Luís que recebeu uma proposta para vender a sua parte do restaurante, embora não conheça quem quer comprar. Ele alerta-a para que não se precipite mas Maria é pragmática e assume que não está em posição de escolher um comprador, pois precisa de dinheiro urgentemente.

Beatriz, muito revoltada, conta a Benedita que se recusou a pedir desculpas em tribunal a Joana por a ter agredido, preferindo fazer trabalho comunitário e alegando que não ia pedir desculpa à cabra que lhe destruiu o casamento. Pedro escuta a parte mais picante da conversa e não aprova que ela prefira cumprir uma pena a reconhecer o erro. A mãe desconversa e dispara que aquilo não é assunto para crianças.

Indignado com a atitude de Beatriz está Duarte. Joana conforta-o e ele antevê que com a questão das partilhas a batalha também seja dura.

Luís está revoltado com o facto de perder Maria como sócia e confessa a Adriana que quanto mais pensa nas adversidades, mais vontade tem de voltar a beber. A filha pede-lhe que lhe telefone se sentir que está prestes a ter uma recaída.

Catarina vai à loja de desporto de Rúben buscar os livros que tinha deixado em casa de Fernanda e percebe que ele lhe fala só porque é obrigado, condenando-a pelo que fez à mãe. Luís, que segue no centro comercial com Adriana, avista Catarina e pede-lhe satisfações por ter traído a mãe, quase chegando a vias de facto.

Maria fica transtornada quando Miguel e Henrique aparecem no restaurante com o contrato de compra da sua parte do Sirga para ela assinar. Maria fica com as lágrimas nos olhos por ser forçada a engolir o orgulho e por perceber que não tem outra saída senão vender-lhes a sua quota. Assim que Luís sabe da oferta de Henrique e Miguel, entra em desespero e propõe a Maria hipotecar a sua própria casa para arranjar o dinheiro de que ela precisa. Depois de tanta insistência, Maria fica a pensar no assunto.

João decide começar a trabalhar como condutor de tuck-tuck e Fred é a primeira cobaia para começar a conhecer a cidade. O irmão fica radiante de o ter a morar consigo.

Vítor avisa Jéssica e Rúben que não os quer amuados um com o outro dentro de casa e pede aos filhos que lhe façam perguntas para ele ensaiar o que vai dizer na entrevista que uma revista lhe solicitou. Os gémeos cumprem o desejo do pai, mas enfadados com a tarefa.

Maria conta a Fernanda que não aceitou a oferta de Luís com medo que ele perca a casa por estar a hipotecá-la e também porque não quer reaproximar-se dele à força de pagar o favor. Fernanda faz ver à amiga que é melhor essa solução do que voltar a humilhar-se perante Henrique.

nas redes

pesquisar