SIC

Perfil

48º Episódio - 31 de outubro (sábado)

Bruno e Fred descobrem que Jéssica namora com os dois

(c).RuiCarlosMateus.1954

Catarina convence a mãe de que é melhor deixar tudo como está e permitir que Henrique ganhe a causa que pretende anular o testamento de António. Maria fica comovida e radiante, acreditando que a filha mudou de tal forma, que até prescinde do conforto que tinham desde que foram designadas como suas herdeiras. Maria deixa-se abraçar por Catarina, mas não consegue perceber a expressão de ódio que ela tem na face e diz que tem muito orgulho por ela estar disposta a abdicar de tudo o que António lhes deixou.

Jorge compra produtos para tornar a autocaravana mais cheirosa e confortável e consegue que Sandra o ajude a levar as coisas. Uma vez dentro do veículo, tenta seduzi-la mas ela, hábil como sempre, não só consegue escapar, como ainda faz com que ele lhe dê o resto do dia de folga. Jorge fica muito desiludido por cair na armadilha de Sandra sem ter qualquer proveito.

Bruno vai à loja de desporto e pergunta a Rúben o que é que pode fazer para que ele e Jéssica voltem a dar-se bem. Rúben, matreiro, diz que as picardias a que ele tem assistido são coisas de irmãos e incentiva-o a ir a Lisboa fazer finalmente o pedido de casamento a Jéssica. Bruno teme que a namorada fique chateada por ele aparecer sem avisar mas Rúben garante que não e entrega-lhe a morada onde se deve dirigir, escondendo que se trata da casa de Fred.

Maria conta a Fernanda que Catarina se mostrou disponível para abdicar da herança que António lhes deixou e a amiga confessa de imediato que lhe custa a acreditar que ela tenha mudado assim tanto. Maria, ignorando que a filha está a vender-se a Henrique, diz que vai seguir o conselho dela.

Na clínica, Catarina negoceia com Henrique o dinheiro que ele terá de lhe dar como contrapartida por livrá-lo de Maria e exige-lhe muito mais do que ele estava a pensar. Ao perceber que está nas mãos da filha, Henrique acaba por aceitar o que ela pede, mas diz que ela terá de lhe fazer um favor para justificar o que vai receber.

Rúben conta a Vítor que Bruno foi a Lisboa pedir Jéssica em casamento e o pai começa logo a pensar na festa. No entanto, o filho vai ironizando com o entusiasmo de Vítor, insinuando que pode haver algo que não corra bem.

Maria chama Isabel ao restaurante e com Luís ao pé de si, oferece-lhe um lugar para trabalhar no Sirga, na eventualidade de ter de se desfazer do quiosque que tem no Mercado. Isabel fica agradecida com o gesto de Maria e a receptividade de Luís.

Henrique conta a Sofia que Catarina aceitou a sua proposta e que finalmente vão ficar livres de Maria. Sofia deseja que ela desapareça de vez e que leve a bastarda com ela, lembrando ao mesmo tempo ao marido que Inês é que é a sua filha. Henrique reconhece que as duas são as mulheres da sua vida.

Bruno chega ao apartamento indicado por Rúben e quando Fred lhe abre a porta pergunta por Jéssica, identificando-se como seu namorado. O inevitável acontece e os dois rapazes não demoram a envolver-se numa cena de pancadaria. Jéssica chega nesse momento a casa e fica estarrecida ao ver que o seu segredo foi posto a nu.

Bruno e Fred ficam furiosos com Jéssica por os ter enganado ao andar com os dois ao mesmo tempo. Ela tenta argumentar que gosta de ambos e que por isso não consegue optar por um deles. Bruno, dispara que nunca mais quer ver a cara dela e desce no elevador. Fred expulsa Jéssica e depois de ela ir embora descarrega a raiva num copo que desfaz em mil pedaços. Já na rua, Bruno conta muito irritado a Jéssica que foi a Lisboa para a pedir em casamento e mostra-lhe o anel que comprou, atirando-o ao chão. Num ápice, faz sinal a um táxi e vai embora. Jéssica fica desgostosa a vê-lo partir e a olhar para o anel que está no chão.

Sem imaginar o drama que a filha está a viver, Fernanda conta a Maria que Bruno foi a Lisboa pedi-la em casamento e deseja que Jéssica assente arraiais de vez.

Isabel agradece a Vasco toda a ajuda que lhe tem dado e emociona-se deixando escapar uma lágrima. Ele limpa-lhe o rosto e não resiste a beijá-la.

Duarte e Joana preparam-se para jantar e conversam sobre o que ainda terão de enfrentar por parte de Beatriz, que dificilmente se resignará com o divórcio. Duarte prefere não continuar a conversa e confessa a Joana que nunca sentiu por outra mulher o que sente por ela. A investigadora partilha que depois da morte do marido nunca pensou que voltaria a apaixonar-se.

Pedro pede a Beatriz para deixar que Patrícia vá almoçar com eles. A mãe fica admirada e hesita na resposta, acabando por concordar, desde que a mãe dela permita.

Rúben faz exercício físico na sala e irrita Vítor, que está a tentar ver televisão. Catarina também fica incomodada porque não consegue estar descansada ao computador. Fernanda pergunta ao marido se sabe alguma coisa de Jéssica, pois ela continua a não lhe atender o telefone. A pergunta é respondida de imediato com a entrada brusca de Bruno que vai direito a Rúben acusando-o de já saber que a irmã andava a traí-lo. Vítor e Fernanda ficam destroçados com o comportamento da filha e furiosos com Rúben por ter convencido Bruno a ir a Lisboa para a pedir em casamento.

Fred, muito desalentado, conta a João e Inês que expulsou Jéssica de casa, lamentando que ela o tenha traído. O irmão decide levá-lo para jantar, pois não quer deixá-lo sozinho, entregue à bebida.

Duarte toma o pequeno-almoço com Joana. Estão felizes e aproveitam para namorar mais um pouco. O idílio é interrompido pela chamada que Duarte recebe do advogado, que o informa que já tem em mãos a proposta de partilhas do divórcio, que recebeu de Beatriz. Joana fica convencida de que ela vai jogar muito duro. Duarte está tenso e prepara-se para sair e ir ter com o advogado. Vasco ainda se cruza com ele e brinca com a irmã por ela não reconhecer que o namorado passou ali a noite. Vasco volta a dizer que ela tem de ser feliz e andar com a vida para a frente, sem ficar presa às memórias do que viveu com Manuel. Entretanto, conta a Joana que beijou Isabel, justificando que tudo aconteceu porque ambos estão fragilizados, recusando-se a admitir que se esteja a vingar de Margarida. Joana ouve os desabafos do irmão mas avisa-o de que a mulher tem o direito de saber o que se está a passar e que é seu dever esperar que ela regresse para decidir o que quer fazer.

Maria confessa-se angustiada por ter de ir a tribunal enfrentar Henrique e Catarina finge que a apoia garantindo que mesmo que percam tudo o que têm conseguirá ajudá-la assim que tiver o seu ordenado. Maria comove-se, acreditando que a filha está mesmo mudada. Depois de Catarina ir embora para o escritório, Isabel conta a Maria que Patrícia foi almoçar a casa da mãe do Pedro e reconhece que não consegue deixar de se preocupar com a filha.

Benedita felicita Beatriz pelo artigo que escreveu e ela aproveita logo para justificar o período menos bom que viveu na revista com o facto de se ter divorciado. A propósito, conta a Benedita que já mandou o advogado tratar das partilhas e Benedita deseja que ela e o irmão se entendam. Contudo, não é isso que acontece. Duarte vai a casa de Beatriz e comunica-lhe que não aceita a divisão de bens que ela fez e que o tribunal decidirá quem fica com o quê. Ela responde que não tem medo de tribunais e que até já tem a audiência marcada para enfrentar a sua queridinha. Duarte fica ainda mais irritado e deseja-lhe que seja condenada. Beatriz fica furiosa a vê-lo sair de casa.

Benedita insiste em tentar que William aceite de bom grado que Zé vá viver com eles mas o marido continua a ficar muito incomodado com a conversa e nada disponível para aceitar aquela situação.

Henrique certifica-se junto de Miguel que o processo que impende sobre Vidal não vai afectar o seu testemunho em tribunal contra Maria.

Teresa tenta estabelecer diálogo com Zé mas percebe que ele é de poucas conversas e afasta-se para ir falar com Joana, que a surpreende ao afirmar que ele tem sido uma excelente ajuda no trabalho que faz.

Fred, com a ajuda de João e Inês, apanha os cacos do copo que partiu na discussão com Jéssica e lamenta-se por ter sido enganado por ela, confessando que vai ser difícil voltar a confiar em alguém.

No posto de combustível, Vítor insinua que Jéssica não foi bem-educada e que por isso fez andou com dois namorados ao mesmo tempo. Fernanda sente-se atingida e o marido percebe a sua irritação e tenta corrigir o que disse. Vítor prepara-se para pagar a conta e fica surpreendido com a gentileza de Jorge, que se prontifica a pagar a despesa. Fernanda explica ao marido que o chefe anda assim desde que se envolveu com Sandra. Nesse momento, atende uma chamada de Jéssica e combina com a filha conversarem em casa. Vítor lamenta não ter cinto para lhe dar um correctivo.

Vasco volta a beijar Isabel. Ela corresponde mas lembra-lhe que ele é casado e que a sua vida já é suficientemente confusa para viver uma relação assim. Vasco pede desculpa e Isabel pede-lhe para não falarem mais do assunto.

Inácio tenta interagir com Zé e faz um dos seus truques de magia, tirando-lhe moedas detrás da orelha. Zé dá-lhe uma palmada na mão, sem compreender a brincadeira. Joana aconselha Inácio a falar com ele. Entretanto, Duarte vai ao laboratório e “rapta” Joana para passar o resto do dia com ele.

Filipe tenta consolar Bruno por ele ter sido enganado pela namorada e até lhe oferece uns dias de descanso. Bruno, prefere esquecer Jéssica através do trabalho.

nas redes

pesquisar