SIC

Perfil

33º Episódio - 14 de outubro (quarta-feira)

Gustavo esconde-se no carro de Catarina e ameaça-a com uma faca!

Victor Freitas\302\251

Catarina aproxima-se de um professor que costumava comprar droga a Gustavo e conta-lhe que ele está a aguardar julgamento em liberdade e que tem uma lista das pessoas a quem vendia. Eurico não percebe logo onde ela quer chegar mas Catarina esclarece que ele pode ser despedido se o traficante o envolver como consumidor e, ainda mais perversa, aconselha o professor a acabar com a ameaça. Eurico fica a pensar no assunto.

Duarte observa na Quinta o trabalho na vinha e mede o grau da uva, quando Joana lhe liga para saber como ele está. Duarte diz que já não tem dores e aproveita o momento para sugerir que vão jantar. Ela prefere fazê-lo outro dia, esclarecendo que está a cuidar do pai. Nesse instante, Filipe chama por ela e quando Joana desliga o telefone revela que expeliu dois cálculos renais garante que nunca sentiu uma dor tão grande. A filha ampara-o até ao quarto.

Bruno conversa com Jéssica e lamenta não poder estar com ela o tempo que desejava mas explica que agora que Filipe está doente, tem de tomar conta do negócio dos cruzeiros sozinho. A namorada desvaloriza o problema e quando ele se oferece para a levar à estação, ela diz que prefere ir de táxi, ocultando que assim que sair dali se vai encontrar com Fred.

De regresso a Lisboa, Fred despede-se de Francisca e João e deseja ao irmão que da próxima vez que se encontrarem ele já esteja de novo com Inês.

Henrique recebe o resultado do teste de HIV e depois de hesitar lê-lo, verifica com grande alívio que não está infectado. Miguel aparece nessa altura e Henrique conta-lhe o drama que acaba de viver. O amigo fica em choque mas mostra-se solidário ao saber que a reacção de Sofia não foi a melhor.

Rita fica furiosa com Thomas quando o irmão comenta que enviou aos primos o vídeo da actuação desastrosa que ela teve no recital de ballet. A vingança é servida de imediato e Rita denuncia o irmão aos pais, contando que ele anda a vender na escola a comida que Teresa lhe faz todos os dias, para depois ter dinheiro para comer bitoques no café. A mãe e Jonas ficam desconcertados com Thomas, que se defende dizendo que já não aguenta a imposição para ser vegetariano.

Ruben encontra Jéssica numa esplanada com Fred e a irmã é forçada a revelar ao seu gémeo que tem dois namorados e confessar que não consegue decidir com qual deles quer ficar. O irmão censura-a por ter escondido a verdade e faz-lhe ver que tem de resolver a embrulhada em que se meteu.

Catarina vai ao mercado pedir dinheiro a Maria para comprar roupa. Maria recusa-se a satisfazer-lhe mais um capricho e até Fernanda fica espantada pela forma firme como ela está a tratar a filha.

Catarina sai do mercado zangada com a mãe, pelo facto de não ter conseguido mais dinheiro para ir fazer compras. Depois de entrar no carro, Gustavo aponta-lhe uma faca à garganta e ameaça degolá-la se oferecer resistência.

João detém-se à porta do atelier de Inês na fábrica, embevecido a vê-la desenhar. Ela repara finalmente na sua presença e levanta-se para o receber. Depois de receber as felicitações do ex-namorado pelo sucesso no desfile, Inês refere com cordialidade que a traição que ele cometeu com Catarina foi demais e João reafirma que se pudesse voltar atrás o faria. Apesar de separados, ambos concordam em ir tomar um café.

Catarina, continua em dificuldades dentro do carro, manietada por Gustavo que continua a encostar-lhe faca ao pescoço. Assustada, jura que não o denunciou por tráfico de droga e que nem sabe porque é que a chamaram para testemunhar contra ele. Gustavo diz-lhe que se aparecer em tribunal lhe rasgará um sorriso de orelha a orelha, querendo dizer que a matará. O traficante sai do carro e Catarina liga a Leandro a dizer que precisa de ajuda, pois acaba de ser assaltada.

Isabel começa a desfardar-se para ir visitar Patrícia à clínica, constrangida por estar a sair mais cedo do mercado. Maria, solidária com a sua dor e o seu sacrifício pela filha, promete ajudá-la no que for preciso, ainda que para isso seja preciso enfrentar Henrique.

Patrícia fica deprimida depois de ver um filme com Pedro e desabafa com ele, chegando a dizer que era melhor morrer, porque deixava de sofrer e a mãe poderia seguir com a sua vida. Pedro ralha com ela e proíbe-a de dizer aquelas coisas, confessando que a acha muito bonita. Ela fica espantada e não resiste a abraçá-lo. Pedro sorri, mas rapidamente adopta um semblante preocupado.

Inácio avisa Henrique que uma das pacientes que está a participar no ensaio clínico do novo medicamento está longe de estar estabilizada e sugere que tomem precauções para que, no caso de outros doentes desenvolverem as mesmas reacções, puderem ter capacidade de resposta. Henrique desvaloriza o parecer do investigador e apenas prescreve procedimentos de controlo, mantendo tudo na mesma.

Inácio deixa o gabinete de Henrique e quando se cruza com Joana, deixa que o chefe passe por ele, confidenciando depois à amiga que uma das pacientes do estudo está muito mal.

Na recepção, César, o marido da doente que corre risco de vida, clama por informações sobre o estado da esposa e Zé fica muito assustado, voltando-lhe as costas. O homem pede ajuda a Joana que o encaminha para Célia. Entretanto, Duarte entra na clínica e depois de esclarecido sobre a agitação que ali se verifica, diz a Joana que vai buscar Pedro. A médica fica à espera deles, enquanto que acompanha César com o olhar.

Leandro leva Catarina a casa e manifesta a sua estranheza pelo facto de só lhe terem roubado dinheiro, deixando o telemóvel o relógio. Ela disfarça a sua mentira e recusa fazer queixa na polícia, temendo retaliações. Leandro acredita em tudo o que ela diz e ainda se oferece para a levar ao trabalho, insistindo que quer protegê-la.

Henrique entra no seu gabinete e fica surpreendido ao encontrar Zé, tenso e nervoso a um canto. Depois de lhe perguntar se há algum problema, o rapaz confirma que há e vai embora sem dizer mais nada, deixando Henrique impaciente.

Jéssica regressa a Lisboa com Fred e tenta disfarçar o melhor que pode a tensão que está a viver, pelo facto de Ruben ter descoberto que ela namora com dois rapazes ao mesmo tempo. Fred não se apercebe de nada e avança para a cozinha para fazer o jantar. Assim que fica só, Jéssica telefona a Ruben e suplica-lhe que guarde o seu segredo. O gémeo promete faze-lo, mas avisa-a de que tem de lhe contar tudo o que se passa em pormenor, quando regressar ao Porto. Entretanto, antes de desligar a chamada, conta à irmã que Bruno, o amor da sua vida, está a chegar para jantar lá em casa, avisando-a que se terminar com ele, os pais se vão passar. Durante o jantar, o tema de conversa é precisamente Jéssica e Ruben elogia a irmã, ao mesmo tempo que ironiza sobre o que é dito sobre ela. Fernanda estranha o comportamento do filho.

Inês fica radiante por contar com o apoio da avó se decidir fazer as pazes com João. Assunção, por seu lado, aprecia muito o reencontro com Luís que diz esperar recebê-la mais vezes no Sirga para jantar.

Miguel regressa a casa e aprecia encontrar João a estudar. Já o filho fica irritado quando assiste a mais uma discussão entre os pais. Francisca pergunta ao marido se sempre entregou o seu currículo para a ajudar a conseguir o emprego que pretendia, ficando com as lágrimas nos olhos quando ele responde que jamais de exporia a semelhante vergonha. João condena o pai e retira-se para o quarto. Francisco ainda humilha mais a mulher, questionando-se porque é que ainda a atura.

Henrique garante a Sofia que não está infectado com o HIV e que não tenciona voltar a ver Beatriz. A mulher acolhe as suas garantias com grande tensão.

Beatriz censura Pedro por se ter esquecido de fazer alguns deveres e culpa o pai por isso, associando o incidente ao facto de andar ocupado com Joana. Pedro resiste às provocações e esforça-se por apoiá-la na sua solidão.

Maria procura Duarte na sala de provas dos vinhos, interessada por saber se ele está melhor. Ambos recordam com nostalgia a época maravilhosa das vindimas quando António ainda era vivo. Maria sente-se culpada pela tristeza que a perda do pai causa em Duarte.

Leandro vai buscar Catarina à Quinta para a levar à clínica e reafirma que achou despropositado ela não ter querido queixar-se à polícia por ter sido assaltada. Maria aparece naquele instante e estranha que ela não a tenha procurado na clínica depois do assalto. Catarina desvaloriza o assunto e Maria diz que precisa da sua ajuda para analisar alguns documentos que Henrique lhe dei para assinar. A filha aceita colaborar e vai com Leandro para a cozinha preparar café. O amigo conta a conversa que ouviu no restaurante entre Inês e a avó sobre João, registando que ela ainda gosta do rapaz. Catarina, despeitada, ignora como é que isso é possível depois da traição que sofreu e ataca-a, frisando que ela é tão má quanto o pai.

Henrique tem de sair de casa à pressa, depois de receber um telefonema da clínica a avisar que um das doentes do ensaio clínico morreu.

Joana conversa chocada com Inácio, depois da morte de uma das pacientes que participava no ensaio clínico do novo medicamento. Ele assume que se confessar que sabia dos riscos inerentes à investigação nos doentes, a sua carreira como investigador acaba. Joana sente-se culpada por não ter denunciado a situação.

Filipe conversa com Sara e Vasco na clínica veterinária do filho, assumindo que já não tem qualquer cálculo renal, disposto a regressar a casa, depois de ter estado na da filha. Sara compromete-se a apoiá-lo se ele precisar. Já Vasco, mostra-se desiludido com o afastamento de Margarida, que continua em treinos a preparar a missão militar para que foi chamada.

Beatriz irrompe pelo gabinete de Sofia na fábrica, esclarecendo que para recuperar Duarte está disposta a tudo. A cunhada, já incomodada, insiste para que ela dê o divórcio a Duarte e deixe a família em paz. Beatriz acusa-a de falsos moralismos, já que fecha os olhos aos casos do marido. Sofia expulsa Beatriz do gabinete.

Duarte agradece a Teresa o tratamento de acupunctura, reconhecendo que se sente muito melhor. Jonas chega com os filhos a casa e, enquanto Rita vai para o quarto depois de cumprimentar o tio e este se vai embora para casa, Teresa detém Thomas e compromete-se a deixá-lo comer fora de casa o que quiser, avisando no entanto que a ementa em casa continuará a ser vegetariana e que ele nunca mais lhes mentirá. O filho concorda com as regras e Jonas também aprova o compromisso.

Ruben, com ar sedutor, tenta convencer Adriana a tocarem pino a quatro mãos. Zé aparece na loja à procura de um kit de manutenção para o seu clarinete e deixa a rapariga impressionada com os seus dotes para tocar e cuidar do instrumento. Ruben fica enciumado e desagradado por perder o seu momento de sedução.

Henrique rasga o relatório da autópsia em que a morte da doente é atribuída aos efeitos secundários do medicamento que está a ser ensaiado e diz a Inácio que ele próprio tratará do assunto.

Patrícia, por seu lado, desconfia que Pedro lhe está a esconder algo sobre a sua doença mas ele disfarça e esconde o que sabe sobre o novo medicamento que está a ser ensaiado.

Joana desabafa com Vasco a sua inquietação por não ter revelado que o novo fármaco que está a ser ensaiado na clínica pode levar à morte dos pacientes. Com o apoio do irmão, decide demitir-se da clínica e contar toda a verdade.

Maria procura Henrique na clínica e exige saber os motivos que levaram à morte da doente que estava a participar no ensaio clínico. O médico finge-se indignado com as insinuações e mostra o relatório falsificado da autópsia, que agora atribui a morte da mulher à sua própria doença.

Entretanto, Joana marca encontro com William numa esplanada e revela-lhe o medicamento que está a ser testado na clínica já matou uma paciente e que Henrique falsificou resultados para meter o dinheiro do financiamento farmacêutico ao bolso. William fica incrédulo com o que ouve.

nas redes

pesquisar