SIC

Perfil

31º Episódio - 12 de outubro (segunda-feira)

Sofia descobre que Beatriz e Henrique têm um caso!; Catarina rouba o vestido feito por Inês e queima-o!

(c).RuiCarlosMateus

Enquanto isso, Henrique usufrui mais uma vez dos favores sexuais de Beatriz, que o obriga a prometer que vai despedir Joana. Depois da promessa feita, caiem na cama, ele cheio de desejo, ela entusiasmada por estar perto de consumar a sua vingança.

Joana dá alta a Duarte e o clima entre os dois continua a ganhar cada vez mais intimidade. Ela confessa que só esteve nas urgências a acompanhá-lo por ser ele. Duarte não perde tempo e convida-a para jantar lá em casa. Teresa aparece entretanto e leva o irmão, prometendo a Joana não o deixar ir mais para as vindimas.

Desconfiada de que Henrique está num encontro amoroso, Sofia vai até ao hotel e, depois de saber o número do quarto que ele reservou, chega ao respectivo andar e bate á porta. Sofia fica estupefacta quando ela se abre e Beatriz aparece vestida com um roupão. A cunhada também é apanhada de surpresa mas nem tem tempo de dar explicações porque Sofia lhe vira as costas e vai embora com altivez a tentar conter a irritação.

Henrique acaba de chegar ao seu gabinete quando recebe um telefonema de Beatriz a avisá-lo de que Sofia foi bater à porta do quarto onde eles estiveram juntos e que percebeu que foi traída. Henrique fica muito nervoso e trata de ligar à mulher. As chamadas são sucessivamente rejeitadas.

Sofia entra em casa ainda abalada por ter constatado que o marido se envolveu com Beatriz e nem presta atenção ao que Assunção lhe diz. A mãe percebe que ela não está bem e oferece-se para ouvir os seus desabafos, adivinhando que Henrique deve ter feito algo que lhe desagradou. Sofia corta a conversa perguntando-lhe se esteve a fumar e Assunção apressa-se a ir embora. Sofia recebe mais uma chamada e desta vez atende pois trata-se de Inês que reclama a sua ajuda para levar os vestidos para o local do desfile. Sofia, desmotivada e sem paciência, responde que têm tempo de levar tudo na manhã do dia seguinte mas perante o nervosismo da filha, condescende em ir ter com ela naquele momento.

Teresa reacende a esperança no coração de Duarte, pois o seu sexto sentido diz-lhe que Joana foi à Quinta por também estar interessada nele. Rita chega a casa com o pai e o irmão e conta toda entusiasmada ao tio que foi escolhida para o recital de ballet da escola. Duarte felicita-a e ela pede ajuda a Jonas para ensaiar. Thomas continua a achar que os pais estão a agir mal por não lhe fazerem ver que dança mal e que parece uma avestruz no meio do lago dos cisnes. Duarte mal consegue conter o riso.

Inês coordena a chegada das peças que vão ser apresentadas no desfile de moda e não esconde alguma ansiedade. Sofia lembra-lhe que contrataram uma produtora para isso mas a filha prefere encarregar-se pessoalmente do assunto.

Fred visita os pais e o irmão no Porto, na esperança de poderem ir jantar fora juntos. Miguel diz que não pode porque está atarefado com um processo que tem de rever. João intervém e dispara que então irá a mãe com eles. O pai defende que devem ir sozinhos, porque ela não será certamente boa companhia. Fred indigna-se com Miguel, em defesa de Francisca. Ela tenta apaziguar os ânimos e prescinde de jantar com os filhos com o argumento de que eles também precisam de estar juntos como irmãos. Depois de João e Fred saírem, Francisca pergunta a Miguel o que é que ele tem contra o filho mais velho. O marido responde com a habitual acidez que não tem nada contra, acusando-a de ter virado os filhos contra ele, como se a culpa de ela ser uma inútil fosse sua.

Jéssica vai com Bruno assistir ao treino do pai e do irmão no campo de futebol e provoca grande excitação nos jogadores da equipa, que a reconhecem pelas fotografias que tirou para a revista. Vítor não gosta das bocas que ouve sobre a filha e obriga Tikas a cumprir mais um castigo. Quando dá ordem para a peladinha, o rapaz diz a Leandro que é desta que se vai atirar a Vítor para o lesionar. Quando o jogo começa, Leandro faz o que pode para proteger o pai mas como eles não desistem, percebe que terá de ser ele a bater-lhe. Numa jogada em que o contacto se proporciona, o rapaz atinge a perna de Vítor, que grita de dor e estupefacto por ter sido derrubado pelo filho, que até é da sua equipa. Leandro pede desculpas ao pai e Jéssica também entra com Bruno no campo para o assistir. Os jogadores da equipa também se aproximam, mais para terem a certeza de que Vítor ficou mesmo ko.

Maria elogia um cozinhado de Luís e ele fica muito feliz, estranhando na brincadeira que ela o tenha feito. Ambos estabelecem uma cumplicidade cada vez maior e Maria convida-o para a inauguração do seu quiosque. Luís aceita e sugere-lhe que jante com Catarina no restaurante. A filha estranha que ela queira ficar para jantar e Maria justifica que Luís a convenceu mas acrescenta que ela não se vai livrar de lavar a louça.

Vítor regressa a casa a resmungar com Leandro, acusando-o de quase o ter matado. Fernanda quer levar o marido ao hospital mas ele responde que quem precisa de médico é Leandro que está com problemas de visão.

Henrique descobre Sofia no escritório e tenta falar com ela sobre o facto de ter descoberto que ele se envolveu com Beatriz. Sofia censura-o por ter quebrado as regras e afirma que elas mudam quando ele as quebra. Depois pede-lhe que saia e volta a sentar-se transtornada à secretária.

Beatriz insiste em fazer perguntas a Pedro sobre o pai e ele insinua que ela foi a responsável pelo acidente que ele sofreu. A mãe recusa-se a aceitar a culpa e assegura-lhe que nunca magoaria o pai.

Duarte visita Joana e oferece-lhe uma caixa de vinho, convencido de que ela está sozinha. Diz que é para ela beber quando concluir a sua investigação e não resiste a fazer-lhe uma festa no cabelo. O momento é quebrado por Filipe que cumprimenta Duarte com grande simpatia. Joana apresenta o pai, justificando que ele tem estado doente e foi passar uns dias com ela. Duarte acaba por ir embora, mas antes agradece a Joana o que fez por ele. Filipe diz à filha que bem podia ter convidado o rapaz para jantar. Ela fica a pensar nas palavras do pai.

Maria lembra durante o jantar a Catarina que no dia seguinte tem consulta na psicóloga e ela tenta escapar. A mãe não cede e ainda lhe exige que esteja com ela na inauguração do quiosque. Catarina tenta escapar a lavar a loiça no restaurante mas Maria nem lhe responde. Entretanto, João entra no restaurante com Fred e Catarina acena-lhe. Ele nem a cumprimenta e conta ao irmão quem ela é.

Fernanda aproveita a presença de Bruno ao jantar, para pressionar o casamento com Jéssica. Ele dá a entender que não é por si que não casam e depois do rapaz se ir embora, Jéssica deixa claro que é ela que não quer casar porque acha que está melhor assim. Ruben aconselha a irmã a arranjar marido antes de começar a ficar flácida. Ela atira que flácido vai ele ficar por andar a tomar esteroides. Fernanda fica alarmada e ele garante à mãe que não anda a tomar nada.

Maria manda Catarina terminar o café e ir lavar a loiça do restaurante. Ela encaminha-se para a cozinha e decide provocar João. Ele dá pouca conversa e diz-lhe que o esqueça. Catarina entra na cozinha e diz a Leandro que precisa dele.

Inês recebe uma mensagem de João a dizer que gostava de estar a seu lado no desfile. Ela liga-lhe de volta e assume que também gostava que ele fosse. Pouco a pouco, Inês vai dando sinais de que está mais receptiva a perdoá-lo.

Leandro conversa com dois rapazes numa rua e depois de se despedir deles volta para a carrinha onde Catarina espera por ele e diz que os amigos aceitaram fazer o que lhes pediu. Catarina agradece a ajuda e dá-lhe um beijo muito perto da boca, que o surpreende e deixa entusiasmado.

Inês mostra-se muito nervosa com a proximidade do desfile e Sofia tranquiliza-a, certa de que nada poderá correr mal. A filha espera que o pai não falte, notando que ainda não o viu. Sofia diz que ele saiu cedo para a clínica e Assunção pergunta com maldade se ele saiu cedo ou se nem sequer voltou. Sofia ignora a mãe e garante a Inês que o pai vai chegar a horas.

Maria entrega a farda do quiosque a Catarina, para que a use quando a for ajudar na inauguração. A filha acha que ela a está a castigar demais mas a mãe responde de pronto que não há castigo suficiente para o que ela fez. Catarina tenta tudo para escapar ao trabalho, mas Maria não lhe dá qualquer hipótese.

Miguel conta ao pequeno-almoço a João que o seu amigo Raul Lencastre se ofereceu para o ajudar no exame de admissão ao Centro de Estudos Judiciais e pressiona o filho para que se inscreva. Fred censura o pai por estar a decidir pelo irmão e Miguel manda calar Francisca quando ela tenta mudar o rumo à conversa para evitar a discussão. Miguel pergunta a João se não quer fazer o exame e o filho responde que sim. O juiz reafirma que ele tem de se inscrever e retira-se para ir trabalhar. Francisca repreende Fred por ter enervado o pai e também vai embora. Quando fica sozinho com o irmão, Fred incentiva-o a fazer o que realmente quer e ele confessa que o conselho resultou com Inês, pois já falou com ela.

David receia que Benedita descubra que ele escreveu o artigo sobre a ópera sem ter ido ao teatro assistir ao espectáculo. Hélder acha que isso não aconteceu, ou então ele já saberia. David hesita em ir perguntar à directora o que é que achou do que ele escreveu, ficando a observá-la a conversar com o marido no gabinete. William conta a Benedita que ficou surpreendido por Henrique o ter chamado ao Porto sem lhe dizer o que quer tratar com ele. Ela revela que também irá, mas para assistir ao desfile de Inês. David ganha coragem e espreita à porta do gabinete, perguntando se o seu artigo estava bem feito. Benedita responde que não estava mal e ele agradece sem perceber o tom irónico que ela utiliza. William repara que Benedita tem um livro sobre a doença de Asperger em cima da secretária e pergunta se ela vai escrever sobre a doença. Benedita fica tensa mas afirma que sim, agradecendo a ajuda que ele lhe oferece, pois dispõe de material sobre o assunto.

Sofia e Inês, com o estilista que está a trabalhar com elas, percorrem o espaço onde se vai realizar o desfile de moda, satisfeitas com a qualidade do espaço. Quando entram na zona dos bastidores, Inês fica enervada por não ver qualquer peça de roupa. Sofia e o estilista também estranham a situação. Nesse momento, a produtora do evento aproxima-se e confirma os piores receios ao revelar que as roupas foram todas roubadas durante a noite, decretando que têm de avisar a polícia.

Beatriz dirige-se à recepção da clínica e pergunta se Joana está. Zé responde que sim e ela pede para falar com Henrique. O funcionário contacta o médico e responde a Beatriz que ele diz que está ocupado. Sem se deter, a jornalista ignora a informação e avança para o gabinete de Henrique, com Zé muito atrapalhado atrás de si. Henrique manda o rapaz regressar ao seu posto e Beatriz exige-lhe que despeça Joana, cumprindo a sua parte do acordo, já que ela aceitou perder a dignidade em troca do afastamento da investigadora. Henrique revela finalmente que não tenciona despedir Joana sem justa causa, pois a administração iria cair-lhe em cima e acrescenta que não lhe parece que ela tenha assim tanta dignidade, porque não a obrigou a nada. Beatriz desfere-lhe uma estalada e Henrique expulsa-a do gabinete, dizendo perceber porque é que o irmão a deixou. Beatriz vai embora, já lavada em lágrimas.

Sofia conta a Inês que a polícia decidiu investigar o roubo dos vestidos que estavam prontos para o desfile e reconhece que é praticamente impossível fazer um vestido igual ao que a filha tinha desenhado para encerrar a apresentação da colecção. Apesar disso, Inês insiste em tentar.

Na Quinta, Leandro entrega a Catarina o vestido que os seus amigos roubaram a Inês e ela, radiante, dá-lhe um beijo rápido na boca que o deixa atarantado e sem palavras. Depois, sai para o jardim e queima o vestido, olhando como que hipnotizada para as chamas. Leandro fica impressionado como o que ela é capaz de fazer para se vingar.

Henrique regozija-se por finalmente poder ter um bom almoço com Miguel. O amigo informa-o de que nessa noite vai haver mais uma festa com mulheres, mas Miguel confessa que tem de apoiar Inês e Sofia no desfile de moda e que mesmo que não tivesse esse compromisso, agora tem de se portar bem se não quiser ser posto fora de casa. Nesse instante recebe a chamada de Inês a avisar que os vestidos do desfile foram roubados e sai imediatamente para ir ao encontro da filha e deixando Miguel sem companhia para o almoço.

Maria regressa a casa furiosa com Catarina porque ela faltou à primeira consulta com a psicóloga. Ela reafirma que não está doente e Maria mantém-se intransigente, informando-a que decidiu que as consultas passam a ser ali em casa e que a primeira é logo nessa tarde e que a conversa está acabada. Catarina fica furiosa mas não ousa abrir a boca.

Maria ajuda Fernanda a dobrar meias e comenta que Catarina e Leandro foram sair na noite anterior, esperançada em que ele possa fazer bem à filha. Fernanda desabafa que o pior é se acontece ao contrário. Vítor aparece a queixar-se das dores que tem no pé e, embora diga que não é nada de mais, Maria obriga-o a ir à clínica fazer exames.

Jorge embirra com as pausas sucessivas que Sandra faz, quando Jéssica entra no posto de gasolina com Bruno. Este fica cheio de ciúmes e muito incomodado quando Jorge faz quase uma festa ao descobrir que Jéssica é a rapariga que apareceu na capa da revista masculina. Entretanto, Jéssica é obrigada a refugiar-se na casa de banho assim que vê espantada que Fred se prepara para ir pagar na caixa o combustível que acabou de meter. Pala primeira vez tem os seus dois namorados lado a lado, sem que qualquer deles suspeite de nada.

nas redes

pesquisar