SIC

Perfil

29º Episódio - 9 de outubro (sexta-feira)

Maria enfrenta Henrique!

Victor Freitas\302\251

Beatriz continua a massacrar Pedro por dizer mal do pai e insistir em que Duarte deve passar as noites com a namorada quando não está com ele. O filho afirma que ela arranja sempre maneira de falar do pai e de Joana, deixando Beatriz enervada. Nesse instante ela recebe uma chamada do advogado e, depois de desligar, conta a Pedro que vai ter de ir responder em tribunal pelas agressões a Joana e pede-lhe que a acompanhe para se sentir mais apoiada. Pedro fica aborrecido e levanta-se para ir para o quarto, afirmando que não quer escolher qualquer dos lados. Nem o dela, nem o do pai. Beatriz fica num misto de fúria e frustração.

Joana e Vasco comparecem na clínica para saberem de Filipe. Sara diz-lhes que o pai está a ser atendido pelo médico e Joana acaba por confirmar que o pai tem apenas cálculos renais que lhe provocam aquelas dores lancinantes. O médico prescreve o tratamento e Filipe fica apreensivo ao perceber que ainda vai ficar com dores durante um tempo.

Sandra grava um vídeo explicativo de como arranjar as unhas e é repreendida por Jorge. Convencida de que está a prestar-lhe um favor, oferece-se para lhe arranjar as unhas como se ele fosse uma mulher. Jorge fica indignado e ameaça zangar-se a sério. Sandra estranha aquela reacção e até diz que ele escusa fingir que não gostou da ideia. Jorge pensa para si próprio que não é assim que vai ganhar a designação de melhor posto de combustível.

Vítor quase mata de cansaço os jogadores da sua equipa no treino, depois de os ter apanhado no balneário a “babar” com as fotografias que Jéssica tirou para a revista. Leandro é repreendido pelo pai por não ter evitado a exposição da irmã.

Maria conta a Fernanda que o aborto de Catarina era desnecessário e que o médico que o fez confessou ter agido a mando de Henrique. A amiga fica estupefacta e Maria mostra vontade de os pôr a todos na cadeia mas tem dúvidas se deve contar à filha. Fernanda acha que essa revelação não vai trazer a criança de volta e Maria concorda., fechando a conversa para ir buscar Catarina à clínica. Fernanda acompanha-a à porta e inquieta-se porque Rúben decidiu que no dia seguinte já vai trabalhar porque se sente preso no seu próprio corpo. O filho aproveita para lhe pedir a revista que publicou as fotos de Jéssica e Fernanda pede-lhe que nem fale disso para não irritar o pai. Maria sorri e comenta que as fotografias até ficaram giras.

Jéssica chega a casa de Fred e é surpreendida com um poster gigantesco da produção que ela fez para a revista. O namorado aparece e beija-a. Jéssica retribui e confessa que gostou muito da surpresa.

Miguel questiona João sobre se já se inscreveu para os exames de candidatura ao Centro de Estudos Judiciários, dando como adquirido que ele será Juiz e que seria uma vergonha se não passasse. O filho responde que logo trata do assunto e Francisca afirma que também tem de dar um rumo à sua vida, começando a trabalhar. Miguel insiste em humilhar a mulher afirmando que ela não sabe fazer nada e duvidando que alguma empresa a queira. João censura o pai e Miguel acaba por dizer, para surpresa deles para Francisca fazer como quiser. Ela, ingénua, agradece-lhe o apoio.

Joana recebe o pai em sua casa até que ele se restabeleça das cólicas renais que sofreu. Sara vem do quarto e anuncia que Filipe adormeceu, numa altura em que Joana, Margarida e Vasco falam sobre a doença dele. Entretanto, quando todos começam a combinar a forma de dar assistência a Filipe, Margarida é forçada a contar que está a preparar a missão no Mali com o seu, embora vinque que ainda não aceitou o convite para participar. Vasco fica desconfortável com a conversa e troca com a mulher olhares de censura e arranja o pretexto de ir fazer café para não falar do assunto. Joana também se afasta para atender uma chamada de Duarte e fica muito contente pela preocupação que ele demonstra em saber do estado de saúde do pai dela. Ele, por sua vez, aproveita para lhe pedir informações sobre Patrícia, amiga de Pedro que está internada na clínica. Duarte teme que a rapariga piore e o filho sofra com isso. Joana compromete-se a saber o que se passa e ele convida-a para uma prova de vinhos na Quinta ou na sua casa, sorrindo apaixonado com a resposta.

Maria ajeita a roupa de cama de Catarina sem qualquer carinho e ela tenta parecer fragilizada afirmando que tudo lhe faz lembrar que perdeu o filho. A mãe responde com dureza que se calhar não merecia trazê-lo ao mundo e acrescenta que espera que ela se torne uma grande advogada, que ganhe muito dinheiro, mas sem necessidade de pisar as outras pessoas. Maria sai do quarto e Catarina quase explode de raiva.

Na manhã seguinte, Catarina ordena a Olga que lhe sirva o pequeno-almoço no jardim. Maria aparece nesse instante e diz à empregada para ir limpar o quarto de António, pois a filha sabe muito bem arranjar o seu pequeno-almoço. Catarina fica indignada e a empregada sem saber o que fazer. Maria insiste para que faça o que lhe mandou e que depois lhe entregue a chave do quarto. Catarina acusa a mãe de a estar a irritar de propósito e ela diz que ela deve aproveitar para pensar, pois ela vai sair porque tem de ir à clínica. A filha responde que espera que ela não vá devolver a herança a Henrique e Maria afirma que é o mínimo que pode fazer. Catarina vê com ansiedade a mãe ir embora.

Inês fica radiante quando o estilista com quem vai partilhar o desfile de moda elogia os vestidos que ela criou e propõe encerrar a sessão com um que ela desenhou, aparecendo depois os dois no palco. Sofia mostra-se orgulhosa da filha que quase rebenta de felicidade.

A pretexto de marcar alguns exames de rotina, Benedita vai à clínica para conversar um pouco com Zé e perceber melhor como é o filho que abandonou quando nasceu.

Maria chega à clínica e antes de entrar olha a fachada enquanto recorda um dos momentos que passou com António no Faial em que ele disse que as pessoas se esquecem frequentemente de serem felizes. Depois, entra determinada para falar com Henrique, que tenta barrar-lhe a entrada no gabinete. Maria não se demove e ameaça fazê-lo pagar por ter obrigado a fazer o aborto a Catarina, sem haver qualquer necessidade disso. Henrique argumenta que seria um disparate dar à luz aquela criança que só iria destruir a vida da filha dela e de João. Maria ameaça levá-los a tribunal, mas Henrique afirma que um médico alcoólico não tem credibilidade e Miguel, por ser juiz, fará com que o processo nem chegue a tribunal. Maria insulta-o e Henrique muda de assunto e diz esperar que ela não apareça nas vindimas da Quinta, pois trata-se de um momento para a família. Ela contra-ataca e lembra-lhe que por via do testamento decide quem entra na propriedade, decretando que vai proibir-lhe o acesso, jurando que enquanto for viva ele jamais lá porá os pés. Henrique fica a remoer a sua fúria enquanto responde mal quando o chamam ao laboratório.

No laboratório, Inácio informa Henrique de que existe mais um paciente a acusar os efeitos secundários do novo medicamento. Ele desvaloriza os dados e argumenta que eles não podem ser comparados com os de Patrícia, porque a miúda até está a tomar o placebo, que não faz bem nem faz mal. Inácio acata a ordem para deixar tudo como está, consciente de que os efeitos do novo medicamento podem vir a ser fatais.

Isabel desabafa com Vasco na clínica veterinária, mostrando-se muito preocupada por poder perder a filha. Ele, sensibilizado, diz que gostava de poder ajudar. Isabel reconhece que já o está a fazer.

Na base aérea, Margarida prepara a operação no Mali, pois já tomou a decisão de integrar a equipa. Ao comando de um dos aviões, executa os exercícios de treino.

Maria regressa a casa e olha com desapontamento para Catarina, que desfruta da piscina com a maior das descontrações. Depois segue para a capela e a filha vai atrás dela. A mãe revela com semblante carregado que desistiu de devolver a herança e o rosto de Catarina ilumina-se com um sorriso. Maria diz-lhe que pode deixar de sorrir porque a partir de agora vai deixar de ter acesso às contas bancárias e vai passar a trabalhar no restaurante a lavar a louça. Quando acabar, seguirá para a rua, levando as sobras para os sem-abrigo. Catarina recusa a humilhação mas a mãe mantém-se firme e acrescenta que também vai consultar um psicólogo porque é uma pessoa doente e tem de se tratar. Maria assegura que as coisas vão mudar e é bom que ela se prepare. Catarina fica furiosa.

Henrique recebe Duarte na clínica e explica que não vai às vindimas na Quinta porque Maria não deixa. O irmão dispõe-se a falar com ela mas Henrique acha desnecessário, pois ela só lhe vai contar mentiras e virá-los uns contra os outros e reforça que o importante é arranjarem forma de a tirar lá de casa. Duarte diz prontamente que não conte com ele para isso, pois quer respeitar a vontade do pai. Sem querer aprofundar mais a conversa, Duarte pede ajuda a Henrique para saber o que se passa com Patrícia, explicando que Pedro se tornou amigo dela e que está preocupado. O irmão confirma que se trata de um caso complicado mas deixa claro que não pode dizer se ela está a tomar o medicamento que está a ser testado ou o placebo. Duarte exclama que ele não precisa de responder porque ele já percebeu.

Beatriz tranquiliza Pedro e diz que vai justificar as faltas à escola por ter ido com ela ao tribunal. Ele começa a mandar uma mensagem e a mãe pergunta-lhe para quem a está a escrever. O miúdo diz que se trata de Patrícia, confessando que tem medo que ela piore outra vez. Beatriz acha que ele não se deve envolver demasiado e que talvez devesse parar a sua actividade como voluntário. Pedro responde que se quer ser médico tem de saber lidar com aqueles problemas e ela mostra-se orgulhosa da sua maturidade. Entretanto, Beatriz tem a ideia de poderem fazer um programa os dois no dia seguinte mas o filho lembra que tem as vindimas na Quinta e tem de lá estar cedo. A mãe faz notar com acidez que não foi convidada e interroga-se se agora que António morreu vão convidar muita gente. Pedro, evasivo, responde que vão as pessoas do costume.

Catarina entra no restaurante com Maria a resmungar e diz que ela não a pode pôr a lavar pratos. A mãe afirma que já fez isso muitas vezes e informa Luís de que Catarina vai passar a trabalhar ali à noite. O sócio não se opõe mas avisa que na cozinha é para trabalhar a sério.

Rúben vai à loja de música para ver Adriana e finge que já está recuperado, atirando-se para o chão a fazer flexões. Quando termina a sua exibição fica cheio de dores, mas tenta disfarçar. A rapariga apercebe-se e diz que o melhor é ele inscrever-se na hidroginástica, que é o que a avó faz. Ruben fica ofendido porque a sua estratégia de sedução não resulta e ainda por cima é gozado.

Sandra conta a Fernanda que foi a um bar de travestis para ver se encontrava Jorge e que, como não conseguiu, pretende procurar noutros locais. Fernanda fica perplexa e diverte-se com a situação. Sandra acrescenta que aproveitou para fazer publicidade ao vídeo que está a produzir para colocar na internet. Quando Jorge chega ao posto, para ver se ele se descai, diz que o viu à noite nos bares do Bonjardim. Ele estranha a conversa e responde empertigado que não frequenta tal sítio. O encarregado muda de assunto e faz-lhes ver que sente alguma desmotivação da parte delas e que assim fica mais difícil ganharem o prémio para o posto de combustível do ano. Jorge pede sugestões para novas promoções e irrita-se com Sandra que só propõe descontos em menus com café e bolos. O encarregado diz que tem de sair e Sandra comenta com Fernanda que já chegou à conclusão que é de dia que ele gosta de se vestir de mulher, garantindo que vai descobrir por onde é que ele se anda a pavonear.

Maria conversa com Duarte e explica que proibiu Henrique de entrar na Quinta para as vindimas, sem revelar o verdadeiro motivo, dizendo apenas que ele não foi correcto consigo. Duarte faz-lhe ver que se trata de um evento familiar com grande tradição que não gostariam de alterar por respeito à memória do pai. Maria ainda resiste durante alguns instantes mas acaba por ceder, aceitando receber Henrique.

Pedro cruza-se com Henrique na clínica e faz-lhe muitas perguntas sobre o estado de Patrícia e o que lhe pode acontecer. O tio revela que estão a fazer tudo para a ajudar mas Pedro fica preocupado. Henrique estranha a situação e pede o registo dos pacientes, ficando surpreendido por constatar que Patrícia está mesmo a tomar o medicamento que estão a testar e vai à procura do sobrinho.

Pedro está de saída com Beatriz quando se cruzam com Joana. O ambiente entre ambas é de grande tensão e Beatriz prepara-se para fazer mais um escândalo. Pedro reage de imediato e consegue convencer a mãe a comportar-se, evitando a discussão.

Henrique aparece na recepção à procura de Pedro, mas já não consegue apanhar o sobrinho a tempo.

nas redes

pesquisar