SIC

Perfil

24º Episódio - 3 de outubro (sábado)

Catarina pede a Duarte que faça um teste de ADN para saber se são irmãos!

Miguel confessa a Henrique que está convencido de que Benedita, Beatriz e a revista vão ser condenadas por difamação e acredita que vão ter ainda mais problemas, pois afrontaram gente importante que não lhes vai perdoar. Apesar de estar em jogo a vida da irmã, Henrique não mostra qualquer preocupação.

Leandro vai buscar Catarina à faculdade e dá-lhe os parabéns por ter feito o último exame do curso. Ela reafirma que está mais preocupada em descobrir quem é o pai, desconfiando que se trata de António, embora a mãe continue a negar que tenha tido um caso com o patrão. Só assim se compreende que ele a tenha colocado no testamento. Leandro acaba por concordar

Luís avisa os empregados do restaurante que os quer com o paladar apurado para provarem a nova carta no dia seguinte e confirma a Maria que introduziu as alterações que ela sugeriu. O sócio convida-a a levar a filha consigo e Maria compromete-se a não entrar na cozinha, revelando que quando tiver saudades de praticar, poderá sempre fazê-lo no quiosque do Bom Sucesso. Luís enfatiza que não será bem a mesma coisa. Perante a provocação, Maria desafia-o para uma prova cega em que cada fará um prato, que os empregados provarão sem saberem a quem pertence, escolhendo depois o que preferem. Luís aceita o desafio, confinante de que irá ganhar.

Catarina e Leandro pressionam Vítor a revelar quem é o pai dela, insistindo que pode ser António. No entanto, Vítor esquiva-se a falar do assunto e, perante tanta insistência, sugere Catarina que fale com a mãe, negando no entanto perentoriamente que Maria tenha engravidado do patrão. Logo de imediato dá por encerrada a conversa e arrasta Leandro consigo para o treino, deixando Catarina frustrada.

Adriana irrita-se com Ruben por ter questionado a sua sexualidade e expulsa-o da loja quando ele se atira para o chão a fazer flexões assim que o alarme toca.

João confessa a Fred que já tem saudades de Inês e que alimenta a esperança de que ela o perdoe e o aceite de volta, já que Catarina perdeu o bebé. O irmão apoia a sua decisão de regressar ao Porto.

Fernanda e Leandro avisam Vítor para não tratar mal os jogadores da equipa de futebol e o filho acrescenta que eles querem que ele deixe de jogar. Entretanto, Ruben continua a beber os seus batidos para manter a forma e diz a Jéssica que prove o que ele acabou de fazer. Quando a irmã lhe devolve o copo e uma careta, ele não consegue segurá-lo e deixa-o cair no chão, entrando em pânico por não ter força nas mãos e nas pernas. Fernanda telefona a Maria e pede para levar Ruben para a clínica. A amiga diz que não há qualquer problema e assume o comando da situação. Depois de desligar, Maria conta o incidente a Catarina e percebe que ela continua amuada. A filha insiste para que ela confesse que António era seu pai mas Maria mantém-se inflexível e reafirma que tal ideia é um disparate. Catarina fica de novo irritada e promete que vai descobrir a verdade.

Ruben é examinado na clínica suspeitando-se de ter sofrido um ataque-cardíaco. O prognóstico não se confirma e é-lhe prescrito apenas repouso, com a recomendação de não fazer qualquer esforço físico. Entretanto, Fernanda diz que apenas aceita de Maria um empréstimo para pagar a conta, mas a amiga faz questão de ser ela a assumir esse encargo. Nem de propósito, Henrique cruza-se com Maria e ironiza, dizendo que ali se paga um pouco mais doa que as taxas moderadoras. Maria responde que ele pode ficar descansado que ninguém vai ficar a dever dinheiro.

Francisca ajeita o nó da gravata de Miguel e sugere-lhe que vão juntos buscar João à estação. O marido desprende-se e responde com a habitual rudeza, vincando que o filho já é crescidinho para apanhar um táxi. Agastado, recomenda que ela se continue a entreter com as suas pinturas e deixe de querer transformá-lo em motorista, lembrando que a primeira audiência do seu amigo juiz é nesse dia. Francisca pede desculpa por se ter esquecido.

Hélder comenta com David que não queria estar no lugar de Benedita, que está sentada no banco dos réus. O estagiário também fica preocupado com as repercussões que o processo venha a ter na sua vida.

Adriana fica atrapalhada quando vai à loja de desporto de Ruben à procura dele e Leandro lhe diz que o irmão foi fazer exames à clínica porque abusou do exercício físico e teve problemas por causa disso.

Luís faz de cicerone a Catarina, que prova muito entusiasmada os pratos que ele confecionou. Maria observa-os à distância, e sorri perante a cumplicidade que demonstram.

Benedita chega à revista e anuncia que perderam o processo em tribunal e mostra-se resignada por ter de, no futuro, sujeitar os textos que ali forem publicados à leitura antecipada da administração. Beatriz não quer aceitar os factos mas a directora e ainda cunhada, decreta que têm de cumprir o que foi determinado.

Pedro fica em pânico depois de conversar com Henrique e, quando a sós no gabinete do tio, confirmar que Patrícia não vai tomar o medicamento verdadeiro que vai ser testado, pois no sorteio coube-lhe ficar no grupo de doentes que vão servir de comparação aos outros.

Leandro conta a Ruben que Adriana o foi procurar à loja e o irmão conclui de imediato que a rapariga já está caidinha por ele. Leandro desvaloriza o que ele diz, mas é obrigado pela mãe a ficar a estudar na sala, para tomar conta de Ruben.

Bruno conclui mais um cruzeiro pelo Douro e quando chega tem Jéssica à sua espera. Ela mente e justifica que não atendeu as suas chamadas porque ficou sem bateria. Para se redimir propõe que jantem os dois e quando o telefone toca, dá por terminada a conversa e afasta-se para ir atender o outro namorado. Fred pretende saber como correu a sessão fotográfica que ela foi fazer e Jéssica mostra-se preocupada com a opinião da família.

João procura Inês na fábrica e oferece-lhe um livro, na expectativa de conseguir convencê-la a tomarem pelo menos um café juntos. Ela aceita o presente mas diz com grande frieza que o facto de já não haver um bebé, o problema entre eles não desapareceu. João pede desculpa por ter aparecido sem avisar e vai embora muito desiludido.

Catarina vai ter com Duarte à sala de provas dos vinhos da quinta e confessa estar desconfiada de que podem ser irmãos, pois acredita que a mãe teve um caso com o pai dele, que assim será também o seu pai. Duarte fica incrédulo com aquela suspeita que considera infundada e em choque quando Catarina lhe revela que Maria queimou uma carta que António lhe deixou antes de morrer, pois não queria que ela a visse. A rapariga afirma a Duarte que precisa da ajuda dele para provar que são irmãos.

Duarte recusa-se a fazer um teste de ADN e diz a Catarina que isso seria duvidar da integridade do pai, pois não acredita que ele tivesse um caso com a mãe dela.

Pedro consegue infiltrar-se na farmácia da clínica e troca a ficha de Patrícia com a de outro doente, para que ela receba o medicamento que está a ser testado e não o placebo de controlo que não lhe faria qualquer efeito.

Duarte conversa com Teresa e assume que o seu maior desejo é encontrar uma casa adequada para viver com Pedro. A irmã é de opinião que Beatriz também precisa de um tempo para colocar a cabeça no lugar. Entretanto, Duarte conta que Beatriz precisa de mais uns dias para analisar os documentos da clínica, pois também tem andado muito ocupada com os problemas da revista. Teresa dispõe-se a ir falar com Henrique se for preciso. Duarte, muda de assunto e pergunta se ela acha que o pai pode ter tido uma amante mas nem aguarda pela resposta, pois conclui que pode estar a transpor para os pais os problemas que está a viver no seu próprio casamento.

Pedro cruza-se com Patrícia no corredor da clínica e esquiva-se a conversar com ela, pois está comprometido por tê-la ajudado a ficar no lote de doentes a quem vai ser administrado o novo medicamento. Ela dá-lhe a notícia de que vai começar a fazer a medicação no dia seguinte, temendo que não lhe toque o medicamento verdadeiro. Ele esforça-se por lhe aliviar a ansiedade e diz que se ela quiser muito alguma coisa consegue.

Margarida vai ter com Vasco ao consultório e conversa com ele sobre a sua decisão de não querer ter filhos para já, argumentando que o amor que sentem um pelo outro não depende de serem pais. Vasco reconhece que não está a ser fácil adaptar-se à situação mas aceita baixar a guarda e ir beber um copo com a mulher, programa que ele lembra, não fazem há muito tempo.

Duarte encontra Joana na clínica e tem finalmente a oportunidade de pedir desculpa pelo que Beatriz lhe fez. Ela diz que só quer ficar longe das confusões deles e Duarte aproveita para a convidar a tomar um café, pois não devem deixar de ser amigos por causa de Beatriz. Joana deixa a porta aberta para isso e deseja-lhe sorte na procura de uma boa casa para viver com o filho.

Duarte encontra finalmente uma casa à medida para viver com o filho e reserva imediatamente o aluguer, feliz pelo entusiasmo que Pedro demonstra na visita ao apartamento.

Luís e Maria começam a entender-se às mil-maravilhas no restaurante e ela propõe a criação de semanas temáticas para atrair novos clientes, dizendo que a ideia até foi de Catarina. Luís brinca e dispara que tinha visto logo que a ideia não podia ser dela.

Benedita janta com William, muito ansiosa pela condenação que a revista sofreu em tribunal. A jornalista fica ainda mais nervosa quando o marido dá conta de que falou com Henrique e que a investigação que têm em curso está a correr muito bem. Benedita fica muito desconfortável com a referência ao irmão.

Pedro mostra-se muito entusiasmado quando conta à mãe a casa que viu com o pai e onde irá viver com ele. Beatriz descontrola-se uma vez mais e chora quase convulsivamente a implorar ao filho para que não a deixe, para não perder tudo o que tinha. Pedro fica abalado por ver a mãe naquele estado.

Maria esforça-se por normalizar o relacionamento com Catarina mas a filha continua obcecada por descobrir quem é o seu pai e acusa-a de lhe mentir. Maria jura que nunca teve nada com o patrão, mas Catarina continua a não acreditar nela.

Benedita vai a casa de Joana para tentar encontrar irregularidades na gestão de Henrique à frente da clínica. A investigadora não se descai com qualquer informação, lembrando que já não trabalha na equipa de Henrique e que por isso não sabe pormenores de como ela está a ser gerida. Quanto ao seu caso, diz que as suas horas extraordinárias sempre foram bem justificadas.

Em vez de trabalhar, Hélder fixa-se nas fotos de uma moto e deixa David ainda mais deslumbrado quando declara que a vai mesmo comprar depois de fazer o test drive, pois tem outras fontes de rendimento.

Patrícia a Pedro deliciam-se com doces quando Isabel aparece acompanhada de uma enfermeira que administra o novo medicamento à rapariga. Patrícia mostra-se radiante e até Henrique faz uma ronda para saber se está tudo bem.

nas redes

pesquisar