SIC

Perfil

17º Episódio - 25 de setembro (sexta-feira)

Catarina entrega teste de gravidez a João e diz-lhe que está grávida!

Para impressionar Adriana, Rúben afirma que em tempos tocou vários instrumentos e que tinha particular vocação para o piano. Ela pede-lhe com insistência uma demonstração Rúben, em vez de desmanchar a mentira, ainda vai mais longe e diz que está enferrujado e que precisa de umas aulas. Adriana concorda e o rapaz vai embora da loja sem saber como fugir à situação que criou.

Isabel vai dar um beijo de boa noite a Patrícia e a filha, mais fragilizada do que é habitual pede-lhe que passe a noite com ela na clínica. Isabel pondera se deve aceder ao pedido de Patrícia mas acaba por ir pedir à enfermeira para que a deixe ficar.

Henrique chega a casa e vai imediatamente pedir desculpa a Sofia depois de ela o ter encontrado no hotel à espera de uma prostituta. A mulher decreta que o assunto está encerrado, reafirmando que ele não deve voltar a expor-se daquela maneira. Henrique confidencia que também agiu assim porque Maria foi à clínica exigir estar a par de tudo o que lá se passar e ele teme que ela descubra as irregularidades que o seu grupo de investigadores tem cometido. Sofia não quer acreditar que Maria, uma analfabeta, se ponha agora a ver as contas.

Na quinta, Maria ouve atentamente as explicações de Duarte sobre os vinhos e ele confessa-lhe a vontade de produzir um Porto com o nome de António para homenagear o pai. Maria considera a ideia muito boa e não tem dúvidas de que o doutor iria gostar muito, elogiando Duarte ao dizer que ele é mesmo uma boa pessoa. O enólogo confessa que às vezes não se sente assim, pois está a fazer sofrer muita gente, em especial o filho por causa do seu divórcio. Maria aconselha Duarte a nunca permitir que Pedro sinta que não é importante para si.

Catarina trata a nova empregada da casa com arrogância quando ela a trata pelo nome, proibindo-a de o fazer e dando ordem para que lhe arrume o quarto. Maria aparece entretanto e pergunta-lhe se não achou a empregada simpática, mas a filha dispara logo que não lhe pode dar confiança mas antes pô-la no seu lugar. Entretanto, lembra-lhe que tem de tratar de comprar o carro e que não deve confiar no gosto duvidoso de Vítor, devendo falar com ela antes de comprar o automóvel.

Henrique confessa a Sofia a sua preocupação porque como o projecto que Joana lhe apresentou não tem financiamento terá de ser a clínica a suportar todas as despesas. Sofia responde que se esse é o preço a pagar para ela ficar calada e do seu lado, então que assim seja.

Inácio pede a opinião de Joana sobre a reacção das cobaias ao novo medicamento e ela constata que elas estão prestes a morrer. O investigador teme a fúria de Henrique que com este retrocesso da investigação, numa altura em que se preparava para iniciar os testes em pacientes. Joana reforça que está fora do projecto.

David tenta ajudar Hélder que está de novo atrasado e diz a Benedita, quando ela pergunta pelo fotógrafo, que ele está quase a chegar e o avisou de que teve um furo. Para grande azar do estagiário, aquela desculpa já está muito batida e Benedita finge que acredita. Quando Hélder chega manda-o fazer a foto de uma actriz para o artigo de David, mas ele finta a directora e faz uma montagem com material antigo. Depois diz ao estagiário que vai almoçar com uma colega dele e que ainda apresenta a factura à revista. David fica entre o surpreendido e o preocupado.

Catarina vai ter com Inês na faculdade e insiste para que ela a perdoe, tal como fez com João. Inês recusa-se e deixa claro que a quer distante. Catarina afasta-se e olha-a cheia de raiva. Logo de seguida liga a João a dizer que precisa de falar com ele sobre algo importante e fica ainda mais furiosa por ele lhe desligar o telefone na cara depois de lhe dizer que esqueça que ele existe.

Fernanda desabafa com Maria e critica o marido, que não a ajuda e para cumulo ainda ficou sem a carrinha.

Rúben ensaia num órgão barato, na esperança de conseguir tocar menos-mal na aula que vai ter com Adriana. Vítor aparece nessa altura na loja de desporto e fica horrorizado com o som que ouve. Entretanto, avisa o filho que vai começar a receber as cartas de uma financeira, pois pediu um empréstimo no seu nome, para equilibrar as contas. Rúben percebe que se o pai deixar de pagar será a ele que irão pedir contas mas ele assegura que isso nunca acontecerá. Adriana assoma à loja e chama Rúben para a aula de piano. Ele fecha a loja e vai entusiasmado.

Sentado ao piano, Rúben não consegue executar os exercícios que Adriana lhe indica e finge que está com tendinites nos dedos. Ela percebe que ele não sabe tocar e ele jura o contrário pela saúde da mãe e pede à rapariga para tocar algo para ele. Adriana começa a tocar a marcha fúnebre e dispara que se acontecer alguma coisa a Fernanda a culpa é dele, pois jurou pela saúde dela que sabia tocar. Rúben fica muito preocupado.

Thomas mostra-se em desacordo com os pais por quererem usar a herança de António para pagarem o empréstimo da casa e insinua que eles são comunistas, arrancando-lhes um sorriso.

Pedro tem uma nota mais baixa do que é normal e Beatriz aproveita para associar esse facto à separação e liga para Duarte a dizer que têm de falar sobre o filho com urgência. Pedro protesta e afirma que a nota nada teve a ver com a separação deles.

Sara dá mais uma consulta a Francisca e incentiva-a a inscrever-se no curso de pintura, depois de ela confessar que precisa de fazer algo que a faça sentir que é melhor, até porque o marido já lhe disse na cara que ela não é capaz de ter uma conversa.

Pedro desabafa com os tios e os primos e conta que a mãe de zangou com o pai porque ele teve uma nota menos elevada num teste. Teresa e Jonas esforçam-se por desdramatizar a situação, convictos de que os pais vão acabar por se entender, pois não há dúvida de que o adoram.

No entanto, não é isso que acontece. Beatriz acusa Duarte de ser o responsável pela baixa de rendimento escolar de Pedro e o marido acusa-a de estar a usar o filho para a atacar.

Catarina vai a casa de João, que fica espantado com a sua ousadia. Ela tira um teste de gravidez da mala e entrega-lho dizendo que se trata de um presente. Sem se deter, anuncia-lhe que vão ter um filho e pergunta se ele a vai convidar para entrar. João fica desorientado.

João tenta demover Catarina de levar a sua gravidez por diante mas ela recusa-se a abortar, garantindo que vai ter o filho e que também não tenciona alterar os seus objectivos de vida, porque os avós servem para ajudar. Antes de sair, Catarina deixa-lhe o teste de gravidez nas mãos e uma grande angústia no peito.

Fernanda entrega a Leandro uns livros que Catarina esqueceu ali em casa e ele quase voa para lhos ir entregar. Vítor tem de se desviar do filho para não ser abalroado e Fernanda pergunta-lhe se os amigos sempre lhe arranjaram trabalho. Ele desculpa-se com o facto de já terem contratado trabalhadores e ela afirma que se ele não fosse calão tudo se resolvia. Entretanto, Fernanda informa-o de que Maria precisa da sua ajuda para escolher um carro e sugere-lhe que podia arranjar trabalho na quinta. Vítor encontra logo mais uma desculpa para não fazer nada e tenta amaciar a mulher ao dizer que tem algum dinheiro em atraso para receber. Quando quer dar-lhe um beijo, Fernanda deixa-o a sonhar com isso, como forma de o castigar.

Leandro entrega os livros a Catarina e Maria convida-o para jantar com elas, sugerindo que vão dar uma volta pela quinta. Catarina não tem forma de fugir e esboça um sorriso amarelo.

À conversa na beira da piscina, Catarina fica chocada quando Leandro diz ser mais seguro trabalhar para outros do que por conta própria, respondendo ao facto de ela querer ter o seu próprio escritório de advocacia.

Fernanda conversa ao telefone com Maria, que a informa de que Leandro vai jantar na quinta e que foi passear com Catarina. Fernanda comenta que ele não tem à-vontade para conquistá-la, ao contrário de Rúben. Este está atento à conversa da mãe e liga a máquina de batidos, obrigando-a a desligar o telefone. Fernanda repreende-o por isso e também pela forma como ele trata uma rapariga que lhe está a ligar e a quem ele não atende.

Adriana encontra o pai a organizar as contas do restaurante e ele confessa que gosta é de cozinhar e que não tem jeito para o resto. A rapariga sugere-lhe que arranje um sócio que se encarregue da gestão mas ele muda de assunto e diz que lhe vai fazer um prato especial.

Sara, insiste com Joana para que se desfaça das roupas e outros objectos que pertenciam a Manuel. A filha explica que faz o seu luto ao seu ritmo e fica de lágrimas nos olhos quando Sara insinua que ela deve pensar em refazer a sua vida, pois não foi ela quem morreu.

Maria faz de casamenteira e esforça-se para juntar Catarina e Leandro. Depois de o rapaz se despedir e ir para sua casa, Catarina deixa claro à mãe que não quer nada com ele, pois está a estudar para empregado de mesa e ela tem outros horizontes. Farta da conversa da mãe, dá-lhe as boas noites e diz que vai dormir. A sós no quarto, liga para João mas ele rejeita a chamada, paga a gasolina que pôs no carro e tenta comprar uma garrafa de vodka. Nesse momento, atende a chamada de Inês que o desafia para irem ao cinema, mas recusa a pretexto de ainda estar a fazer um trabalho para a faculdade. Catarina vai observando a barriga e sorri, enquanto tenta perceber se ela está maior. João vai até ao miradouro e bebe para aliviar a tensão em que está, depois de Catarina lhe ter contado que está à espera de um filho seu. Já Inês, revê triste, algumas fotografias que tirou com o namorado.

Benedita distribui o trabalho pelos jornalistas da revista e ignora Hélder que pergunta se é verdade que ela vai ser vendida. Entretanto, o fotógrafo inquire porque é que Beatriz não foi à reunião e Benedita diz que a dispensou por não a querer desviar da reportagem que está a fazer.

Pedro acorda Beatriz, que fica incomodada por ter adormecido e por ele ter ligado ao pai para o levar à escola. O filho tranquiliza-a e diz que não contou ao pai que ela adormeceu, servindo-lhe o pequeno-almoço. Quando Duarte avisa que já chegou, Pedro despede-se da mãe, que lhe deseja boas aulas.

João ganha coragem e convence Inês para irem dar um passeio de barco na quinta e conta-lhe que Catarina o informou que está à espera de um filho dele. Inês fica indignada e começa a pensar que ele lhe mentiu quando garantiu que só tinha estado juntos uma vez. Muito irritada, Inês atira João à água e obriga-o a ir a nado para a margem, arrancando com o barco.

nas redes

pesquisar