SIC

Perfil

9º episódio - 16 de setembro (quarta-feira)

Catarina manda pegar fogo ao carro de Henrique!

Victor Freitas\302\251

Duarte sai do prédio de Joana sem coragem de olhar para trás. Ela fica lavada em lágrimas, atrás da sua janela a vê-lo afastar-se. Depois, limpa as lágrimas e telefona a Vasco e pede ao irmão para passar lá em casa. Ele fica preocupado e Joana apenas acrescenta que lhe aconteceu uma coisa estranha que lhe quer contar.

Catarina está chorosa e ofendida pela forma como Henrique a expulsou da quinta. Leandro e Ruben dispõem-se a ajudá-la a ir buscar os seus pertences e Bruno tenta aproveitar-se da situação ao ouvir dizer que Catarina vai dormir no quarto de Jéssica, sugerindo que esta pode ficar em sua casa. Vítor responde de imediato que ajudas dessas não são necessárias.

Fernanda promete a Maria que vai tomar conta de Catarina e acha que até foi bom ela ter saído da quinta. Maria, que ainda não sabe bem as regras da prisão, deixa esgotar os cinco minutos que tem para falar e já não consegue saber se a filha está bem. A guarda prisional deixa claro que ela só tem direito a uma chamada por dia aconselhando-a a habituar-se àquela regra, pois é igual para todas.

Inês está com João a tentar estudar na faculdade mas não consegue concentrar-se. Confessa que está a pensar em Catarina e no facto de ela ser uma das suas melhores amigas, quando a mãe dela pode ter matado o avô. João acha que ela não deve afastar-se da amiga, mesmo que tenha sido Maria a cometer o crime. Entretanto, Inês recebe uma chamada de Catarina a dizer que o pai dela a expulsou da quinta. João também fica perplexo e a interrogar-se onde é que a rapariga vai ficar.

Jéssica e Fred fazem planos para a viagem a Paris e ela telefona a Bruno e engana-o, dizendo que não pode ir a casa porque tem de substituir uma colega num voo para Paris, porque ela adoeceu. O namorado do Porto acredita na história e muda de assunto, contando que Catarina foi expulsa da quinta e vai ficar uns tempos em casa dos pais dela. Jéssica fica com pena da rapariga e diz que ela pode ficar à-vontade no seu quarto. Depois de desligar, Jéssica fica com a consciência pesada por estar a enganar os dois namorados.

Miguel trata Francisca com frieza e arrogância, quando ela sugere que podem ir a Lisboa visitar Fred. O marido diz que não tem disponibilidade e acusa-a de estar a ser injusta ao querer andar a passear sem ele. Miguel prossegue com um discurso muito duro para a mulher, condescendendo em levá-la à festa que um amigo está a organizar, mas pondo como condição que ela não diga disparates à frente dos seus amigos, aconselhando-a a ficar calada se não tiver algo de interessante para dizer.

Beatriz vai à quinta, ainda na esperança de que Duarte reconsidere e volte atrás na intenção de se divorciar. Como o marido insiste na separação, Beatriz exalta-se, conclui que ele tem outra pessoa e ameaça impedi-lo de ver o filho.

Joana conta a Vasco que Duarte esteve lá em casa e a beijou, reconhecendo que sente por ele algo especial, mas que também fica desconfortável, atendendo a que a morte do marido é muito recente. O irmão tem opinião contrária e acaba por dizer que talvez ela devesse dar uma oportunidade a Duarte. Joana assume que seria uma pessoa horrível se o fizesse.

Teresa dá uma massagem a Jonas e conversa com ele sobre a separação de Duarte, temendo que Pedro venha a sofrer com o divórcio dos pais. Teresa confessa ao marido que não tem pregado olho por causa de Maria e que continua com a intuição de que ela não matou António. Assim que assume a sua convicção, Teresa sente um arrepio na espinha, como se alguém quisesse confirmar a sua certeza. Jonas sente que as mãos dela ficaram geladas.

Inês critica o pai por ter expulsado Catarina da quinta e acabam por discutir. Henrique aconselha a filha a escolher melhor as amigas, censura que lhe desagrada profundamente.

Fernanda informa Catarina de que contou a Maria que Henrique a expulsou da quinta. Catarina reafirma que tem de ir buscar o que lá deixou e Leandro oferece-se para a ir ajudar.

Na prisão, Maria fala de Catarina a Joana e não esconde o orgulho que tem na filha. No entanto, teme pelo futuro dela, agora que não a pode ajudar por estar presa.

Catarina vai à quinta para ir buscar as coisas que lá deixou e manipula Leandro, dizendo que Rúben até tem razão quando sugeriu pregar um susto a Henrique por este a ter mandado embora. Impulsivo e apaixonado, Leandro presta-se a fazer o “trabalho”. Ao sair da quinta, Catarina cruza-se com Duarte e reafirma-lhe que a mãe não fez nada de mal a António e que não é responsável pela sua morte. Duarte só consegue desculpar-se por Henrique a ter mandado embora, ressalvando que a decisão foi apenas tomada por ele.

Beatriz conversa com Pedro antes de ir para a escola e diz que está convencida de que o pai vai voltar para casa. O filho desvaloriza a separação e assume que nem lhe custa ir à escola pois tem muitos colegas filhos de pais separados. Entretanto, Pedro pede à mãe que o ajude a ser voluntário na clínica. Beatriz não se opõe mas manda-o falar com o pai.

Vasco liga a Joana e convida-a para um café. Ela está ainda perturbada pelo beijo que Duarte lhe deu. O irmão termina a chamada e mata saudades de Margarida, que acaba de regressar da base aérea onde esteve a fazer um exercício. Vasco promete regressar mais cedo a casa, mostrando saber que ela está no período fértil e empenhado em que ela engravide. Quando fica a sós, Margarida toma uma pílula anticoncepcional, sentindo-se desconfortável por estar enganar o marido.

Fernanda visita Maria na cadeia e insiste com ela para que conte que foi incluída por António no testamento, porque Catarina é filha de Henrique, logo neta do patrão. Maria reafirma que não tem coragem de contar a verdade a Catarina, depois de lhe ter escondido que Henrique é seu pai.

Catarina tranquiliza-se quando Inês assume que quer continuar sua amiga, independentemente de Maria ter ou não matado António. Percebendo que a rapariga não tem dinheiro, Inês oferece-lhe o lanche.

Sofia fecha contrato com um importante estilista nacional, pensando na expansão da empresa para o estrangeiro.

Beatriz pede ajuda a Benedita para salvar o seu casamento com Duarte mas a cunhada diz sem hesitar que quando os casamentos estão a acabar, não vale a pena insistir. Beatriz insiste na teoria de que Duarte tem outra pessoas, mas Benedita confessa que não sabe de nada. Beatriz depreende que Benedita também acha que o irmão tem outra mulher. Terminada a conversa, Benedita afasta o stress que ela lhe provocou e come chocolate.

Teresa conversa com Duarte sobre o futuro dos filhos, mas é inevitável falar sobre a separação dele. O irmão confessa que decidiu deixar Beatriz porque não consegue tirar Joana da cabeça. Teresa fica surpreendida mas apoia Duarte.

Pedro vai até à clínica conversar com Henrique. O tio aceita-o como voluntário e conduz uma visita guiada para que ele conheça o espaço.

Patrícia prepara-se para mais um exame médico, sem fé de poder salvar-se. Isabel encoraja a filha, mas esforça-se muito para não chorar, pois teme perdê-la.

Beatriz procura Betty para falar de novo sobre as festas sexuais mas a striper recusa-se a tocar no assunto, deixando-a frustrada.

Depois de se livrar Beatriz, Betty telefona a Hélder a contar que ela a procurou. O fotógrafo informa Benedita que percebe que vai ter de a manter ocupada. Assim, telefona a Sofia, pedindo-lhe que aceite que Beatriz vá à fábrica fazer uma grande reportagem sobre a nova parceria com o estilista que contrataram. Sofia fica radiante e agradece o interesse. Depois, volta à conversa com Inês, que se mostra preocupada com Catarina. A mãe assume que não a pode ajudar, pois não quer contrariar o pai.

Catarina convence Leandro a ajudá-la a vingar-se de Henrique e indica ao amigo onde é que ele tem o carro estacionado. Leandro enche uma garrafa de gasolina e depois de acender o pavio que está preso ao gargalo, atira-a contra o automóvel, pegando-lhe fogo.

nas redes

pesquisar