SIC

Perfil

Síndrome de Asperger - O que é?

Fique a conhecer melhor a condição de Zé, o filho de Benedita

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

Victor Freitas\302\251

Victor Freitas\302\251

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

(c).RuiCarlosMateus.1954

Alguma vez ouviu falar da Síndrome de Asperger?

A Síndrome de Asperger é uma perturbação neurocomportamental de base genética que interfere, sobretudo, com a capacidade de interação social da pessoa.

Uma pessoa com Síndrome de Asperger tem dificuldades a interagir com outras pessoas e, por vezes, chega mesmo a comportar-se de forma estranha quando acompanhada por outras pessoas. Têm dificuldade a iniciar e a manter uma conversa e por isso torna-se difícil sociabilizar e fazer amigos.

Para além da dificuldade a iniciar conversas, existe ainda outro ponto a dificultar a sociabilização de quem tem Síndrome de Asperger: encontrar a temática. Uma criança que padeça deste síndrome pode desenvolver um interesse quase obsessivo por um determinado tema, o que dificulta a comunicação com os outros.

Principais características:

- Alterações ao nível das competências sociais

- Intencionalidade comunicativa desadequada

- Dificuldade na Autorregulação socio emocional

- Alteração ao nível da reciprocidade social

- Interesses limitados

- Tendência para se isolar

- Comportamentos rotineiros

- Rigidez de pensamento

- Peculiaridade do discurso e da linguagem

- Perturbação na comunicação não verbal

- Descoordenação motora

É também comum nesta doença que existam práticas e rituais muito vincados, ou seja, um indivíduo com Síndrome de Asperger pode desenvolver métodos e rotinas das quais não se conseguirá separar. Um exemplo disso é o vestir: a ordem em que veste as peças de roupa é fixa e não pode ser mudada.

No entanto, esta doença em nada afecta a capacidade cognitiva da criança. Muitas crianças com Síndrome de Asperger são excepcionalmente inteligentes e demonstram grandes talentos em qualquer área (desde as artes, à musica ou à matemática).

O diagnóstico desta doença foca-se em dois pontos: os défices de comunicação e a presença de um padrão repetitivo e restritivo de atividades, interesses e comportamentos.

Apesar de ser uma disfunção que tem origem numa determinada parte do cérebro, o diagnóstico é feito apenas com base num conjunto de critérios comportamentais.

Para mais informações sobre esta doença visite o site da Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger

nas redes

pesquisar