SIC

Perfil

Resumo: 227º Episódio - 30 de maio (terça-feira)

Francisca é afastada do hospital depois de Clara e Joana a denunciarem

(c).RuiCarlosMateus.1954

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Gonçalo pede satisfações a Helena por ter ido contar um episódio do passado a Pilar. Ela afirma que o que mais a impressionou foi a cara de satisfação dele enquanto espancava o homem. Manel entra e depois de saber do que se está a passar, pede à mãe para não se envolver em assuntos que não lhe dizem respeito. Ainda assim, Helena está convicta de que fez o correcto.

Clara e Joana falam com o director clínico do hospital onde Francisca trabalha e denunciam que a psiquiatra acedeu ao processo de Joana e usou a sua doença e a subornou para seduzir o seu irmão. Estupefacto, este acaba por ouvir o que elas relatam quando Clara afirma que já prestaram declarações na polícia e que vai ser aberto um processo contra a Francisca.

Antes de entrar na audiência, Alice está muito nervosa. Francisca apoia-a, só têm de contar a mesma versão. Henrique passa por elas e, amargurado, diz que espera que ela conte a verdade.

Diana está esmorecida por causa da medicação. Por sua vez, Miguel está animado, vai à conservatória para oficializar o divórcio com Simone. Vai voltar a ser um homem livre e espera com isso reconquistar Bárbara. Jorge não vai trabalhar para fazer companhia à filha.

Miranda fica surpreendida com a chegada de Celeste. Explica a Cátia que é uma prima de Armando. Este chega e conversa com ela e retrai-se quando Cátia convida a recém chegada a ir lá a casa. Celeste percebe que não é bem vinda por causa de Dolores.

Ricardo pede desculpas a Preciosa mas esta nem consegue olhar para ele. A sua preocupação é saber se ela contou a alguém e Preciosa expulsa-o dali, ameaçando que se este não a deixar em paz, fará uma cena à frente de toda a gente. Liliana e Tomané chegam e esta queixa-se de que o noivo só quer ir para a casa nova na noite de núpcias.

Dolores, autoritária, reúne todos os funcionários e impõe que por cada minuto de atraso, estes terão de compensar e trabalhar mais. Preciosa revolta-se e não aceita a nova regra e pede a sua demissão. Dolores fica contente com isso e avisa-a de que terá de dar um mês à entidade patronal e manda-a para o seu posto de trabalho.

Gisela lamenta-se porque não conseguiu aproveitar nada da entrevista com Quim para pôr no seu canal. Lucas chega tarde ao trabalho, vem de ressaca por causa da mistura do álcool e dos comprimidos. Gisela alerta Armando para andar em cima de Lucas porque este pode descarrilar novamente.

Vicente pede desculpa a Helena por tê-la arrastado para a confusão com Pilar e Gonçalo. Helena está tranquila e só tem pena que não tenha servido de nada. Conta a Vicente que Gonçalo lhe foi pedir explicações e que mandou um recado a Vicente, é melhor este afastar-se de Pilar pois já sabe o que acontece quando ele se irrita. Vicente não se deixa intimidar e até já contratou um investigador para descobrir tudo sobre Gonçalo.

O director do hospital informa Francisca sobre a denúncia que foi feita contra ela. Apesar desta alegar ser mentira, este afirma que vai haver uma investigação e que já avisou a Ordem dos Médicos. Até saberem a verdade, a sua atividade está suspensa. Francisca fica estarrecida.

Com a ajuda de Teresa, Clara vai a casa de Francisca repor o processo de Joana para não levantar suspeitas. Pede à avó que tenha cuidado e esta assegura que tem conseguido enganar toda a gente.

Revoltada, Francisca tenta justificar-se perante o diretor e confirma que pediu acesso ao processo de Joana mas por outras questões. No entanto, este mantém a sua posição e suspende-a até estar terminado o inquérito. Preocupada com a sua reputação e carreira, Francisca diz que ele ainda se vai arrepender do que está a fazer.

Manel analisa várias fotos ligadas à investigação do Curador quando Gonçalo entra. Este tenta assimilar tudo o que vê mas Manel desliga a projeção. Gonçalo quer desculpar-se pela história que Helena contou e não quer que isso ponha em causa o relacionamento com o filho. Manel despacha a conversa pois está ocupado com a investigação e deixa Gonçalo nervoso quando afirma que estão muito perto de apanhar o Curador.

Clara pede a Mafalda para dar emprego a Joana no ginásio. Mafalda fica muito desconfortável com o pedido e Clara explica que a jovem também foi uma vítima pois Francisca usou o seu distúrbio mental. Da mesma forma que Joana prejudicou Vicente também pode agora repor a verdade e para lhe dar credibilidade era importante ter um emprego. Mafalda fica indecisa.

Ricardo vai pedir satisfações a Nelson e quase andam à pancada. Destemido, Nelson avisa-o de que só não conta a toda a gente que ele é gay porque Preciosa está a sofrer muito.

Amália fica surpreendida ao ver Celeste, esta explica que veio para Lisboa por causa de um novo negócio. Pergunta por Joel e Amália conta que este está em Boliqueime a ajudar o irmão. Quando Celeste mostra a Amália o que pretende comercializar esta fica em choque.

No tribunal, Alice está nervosa, antes de depor. Henrique diz-lhe que se está assim tão convicta de que fez um acto de amor e misericórdia, que o prove, dizendo a verdade.

Vicente confirma a Bárbara que também vai fazer os exames genéticos. Pergunta à filha se tem a certeza de que fazer a cirurgia é a melhor opção e Bárbara responde que prefere isso a morrer de cancro. Nesse momento, Bárbara recebe sms de Miguel que quer marcar um encontro e partilha com o pai que está muito desiludida com o ex-noivo. Vicente incentiva a filha a perdoar Miguel.

Clara consegue convencer Guilherme a acreditar no pai e a ir para casa da tia com a agente da PJ, para sua proteção. Lobo emociona-se bem como Clara e garante ao filho que fará tudo para o proteger sempre. Lobo alerta Clara em relação a Joana pois esta não é de confiança.

Francisca procura processo de Joana e acha estranho pois está no mesmo sítio. Pergunta a Teresa se viu alguém mexer nas suas coisas e esta assegura que ninguém ali esteve. Informa a mãe que está suspensa do hospital e Teresa finge indignação.

Enquanto depõe, Alice chora ao recordar Vítor e quando a juíza lhe pergunta directamente se o ajudou a morrer, ela nega, dizendo que o marido morreu das complicações inerentes à doença terminal.

Tomané tenta escrever os votos para ler a Liliana no casamento mas não lhe sai nada de jeito. Liliana chega e Tomané informa-a de que o curso de preparação para o matrimónio lhes será dado por Dolores e Armando. Liliana não acha isso nada bem.

nas redes

pesquisar