SIC

Perfil

Resumo: 197º Episódio - 28 de abril (sexta-feira)

Francisca deixa o filho aos cuidados de Helena e o bebé é raptado; Clara faz uma proposta a Francisca

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Antes do espetáculo das Zorras, Liliana repara que Raul não larga Miranda mas esta desvaloriza isso. Por sugestão de Mafalda, Bárbara mete conversa com Hélder para esquecer Miguel mas fica frustrada. Sebastião chega e fica admirado por ver Mafalda ali sem o ter avisado.

Francisca vai a casa de Clara, quer saber se Marta lhe contou que a cortou. Quando faz nova ameaça, Clara aperta-lhe o pescoço mas Afonso separa-as. Clara percebe que Marta desvendou a Francisca que sabe que foi ela quem mandou matar Laura e decide tomar uma atitude definitiva para parar a rival.

Na Pj, a equipa de inspetores está reunida para definirem os últimos pormenores antes de avançarem na descoberta do Curador. Sebastião estranha a ausência de Pilar.

Pilar e Gonçalo preparam-se para sair quando Vicente bate à porta. Exige que sejam feitas as partilhas dos bens de ambos pois não quer outro homem a usufruir do que é dele.

Francisca, dissimulada, vai até casa de Helena e alegando que vai ter um dia complicado, pede para deixar o bebé Carlos com Manel. Como este não está, Helena oferece-se para ficar com o neto. Aproveitando a situação, Francisca oferece-lhe trabalho na fábrica de azulejos, o que deixa Helena pensativa.

Amália procura Timóteo, no hostel, para o convidar e a Edite para um jantar de família antes de partirem para S.Tomé.

Na estação ferroviária, Sebastião e Manel observam os movimentos de Hugo, sem serem vistos. Hugo pede uma caneta emprestada a uma rapariga que passa e escreve algo num pedaço de jornal. De seguida, mete o papel num cacifo.

Clara entra, de rompante, no gabinete de Francisca e apresenta-lhe os documentos onde lhe cede as acções dela e de Afonso, em troca da guarda das irmãs.

Na estação ferroviária, um funcionário consegue abrir o cacifo. Manel tira de lá dois bilhetes, um de Hugo a pedir protecção do Curador e outro com outra missão de assalto. Rafael vê tudo, ao longe.

Francisca não aceita proposta de Clara e rasga o documento. Desdenhosa, afirma que tem mais a ganhar se Marta e Daniela morrerem. Clara sai abatida e cruza-se com Vicente. Conta-lhe a proposta que fez a Francisca e qual foi a sua resposta.

Irritado, Vicente entra no gabinete da irmã e afirma que Clara pode ter medo dela, mas ele não tem. Francisca desafia-o, dizendo que não pode fazer nada contra ela e será fácil provar que o irmão está desequilibrado depois do escândalo que fez à porta de Pilar.

Na fábrica de azulejos, Lucas quer falar com Gisela mas esta recusa qualquer aproximação. Afirma que ainda gosta de Quim e está muito arrependida de o ter traído. Lucas fala-lhe baixinho ao ouvido, dizendo que ela ainda vai sentir a sua falta. Furiosa, Gisela despeja-lhe um frasco de tinta em cima.

No supermercado, Quim vê as capas das revistas e tem vontade de chorar ao ver notícias sobre casais felizes. Miguel também está em baixo e mostram-se solidários um com o outro. Insensível, Raul aconselha Quim a aproveitar que está solteiro.

Em casa, Bárbara está de ressaca. Mafalda acha que era bom para a irmã ir trabalhar na fábrica com o pai. Em desabafo, Mafalda admite que lhe custa estar com Sebastião como estavam antes da operação.

Enquanto o bebé Carlos dorme, Amália partilha com Helena que já falou com Timóteo sobre o jantar de família. Helena pede à mãe para ser razoável e não arranjar discussões mas distrai-se com a sensação de ter visto um vulto na janela.

No hostel, Edite partilha com Timóteo que tem duvidas em relação ao jantar com a família. Diana aparece para pedir desculpa e apesar de tudo, Edite mostra-se compreensiva. Para que tudo corra bem, Edite pede a Diana que respeite as responsabilidades de Gabriel nos estudos. Esta assente, apática.

Na PJ, Manel analisa os bilhetes que tirou do cacifo e compara com o que estava na carrinha de Hugo. Pilar assegura que já estão a analisar todas as impressões digitais que havia nos cacifos. Sem nenhuma prova em concreto, ao menos conseguiram evitar mais um assalto.

Helena chega à sala com o biberon para o neto e não o vê na alcofa. Amália vem de dentro e também não sabe do bebé. Muito nervosa, Helena liga a Manel.

Manel recebe chamada de Helena e, ansioso, percebe que filho pode ter sido raptado. Sai de imediato com Sebastião.

nas redes

pesquisar