SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 183º Episódio - 12 de abril (quarta-feira)

Afonso está de volta a casa e quer saber quem é que lhe deu o tiro!

(c).RuiCarlosMateus.1954

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

A seguir ao encontro com Gonçalo, Manel procura Clara para desabafar. Está muito desorientado mas não esquece a preocupação com Afonso. Antes de ir embora, Manel lamenta não poder ficar com Clara pois teve com ela os momentos mais felizes da sua vida. Clara fica muito abalada também com essa constatação.

Mais tarde, na casa de chá, Raul procura novamente Miranda e consegue roubar-lhe um beijo. De seguida, esta expulsa-o mas sente-se a vacilar.

Em casa dos avós, Cátia pergunta a Armando se pode viver lá em casa no caso de Miranda decidir voltar para Raul. Armando tenta tranquilizar a neta e assegura que isso não vai acontecer. Nelson vê, frustrado, que ainda não acertaram na receita da cerveja sem álcool.

Tomané alerta Henrique sobre a conduta de Liliana e este repreende-o por isso. E ainda acrescenta que Lili já tem outro pretendente e revela que é homossexual.

Na cozinha do hostel, Gisela come doces preparados por Lucas. Este declara-se a ela, uma vez mais, e beija-a. Liliana interrompe o momento e critica-os por andarem a enganar Quim.

Edite está muito indecisa entre voltar para São Tomé e ficar em Lisboa a tratar do lançamento da marca de chocolates. Helena não consegue apoiar a irmã pois está muito triste com a revelação que teve de fazer. Quim e Alex abraçam Manel e afirmam que este será para eles sempre o irmão mais velho e desabam a chorar. Manel fica muito emocionado.

Gonçalo, por sua vez, desabafa a sua tristeza com Pilar. Não sabe como há de conquistar a confiança de Manel. Pilar sente-se insegura em relação a Helena mas Gonçalo esclarece que isso está resolvido. Esta partilha com Gonçalo todos os problemas que teve com Ricardo, os crimes que este cometeu e que isso a levou a sair da PJ.

Em conversa com Diana, Gabriel percebe que esta está paranóica com a questão da paternidade de Manel e questiona se ela tem tomado a medicação. Diana mente e disfarça o melhor possível.

No dia seguinte, Clara surpreende Francisca na assembleia geral da fábrica de azulejos. Esta fica possessa ao perceber que perdeu as ações de Marta para a sua rival e abandona a reunião.

Manel decide sair de casa de Helena para amenizar a situação. Depois do filho sair, Helena começa a sentir-se mal com arritmias e Alex fica muito assustado com isso. Gabriel socorre a tia e aconselha os primos a terem calma com ela pois pode voltar a ter um AVC.

Ricardo informa Lobo de que Afonso já está consciente. Lobo, por sua vez, dá-lhe indicações do novo serviço encomendado pelo Curador e está aliviado pois isso quer dizer que não há desconfianças de si. Por outro lado, Ricardo fica amedrontado porque está sob vigilância da família.

Na recepção do hostel, Henrique alerta Liliana sobre os avisos de Tomané. Cruz aparece para ir dar uma volta de tuk tuk. Tomané assiste a tudo, apreensivo.

No supermercado, Bárbara repara que Diana se enganou a pôr embalagens de champô no lugar de garrafas de água. Esta fica muito atrapalhada e não sabe como responder perante aquele erro.

Afonso regressa a casa na companhia das três irmãs. Teresa também lá vai e todas lhe contam que Francisca o ajudou quando teve convulsões. Afonso começa a recordar o que aconteceu na quinta mas fica sem saber quem o baleou.

Gonçalo vai a casa de Helena pedir-lhe ajuda para se aproximar de Manel e esta trata-o com o maior desprezo.

Francisca indaga junto do Dr. Nogueira se tem direito às ações de Marta no caso desta morrer e o advogado confirma. Este fica apreensivo com a conversa.

Manel visita Afonso e o jovem pressiona-o a contar-lhe quem foi o responsável pelo tiro. Manel fica muito nervoso e acaba por revelar ter sido ele próprio. Afonso fica confuso e começa a recordar toda a situação. Depois de digerir a informação por algum tempo, pede a Manel que o deixe sozinho.

nas redes

pesquisar