SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 14º Episódio - 27 de setembro (terça-feira)

Clara vai à procura de Manel e socorre Helena que está caída no chão de sua casa

(c).RuiCarlosMateus.1954

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA.

Teresa tenta aproximar-se de Francisca e esta manipula a mãe. Só a deixa ficar em sua casa, se convencer Vicente a deixá-la entrar na gestão da fábrica.

Diana conta a Ricardo que os pais se vão separar e para esta se acalmar, o namorado sugere-lhe que fume um charro. Esta assente.

Clara tenta conversar com Manel, ao telefone, mas este mostra-se irredutível e desliga.

Quando Gisela conta a Dolores que foi despedida, esta toma as dores da sobrinha e promete que vai organizar um salão ali mesmo para que a sobrinha não deixe de ter trabalho. Gisela, comovida, agradece-lhe.

Joel consegue convencer Nuno a pedir desculpa a Armando para que este o leve a trabalhar na fábrica de azulejos. Contrariado, este aceita.

No supermercado, Nelson confunde uma pessoa gorda com gravidez e a cliente sai de lá muito ofendida. Bárbara repreende-o e humilha-o à frente de todos.

Vicente percebe que Pilar lhe está a esconder alguma coisa em relação ao filho de ambos mas esta nega saber onde ele está ou se fez algum disparate.

Manel e Francisca almoçam e esta mostra interesse na investigação do assalto. Impaciente, este muda de assunto. Francisca reclama pela sua ausência e falta de disponibilidade e este quer despachar o almoço para voltar ao trabalho.

Como não consegue falar com Manel, Clara vai até à casa onde este morava quando estavam juntos. Bate à porta e ninguém abre e lembra-se de espreitar pela janela. Ao fazê-lo, vê Helena caída no chão e, com a ajuda de Joel, partem um vidro para lá entrar e socorrê-la.

Clara fala ao telemóvel para chamar uma ambulância, quando Amália entra e fica alarmada, ao ver a filha desmaiada.

Pilar observa a entrada do armazém de Lobo e tira fotografias quando os vê entrar.

Sebastião confronta Manel com o seu testemunho da treta e afirma que percebeu que o amigo defendeu a ex-namorada. Nesse momento, Manel recebe uma chamada de Amália a avisar que Helena se sentiu mal.

Gabriel fica feliz por poder continuar a estudar medicina em Lisboa, ainda mais porque vai estar ao pé da família da mãe, principalmente, com a avó.

No hospital, Manel chega, nervoso, mas não vê logo Clara. Conversa com Joel e com Amália quando chega o médico que diz que Helena teve muita sorte por ter sido socorrida a tempo. Teve um AVC e o facto de Clara a ter socorrido logo salvou-lhe a vida. Manel vê finalmente Clara e percebe que foi ela quem salvou a sua mãe. Amália, comovida, agradece-lhe por tudo.

Francisca procura Telmo para mais um dos seus esquemas e quer que este a ajude a sabotar o carro de Eduardo. No entanto, este dá-lhe para trás e não quer arriscar mais fazer o seu trabalho sujo porque já percebeu que Francisca só pensa nela.

À noite, Joel e Nuno vão a casa de Armando para Nuno lhe pedir desculpa pelo sucedido na festa. Compassivo, Armando aceita as desculpas e manda-o passar na fábrica, no dia seguinte para acertar o emprego de Nuno.

Liliana pede a Tomané que a fotografe mas sem lhe apanhar a cara. Não revela para que quer aquelas fotos. Liliana atrapalha-se quando Tomané fala no casamento nos noivos de Santo António e tenta demovê-lo da ideia mas Tomané acha que é o casamento perfeito.

No hospital, Helena está estabilizada e Manel explica-lhe o que aconteceu. Fica a saber que foi Clara quem a encontrou e pede a Manel que a chame ao hospital para lhe agradecer.

No corredor, Quim pede a Jorge que veja o processo de Helena para perceber qual a gravidade da situação mas este ainda não tem os exames todos para poder dizer.

Eduardo indaga junto de Pilar se tem alguma desconfiança de Afonso e esta nega. Assim, Eduardo pede-lhe a morada onde os filhos estão a viver e esta ainda lhe dá também o local de trabalho de Clara. Francisca irrita-se com a preocupação de Eduardo e acha que este deve preocupar-se mesmo é com Daniela que está muito traumatizada, depois do assalto.

Afonso elogia Clara por ter salvo a vida de Helena. Isso muda tudo em relação a Manel. Clara fica angustiada com a ausência de resposta das irmãs e planeia ir ao colégio, no dia seguinte.

Alex e Quim e Manel sentem-se culpados por não terem percebido que a mãe podia estar doente. Os irmãos de Manel aconselham-no a ir ter com Clara e a agradecer-lhe.

Preciosa vai ao supermercado para uma entrevista com Bárbara. Perde algum tempo a conversar com Quim sobre a sua mãe e Bárbara repreende-a por isso. Para conseguir o emprego, Preciosa omite as suas qualificações e a entrevista corre bem.

Francisca vai ao local de trabalho de Clara para a humilhar. Para piorar, diz ao dono do quiosque que Clara é uma delinquente e que deve ter cuidado pois a empregada é suspeita de um assalto. De seguida, o Sr. Silva confronta Clara com o que acabou de saber e despede-a.

Teresa tenta convencer Vicente a deixar Francisca entrar na administração da fábrica mas este nem quer ouvir falar disso.

nas redes

pesquisar