SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 3º Episódio - 14 de setembro (quarta-feira)

Francisca faz-se passar por Clara e manda Marta e Daniela para Madrid

Paulo Goulart

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA.

Filipa, apreensiva, sugere a Afonso que arranje algo da sua família que valha o valor que devem a Lobo. Este reage mal mas percebe que a situação é grave e lembra-se que a coleção de relógios do pai talvez chegue para pagar a dívida.

Clara despede-se das irmãs, sob o olhar preocupado de Vicente e Pilar. Eduardo está irredutível e apesar de Clara pedir para verificarem a conduta do lixo para confirmar que está a dizer a verdade, o pai não lhe dá ouvidos. Pilar fica de averiguar isso e Vicente aconselha o cunhado a fazer análises. Daniela e Marta querem ir com Clara mas esta despede-se dos irmãos e sai sem conseguir olhar para trás.

Francisca encontra a seringa no contentor do lixo e sorri vitoriosa.

Clara liga a Manel a contar o sucedido e este sai, imediatamente, do trabalho para apoiar a namorada. Quando Manel chega ao pé de Clara, esta explica tudo o que aconteceu e este garante que vão conseguir provar que está a dizer a verdade. Manel ainda sugere que Clara fique consigo, em casa dos pais mas esta prefere ir para casa de Diana.

Marta apanha Afonso a mexer no cofre e este explica que se meteu numa confusão e precisa de dinheiro para pagar a um tipo perigoso. Marta implora ao irmão que não faça nenhum disparate para que Eduardo não o mande embora também.

Pilar vasculha o lixo todo e não encontra a seringa. Francisca, vitoriosa, faz-se de vítima agradecendo a Pilar que, no entanto, acha muito estranho que Clara fosse inventar algo tão macabro. Eduardo fica com a certeza de que tomou a decisão certa ao mandar a filha mais velha embora de casa.

Afonso pede ajuda ao pai mas como não pode revelar o que realmente se passa, Eduardo recusa-se a dar-lhe dinheiro sem saber para quê. Este fica preocupado e quer saber em que sarilhos o filho anda metido.

Afonso explica a Filipa que não conseguiu roubar os relógios do pai e esta decide que vai fugir. Aconselha-o a fazer o mesmo mas Afonso não quer abandonar as irmãs.

Marta e Daniela imploram a Eduardo que deixe Clara voltar. Este fica de pensar no assunto e Francisca tenta manipular o marido, alegando que não consegue viver na mesma casa que Clara. Eduardo ainda sugere que a filha fique com Vicente e Pilar mas para Francisca isso representa que Clara estará demasiado próxima.

Daniela e Marta preparam-se para ligar a Clara para a avisar que poderá voltar mas Francisca impede-as, tirando-lhes o telemóvel. Como Marta resiste, Francisca dá-lhe uma chapada, deixando as irmãs em choque. Garante que quem manda ali é ela e aconselha-as a irem embora também.

Pilar partilha com as filhas que Afonso tem tido contato com Ricardo e que se meteu em problemas com um amigo em comum. Bárbara reage de forma agressiva e não perdoa o irmão.

Carlos e Helena querem conhecer Clara e ficam admirados quando Manel comunica à família que irá casar com ela e que irão viver juntos, brevemente.

No largo de Alfama, Dolores queixa-se a Carlos que Alice abriu um hostel e perante a calma do vizinho, garante que tomará medidas para acabar com o hostel. Não quer gente nova nem estrangeiros no bairro.

Miranda prepara-se para ir trabalhar e confessa à mãe que tem tanto trabalho que até está a pensar em contratar o irmão. Nelson, por sua vez, estranha que lhe tenham ligado do supermercado para ir a uma entrevista e, nervoso, explica à mãe que não quer trabalhar com ela. São surpreendidos pela chegada de Gisela e Miranda não gosta de a ver ali. Dolores informa os filhos que a sobrinha ficará com eles uns dias pois está a fazer formação para ser hospedeira.

Marta e Daniela fazem as malas para fugir e pensam em ligar a Clara do terminal dos autocarros. Depois de saírem, Francisca compra quatro bilhetes para Madrid, com o cartão de crédito de Clara, para simular que esta fugiu com os irmãos. Encontra-se com Telmo e entrega-lhes os bilhetes e um recado assinado por Clara. Com isso, este deverá convencer Daniela e Marta a irem consigo no autocarro.

Para resolver a situação do primo, Ricardo sugere a Afonso que peça a Clara o acesso ao museu onde trabalha. Para assustar ainda mais Afonso, dá a entender que fez mal a Filipa. Afonso conversa com Clara e esta recusa-se a ser cúmplice de um roubo. Promete ao irmão que falará com Manel e que irá ajudá-lo a livrar-se de Lobo. Nesse momento, Clara recebe um sms, supostamente, das irmãs a dizer que estão à sua espera no terminal dos autocarros. Tenta ligar às irmãs mas não consegue falar com elas.

Eduardo conversa com Vicente sobre a situação com Clara e admite que irá fazer análises para ver se está mesmo tudo bem. Francisca aparece, de surpresa, a dizer que foi buscar as miúdas ao colégio e que estas não foram às aulas. Mostra-lhe o recibo dos bilhetes de autocarro e dá a entender que Clara está a tentar fugir com os irmãos. Desnorteado, Eduardo pede a Vicente que avise Pilar e saem a correr.

Telmo convence Daniela e Marta a entrarem no autocarro com o bilhete assinado por Clara. Apesar de acharem estranho acabam por ceder.

nas redes

pesquisar