SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

Antónia dá-se como culpada pela morte de Frederico!

Ela não permite que a filha seja presa!

Amélia não aguenta a pressão em tribunal e assim que o juiz começa a fazer-lhe perguntas começa a chorar, preparando-se para confessar que matou o pai. Antónia, prevendo o pior, antecipa-se à filha e assume que foi ele quem matou o ex-marido, Frederico Queiroz, deixando todos os presentes em choque.

Depois de Antónia confessar que matou Frederico, a confusão instala-se no tribunal. Amélia chora e tenta dizer ao juiz que foi ela quem cometeu o crime. Gonçalo grita com a mãe e expressa a sua indignação por ela o ter visto a sofrer durante meses, acusado injustamente, sem revelar a verdade. André está baralhado e aproxima-se da mãe, para tentar perceber o que se passa e ao mesmo tempo apoiá-la. Martim tenta tirar Amélia da sala de audiências, mas o oficial de justiça não permite. O juiz ordena que os jornalistas se retirem e chama os advogados para conferenciar com eles. Martim consegue que o magistrado autorize a saída de Amélia. O juiz decide anexar os novos depoimentos ao processo e informa Antónia de que será procurada pelas autoridades, decretando o final da sessão.

No exterior da sala, Gonçalo não cala a revolta contra a família, principalmente contra Antónia, que sabendo que Amélia o tentou matar, acabando por matar o pai, se manteve em silêncio. Gonçalo ofende a mãe e André ameaça bater-lhe por isso. Antónia promete dar todas as explicações em casa e Martim domina Amélia, que insiste em falar com o juiz para confessar o crime.

 

A sós com a filha, Antónia reafirma que está disposta a ir presa para a proteger, mas Amélia não se conforma por ver a mãe pagar por um crime que ela cometeu, insistindo em contar a verdade. Antónia tenta tranquilizá-la, garantindo que não vai ficar sozinha, pois tem Martim e André para olharem por ela. Amélia aninha-se no colo da mãe a chorar.

nas redes

pesquisar