SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

314º Episódio - 16 de setembro (quarta-feira)

Leonor e André salvam Carlota e Pedro!

Christian Gnad

Leonor procura os filhos numa vivenda indicada por Cremilde, mas fica frustrada porque quando chega à beira da piscina verifica que ela está vazia.

Entretanto, na casa certa, Carlota e Pedro detetam passos mas não conseguem fazer-se ouvir e ficam desalentados.

Leonor, triste e desanimada telefona a André e diz que vai regressar ao hotel, pois não conseguiu encontrar Carlota e Pedro.

Cremilde e Kika amparam-se uma à outra, culpando-se pelo facto de os gémeos estarem em perigo de vida e ambas confessam que preferiam que Patrícia tivesse morrido na falésia.

No centro de operações, a polícia vai tentando identificar a casa onde Pedro e Carlota podem estar sequestrados mas ao não conseguir avançar na investigação, confrontam-se com as críticas dos familiares e amigos.

Idalina chega ao hotel e só pensa no filho, ignorando o que as outras pessoas possam estar a pensar dela, depois de ter escondido que Pedro é o filho desaparecido de Leonor.

Na piscina, Carlota baixa a cabeça e chora. Pedro tenta incentivá-la a não desistir.

Idalina consola Leonor, que se culpa pelo facto de os filhos terem sido raptados por Patrícia. Júlia anima a amiga, convicta de que eles se vão salvar.

Leonor expressa a André o seu desânimo, cada vez mais certa de que vai perder os filhos.

Na vivenda, Pedro reacende a esperança ao conseguir arrastar-se para uma parte mais rasa da piscina e tentando que Carlota faça o mesmo. Ela tenta, mas não consegue. Leonor irrompe num choro descontrolado e André dá-lhe força, propondo-lhe que cada um no seu carro vá procurar os miúdos noutras casas que ainda não viram.

Diogo diz entusiasmado para Sílvia que conseguiu entrar no email de Patrícia e começa a procurar pistas que possam revelar o paradeiro dos sobrinhos.

No restaurante do hotel, à medida que o tempo passa a ansiedade aumenta. Pedro e Carlota começam a evidenciar cansaço e a sofrer com o frio.

Amélia entra em desespero e diz que a filha vai morrer. Tiago repreende-a e Catarina apela à compreensão do filho. Martim esforça-se por estabilizar Amélia.

Messias chega a hotel e saúda a mãe por ter deixado o convento. Ela decide ir falar com João que desta vez não a rejeita, vincando que é ali que ela tem de estar e lamentando-se por não ter conseguido encontrar o filho. Amélia solta um grito de agonia quando a transmissão cai e ficam sem imagens da piscina onde estão Carlota e Pedro.

Leonor, que guia o seu carro, também perde o contacto com os filhos, mas Diogo ainda tem tempo de lhe fornecer a morada de uma vivenda que pesquisou no email de Patrícia. André também é avisado para ir ter com Leonor.

Leonor consegue finalmente encontrar os filhos e retira uma das mangueiras que enche a piscina. À outra já não chega porque tem de entrar na piscina para socorrer Carlota que está com a cabeça a tombar para a água. A mãe retira-lhe a fita que lhe tapa a boca. Depois tem de dividir-se entre a filha e Pedro, pois o filho também começa a fraquejar e a mergulhar a cabeça dentro de água. A situação atinge o pico do dramatismo porque Leonor tem de escolher agora qual o gémeo que irá salvar, balançando entre Carlota e Pedro.

Leonor segura Carlota para que ela consiga continuar a respirar e vive o dilema de não conseguir acudir a Pedro que está prestes a afogar-se. André chega a tempo de evitar o pior e depois de descobrir a tesoura de podar que está fora da piscina consegue chegar ao rapaz e cortar as cordas que o prendem, tirando-o da água. De imediato inicia as manobras de reanimação, sob as indicações de Leonor. Carlota também começa a despertar e a mãe tenta transmitir-lhe alguma tranquilidade ao dizer que Pedro já está a salvo. As equipas de emergência médica chegam para prestar a necessária assistência, a polícia isola a vivenda, enquanto André conforta Leonor, que lhe agradece por a ter ajudado a salvar Pedro e Carlota. André envolve-a num abraço, sob o olhar de Carlota.

No hotel, a consternação é geral, pois todos pensam que Pedro e Carlota não sobreviveram. Amélia entra em pânico, convencida de que perdeu Carlota; Elsa lamenta não ter pedido desculpa a Pedro; Tiago está desesperado porque perdeu o contacto visual com a piscina e teme pela vida da namorada. A ansiedade é quebrada quando Diogo irrompe pela sala e grita que os miúdos estão vivos e a salvo. Idalina chora de alegria e João não resiste a abraçá-la. Vitória e Messias emocionam-se ao verem os pais reconciliados.

nas redes

pesquisar