SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

313º Episódio - 15 de setembro (terça-feira)

Todos veem Carlota e Pedro na piscina em risco de morrerem!

Christian Gnad

No Hotel Salinas, os familiares e amigos de Carlota preparam a sua festa de aniversário. Catarina elogia Martim e Amélia, parecendo-lhe que estão muito bem e adianta que Joana não vai poder estar na festa porque tem de estar no hospital. Leonor vai conferir com André se ele recebeu as fotografias que ela reuniu sobre a vida de Carlota. Martim pergunta a Tiago se Carlota não veio com ele para o hotel e o rapaz responde que ela não chegou a aparecer. Elsa chega com Júlia à festa e fica constrangida por ter de enfrentar toda a gente. Cremilde recebe-as e alivia a tensão.

Entretanto, num dos ecrans montados para a festa surge a imagem de Patrícia que convida Leonor a olhar para a surpresa que lhe preparou para festejar os dezassete anos dos filhos que tanto procurou. A vilã desvia a câmara que a está a captar para a piscina da vivenda que lhe tem servido de esconderijo e mostra Carlota e Pedro, amarrados com olhar de pânico. A piscina já recebe a água proveniente de duas mangueiras, enquanto Patrícia sugere a Carlota e Pedro que se despeçam da mamã. Cremilde tem uma tontura e é amparada por Bento. Leonor aperta a mão de André horrorizada com o cenário que tem à frente e João chama pelo filho, em choque. Patrícia volta a colocar a câmara virada para si e culpa Leonor pela situação, garantindo-lhe que os gémeos vão morrer afogados, tal como morreu a sua filha.

Leonor olha para a televisão e fica desesperada a ver a piscina da vivenda encher-se de água, com os filhos amarrados e entregues a uma morte certa. Amélia indigna-se quando a mergulhadora conta que Patrícia ameaçou raptar-lhe os filhos. Martim alivia a tensão mostrando-se convicto de que vão conseguir salvá-los. Catarina fica chocada quando André confirma que o que está a ver na televisão está a ser transmitido em direto. João está muito assustado e dispara que têm de fazer alguma coisa para evitar a tragédia.

Patrícia chega perto de Carlota e Pedro e atormenta-os antes de fugir. Carlota tenta dizer-lhe que Kika está viva mas como tem a boca tapada não consegue fazer-se compreender. Perante o desespero dos jovens, Patrícia afirma que nada tem contra eles mas que tem tudo contra Leonor. Depois, volta a virar a câmara para si, desejando que Leonor esteja a gostar da surpresa que lhe preparou, pois também ela viu a filha saltar de uma falésia. Patrícia pega na sua mala e vai-se embora, enquanto Carlota e Pedro permanecem aflitos no fundo da piscina.

Na sala do hotel, Tiago reclama que alguém faça alguma coisa. André liga para a polícia e Cremilde conta que falou com um jornalista que Vitória conhece pedindo-lhe que fizesse a notícia falsa de que a polícia tinha abandonado as buscas para encontrar Kika e que o seu corpo não tinha sido encontrado. Amélia reage em tom de critica, censurando a sua iniciativa que levou a que Carlota esteja agora em perigo de vida. Bento sai em defesa de Cremilde, que ficou ainda mais entristecida. Tiago critica a polícia mas Cremilde lembra-se de que a filha lhes tinha entregado um dossiê com casas para que Kika escolhesse uma para morar com ela.

Kika está a conversar com Hugo sobre a ida ao cemitério com Carlota e a visita à campa de Gonçalo. Tina entra espavorida em casa, colada ao telemóvel e diz à sobrinha que têm de encontrar rapidamente o dossiê com as fotos das casas que estiveram a ver. Depois de muitas gavetas abertas, Kika lá descobre o dossiê, sem perceber o que se está a passar. Tina esclarece que a mãe dela raptou Carlota e Pedro, prometendo explicar tudo mais tarde.

No hotel, já com a lista de casas a ser esmiuçada, o inspetor Marecos da Polícia Judiciária coordena as buscas e pede a Martim para que lhe disponibilize uma sala para centralizar as operações. André conversa com Kika, que diz que a mãe só fez o que fez por pensar que ela morreu. André dá a ideia de que ela grave um vídeo para que Patrícia veja que ela está viva. João martiriza-se de cada vez que olha para a televisão e constata que é impossível que Carlota e Pedro consigam sair da piscina. Diogo diz que vai tratar do vídeo e Leonor balbucia que só quer tirar os filhos da piscina. Sílvia dispõe-se a arranjar um quarto para gravarem o vídeo de Kika e Leonor convence a polícia a deixá-la colaborar nas buscas. Diogo entrega-lhe o seu tablet para que ela continue a ver as imagens dos filhos na piscina. Leonor lança-se então na procura dos filhos, depois de Cremilde apontar uma das casas como aquela em que os miúdos podem estar.

Entretanto, o nível da água continua a subir e Carlota e Pedro estão cada vez mais assustados.

Vitória insiste com João para que vá buscar Idalina ao convento mas nem perante a tragédia ele se comove e manda-a fazer isso, pois ele prefere ir procurar o filho.

Leonor segue a toda velocidade no seu carro pedindo aos filhos que aguentem até que ela os descubra. Carlota e Pedro estão cada vez mais fragilizados.

Kika grava o vídeo em que diz à mãe que está viva, suplicando-lhe que liberte Carlota e Pedro, prometendo que irá com ela para onde ela quiser. Hugo faz notar que não era preciso chegar a tanto mas Kika responde que nem mesmo assim tem a certeza de que ela a contacte. Diogo conta a Sílvia que vai tentar entrar no email de Patrícia para ver se descobre a localização da casa.

A sala de operações da polícia já está montada no hotel e os agentes desdobram-se em procedimentos para localizarem os dois adolescentes desaparecidos. Entretanto, a água da piscina continua a subir, enquanto Carlota e Pedro continuam a debater-se para se libertarem, começando a ficar desesperados.

Também desesperada está Amélia que não para de dizer que vai perder a filha. Martim abraça-a e tenta passar a certeza de que ninguém vai morrer. Os nervos começam a produzir os seus efeitos e Tina discute com Júlia por esta sugerir que desliguem a televisão que mostra Carlota e Pedro em dificuldades dentro da piscina.

Idalina fica em choque quando Vitória aparece no convento e a põe a par de que Patrícia raptou Pedro e Carlota com a intenção de os afogar na piscina de uma vivenda em que se escondeu. Idalina fica desesperada, chora e aceita deixar o convento e ir até ao Hotel Salinas, temendo pela vida do filho.

nas redes

pesquisar