SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

306º Episódio - 5 de setembro (sábado)

Patrícia jura vingança contra Leonor! Tiago pede desculpas a Carlota!

Messias pressiona Aurora para que convença Rute a ir ao Alfeite, pois tem tudo combinado com o comandante Magalhães para a surpreender com uma visita ao submarino. Joni chega irritado à banca de Aurora e exige-lhe que revele o soporífero que lhe deu, para que falhasse o seu desempenho sexual com ela e com Tina. A vendedora promete dar-lhe a lista dos medicamentos e dá atenção a Tina que está preocupada por Joni estar ainda muito zangado com ela.

Mateus insiste com Vitória para que o deixe tomar conta do filho mas o máximo que consegue é mudar-lhe a fralda. Enquanto fica alguns momentos a sós com o bebé, mostra-lhe um maço de notas que vai apostar no poker, com a ilusão de multiplicar as suas poupanças para comprar a empresa a Patrícia.

Patrícia vai até ao bairro dos pescadores, escondida sob um lenço à cabeça e óculos escuros colocados. Escuta as notícias da rádio e chora ao ouvir que Kika ainda não foi encontrada. Entretanto, observa a chegada de um carro da Polícia Marítima que transporta Leonor e jura vigar-se dela, antes de arrancar no seu automóvel.

Diogo relata a André a tragédia da falésia e com grande pesar dá-lhe conta de que Kika está desaparecida e que Gonçalo morreu. André fica destroçado com as más notícias que acaba de receber.

Cremilde entra em negação, assim que Leonor lhe conta, em lágrimas que Kika caiu com ela no mar e que não conseguiu salvá-la. Apesar da tragédia, Cremilde serra os dentes, decreta que quem devia ter morrido era Patrícia e mostra-se confiante nos seus Santos, confiando que Kika está viva e vai aparecer. Leonor diz então, disfarçando o que lhe vai na alma, que tem de ir ao hospital, escondendo que está grávida. Cremilde decide acompanhá-la.

Tina vai ter com Joni a casa e pede-lhe desculpa por o ter drogado, confessando mais uma vez que o ama. Ele humilha-a e reafirma que nunca mais a quer ver. A desavença está prestes a descontrolar-se quando Tiago lhes chama à atenção para as notícias. Tina fica em choque ao saber que a sobrinha desapareceu.

Aurora fala ao coração de Rute e conta que Messias está um farrapo desde que ela acabou o namoro com ele. Rute mantém que não lhe perdoa por ter desconfiado dela e que não quer voltar a vê-lo, embora reconheça que não está a ser fácil esquecer o torpedo do Sado. Tal como prometeu a Messias, Aurora inventa que a base naval lhe fez uma encomenda e que precisa de companhia, convencendo Rute a ir com ela, para a levar a reencontrar-se com Messias para se reconciliarem.

Hugo fica muito transtornado ao ouvir Daniel contar que Kika está desaparecida depois de ter saltado da falésia para escapar ao assassino de Gonçalo. Sílvia conforta Hugo, que se esforça por não chorar. Entretanto, Júlia chega com Elsa à Lataria e obriga a filha a ir ter com Daniel e os irmãos, pedir desculpa pelo mal que fez. A miúda cumpre contrariada a ordem da mãe. Daniel responde que assumir a responsabilidade do que fez é a sua obrigação e Hugo, mais cáustico, faz-lhe ver que os danos que causou são irreparáveis e duvida que algum dia seja possível darem-se sem ressentimentos. Daniel parte para as buscas que visam resgatar Kika. Hugo aninha-se em Sílvia e confessa o medo de perder a namorada.

Pedro ouve as notícias com João e fica perplexo com a morte de Gonçalo. O mestre pensa que ele está abatido com o facto de o pai biológico ter morrido mas Pedro confessa-se indiferente e responde que está é preocupado com Kika. João irrita Pedro ao incentivá-lo para ir ver Leonor ao hospital e o miúdo responde que quer é encontrar Idalina, pois essa é a sua mãe. Pedro vai zangado para o quarto, mas consegue ouvir o pai a atender um telefonema. Do outro lado ninguém responde mas, pensando que se trata de Idalina, João grita que aquela já não é a sua casa e diz-lhe para não voltar. Pedro volta à sala e o pai justifica que o telefonema foi engano. O rapaz não acredita e copia o número do registo de chamadas para um papel.

Leonor culpa-se pelo desaparecimento de Kika no mar mas Diogo, que apoia a irmã no hospital, assegura-lhe que tomou a atitude certa ao pular com a miúda da falésia, pois corriam o risco de serem assassinadas como Gonçalo foi. A irmã continua inconsolável e Diogo fica sem argumentos para a animar.

Carlota chora nos braços de Martim, confessando que apesar da raiva que sentia de Gonçalo nunca quis que o tio que um dia adorou morresse. Para além do mais, assume que adorava Kika e que receia não lho ter dito como devia. Martim tenta consolar Carlota, dando-lhe a esperança de que a meia-irmã pode estar viva.

Tiago aparece entretanto e depois de Martim o deixar a sós com Carlota, pede-lhe desculpa por ter sido injusto com ela, assume que so quer estar a seu lado para sempre. Carlota fica emocionada e corresponde ao beijo que ele lhe dá, selando a reconciliação.

nas redes

pesquisar