SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

305º Episódio - 4 de setembro (sexta-feira)

Alemão mata Gonçalo e Leonor e Kika têm de saltar da falésia para conseguirem fugir

Joni começa a acordar e fica traumatizado por não ter conseguido ter, mais uma vez a noite de amor que idealizou com Tina. Esta tenta estimulá-lo, mas o peixeiro assume que está complexado e que o melhor é colocar-se nas mãos dos médicos para saber porque é que falha na hora da verdade. Tina acaba por confessar que ela e Aurora o drogaram para lhe darem uma lição e que ele não sofre de qualquer disfunção sexual. Joni fica furioso e dispara que nunca mais a quer ver na vida. Tina fica sozinha, triste e arrependida.

André prepara-se para mergulhar e fica muito desiludido quando Leonor informa que não será ela a instrutora que o acompanhará, justificando que tem uma aula teórica para dar e que, para além disso, se sente adoentada. Ele insiste para que ela vá consigo mas Leonor reafirma que não pode, sem conseguir explicar que espera um filho dele e que é por isso que tem de se resguardar. Júlia aparece e acaba com a conversa. Depois de ficar a sós com Leonor, volta a dizer que ela tem de contar a André que está grávida e que o bebé é dele. Ela fica com os olhos cheios de lágrimas e lembra que Carlota nunca aceitará que ela fique com o tio.

Gonçalo encontra-se com Patrícia no bar do hotel e ela explica que quer fazer um acordo com ele, antes de sair do País. Consegue convencê-lo a ligar a Kika e dizer à filha para ir de táxi para o colégio, comprometendo-se a estar lá para a reunião com a directora de turma.

Kika segue as indicações do pai para ir de táxi para o colégio e só espera que Carlota descubra onde está Pedro, porque ela queria falar com o irmão. Na rua, Alemão conduz um táxi e espera a altura certa para oferecer os seus serviços a Kika, dizendo que foi o pai dela que o enviou. A miúda não desconfia que está a ser vítima de mais um plano sórdido da mãe e como precisa de um táxi, acaba por aceitar a oferta que o bandido lhe faz. Carlota, que lhe pede que espere por si, estranha que o táxi arranque de repente sem ela. Lá dentro, Kika tenta usar o telemóvel para pedir socorro e fica assustada quando Alemão lho arranca das mãos, embora assegurando que ninguém lhe fará mal. Na rua, Carlota observa o táxi a afastar-se com Kika a olhar para ela através do vidro.

Patrícia acaba de fazer as malas no seu quarto do Hotel Salinas quando recebe a visita de Tina que lhe revela, cheia de desprezo, que Pedro é o bebé de Leonor que abandonou na igreja, acusando-a de ter destruído a vida da família do mestre João, responsabilizando-a pelo desaparecimento de Idalina. Patrícia volta a defender-se com o facto de todos os erros que cometeu na vida terem sido por querer assegurar a Kika um futuro sem privações, acrescentando que quer falar com a filha antes de deixar o País. Tina faz-lhe um ultimato, dizendo que deixe a filha em paz, ao seu cuidado e de Cremilde.

Entretanto, Leonor encontra Gonçalo a sair do restaurante do hotel e pergunta-lhe se enviou um táxi para levar Kika ao colégio. Rapidamente percebem que Patrícia se prepara para partir para o estrangeiro mas levando a filha consigo. Gonçalo e Leonor precipitam-se para a saída do hotel na esperança de ainda conseguirem estragar os planos da vilã. Depois de se cruzarem com Tina que confirma ter visto que a irmã fez as malas para partir, conseguem avistá-la ao volante do seu carro e seguem-na no carro de Gonçalo.

Hugo conversa com Pedro e critica Patrícia por tê-lo roubado à mãe. O amigo insiste que só tem uma mãe e que essa é Idalina, continuando a não querer falar com Carlota, dando mostras de ainda não estar preparado para a encarar como sua gémea.

Patrícia dirige-se a uma zona florestal isolada, onde Alemão a aguarda com Kika, que está indignada. A filha grita que não quer estar com ela e chama pelo pai, ao ver que Gonçalo vem em seu auxílio acompanhado por Leonor. Assim que sai do carro, Gonçalo atira-se a Alemão e trava com ele uma luta violenta, levando a melhor. Antes de se encaminhar para o carro com Kika e Leonor, avisa Patrícia de que a mata se voltar a molestar a filha. Alemão, que parecia inanimado, levanta-se e saca de uma pistola que tinha escondida e dispara sobre Gonçalo, atingindo-o mortalmente. Kika chora desesperada e tenta acordar o pai. Leonor sussurra-lhe que têm de fugir. Alemão diz que não quer deixar testemunhas e dispara sobre elas. Patrícia desvia-lhe o braço, evitando o pior. Leonor e Kika fogem o mais que podem, perseguidas pelo bandido, emdirecçãoa uma falésia. Quando percebe que está sem alternativa, Leonor encoraja Kika a saltar para o mar, ao mesmo tempo que segura o ventre, consciente que pode perder o bebé que carrega consigo. Patrícia assiste desesperada ao mergulho de Leonor e Kika.

Depois de entrarem na água, o impacto faz com que se separem e Leonor tenta encontrar Kika, mergulhando outra vez.

No topo da falésia, Alemão impede Patrícia de se atirar atrás da filha e diz que vai fugir, pois recusa-se a voltar à prisão. Patrícia chora o desaparecimento da filha, temendo que tenha morrido e faz uma chamada para a linha de emergência para comunicar a tragédia que se desenrolou na serra. A queda de Leonor e Kika no mar e o assassinato de Gonçalo.

Carlota consegue conversar com Pedro, embora contra a sua vontade e tenta fazer-lhe entender que o facto de ter descoberto que ela é sua irmã gémea e que Leonor é a sua mãe biológica não implica que perca a família que sempre conheceu. Pouco a pouco, Carlota consegue quebrar o gelo e Pedro fica mais confortável.

Vitória, por seu lado, batalha para que o pai perdoe à mãe mas João insiste que Idalina cometeu uma falta demasiado grave, ao esconder que Pedro não era seu filho, mas sim filho de Leonor e insistindo que a partir de agora não se interessa sobre o que a mulher faz ou deixa de fazer. Vitória ignora-o e assume que vai continuar a procurar a mãe.

Eva entra na Lataria e vai ter com Daniel. A primeira coisa que lhe conta é que o seu encontro ficou sem efeito porque a rapariga soube do escândalo em que Elsa o envolveu e desmarcou o compromisso. Eva mostra-se compreensiva e é apanhada de surpresa quando ele diz que não precisa que ela tenha pena dele, deixando-a sozinha na mesa. Ainda Eva estava a digerir a reacção de Daniel quando ele reentra no bar a dizer que têm de ir à Arrábida porque duas pessoas caíram no mar.

Por essa altura, os paramédicos decretam a morte de Gonçalo e Leonor atinge a margem, ajoelhando-se ao mesmo tempo que chora, sussurrando o nome de Kika. É socorrida por um bombeiro a quem diz que tem de ir ao hospital para avaliar se não há complicações com a gravidez. Leonor faz também questão de ser ela a avisar que Kika está desaparecida.

Sebastião conta a Martim que tem praticamente terminado o livro em que retratou a sua relação com Madalena, mas confessa que ainda está por escrever o capítulo em que ficam juntos. Já Martim, revela que se tornou sócio de Amélia para adquirirem a quota de Beatriz nas Conservas do Sado. Sebastião vê nisso mais um factor de reaproximação da sobrinha ao ex-marido.

Laurinda e Henrique conversam com grande ternura, depois de terem consumado a sua reconciliação. Madalena surpreende os pais no seu idílio e deixa-os embaraçados ao dizer que podem casar de novo. Eles acabam por confessar que não passam um sem o outro.

nas redes

pesquisar