SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

283º episódio - 10 de agosto (segunda-feira)

Carlota e Tiago não são irmãos!

Jose Pinto Ribeiro

Eva vai contar a Daniel que foi pressionar Elsa a contar a verdade e a reconhecer que mentiu quando o acusou de a ter violentado. Daniel fica surpreendido pela forma como Eva o defende e mais ainda quando ela se disponibiliza para ser o seu álibi, pronta para depor que estava com ele no momento em que Elsa diz que foi agarrada. A atração entre Daniel e Eva cresce a cada momento que os impele a beijarem-se com paixão. Quando cai em si, Eva afasta-se e vai embora muito nervosa. Daniel pede desculpa pelo facto de ela ter namorado, mas quando fica sozinho acaba por sorrir.

Bento agradece a Sílvia a ajuda que lhe está a dar na Lataria a embalar as latas de conserva com os poemas dedicados a Cremilde. Ela agradece-lhe por ele nunca ter duvidado da inocência de Daniel e acrescenta que acha muita graça ao amor que ele tem por Cremilde. Bento oferece-se para escrever um poema para ela oferecer ao namorado mas ela conta com tristeza que já não namora com Diogo.

Rute chega a tempo à Lataria para se despedir de Messias que está de saída para a pesca. Nenhum esconde o amor que sente pelo outro e Rute provoca mesmo a irmã, perguntando se fizeram muito barulho durante a noite. Sílvia, irritada, dispara que ela não devia ter levado namorado lá para casa por ele não acreditar na inocência de Daniel. Rute desvaloriza a opinião da irmã e pede a Bento que lhe ofereça um poema para dedicar a Messias. O peixeiro vinga-se por ela não o ter ajudado e responde que se ela quer um poema terá de pagar.

Vitória acaba de adormecer o filho e conversa com Pedro, contando-lhe que o pediatra que observou João Henrique foi o mesmo que o seguiu a ele quando nasceu em casa e teve de ser internado logo a seguir. Pedro fica surpreendido, pois esta revelação da irmã choca com a que a mãe lhe deu quando assegurou que ele não tinha ido para o hospital quando nasceu. Vitória estranha o facto de Pedro fazer de rajada tantas perguntas mas ele disfarça, dizendo que talvez tenha feito confusão.

Gonçalo tenta explicar a Amélia que teve de denunciar Patrícia para a obrigar a deixar de a chantagear. A irmã não se deixa convencer e culpa-o por tudo o que lhe aconteceu, temendo perder Carlota de vez, se Leonor garantir a guarda da filha. Gonçalo faz notar que não foi ele quem a acusou de ter matado o pai. Amélia responde que quem não merece ser pai é ele.

André enfrenta o mau humor de Beatriz quando a ajuda a fazer a transferência da cama para a cadeira no centro de reabilitação. Ela cai na realidade e pede desculpa pela resmunguice. André conta que não vai poder ficar para acompanhar os exercícios de reabilitação, pois quer entregar urgentemente a carta de demissão da hAPPy e começar a pensar em criar outra empresa. Ela dispõe-se a emprestar-lhe o dinheiro que precisar mas o noivo recusa e responde que tem recursos e garante que se vai livrar de Patrícia.

Patrícia confirma com o advogado que não pode manter André na empresa, pois ele fica livre desde que pague os 100 mil euros de indemnização que o contrato estipula. Resignada, Patrícia conta ao doutor Pinto que André soube pelo irmão que ela tem uma conta secreta com o dinheiro que roubou a Frederico, pois Gonçalo conseguiu aceder a um extracto bancário. O advogado assusta-a propositadamente e recomenda muito cuidado a guardar os códigos de acesso. Patrícia limita-se a responder que eles estão bem guardados. Entretanto, Patrícia mostra vontade de recuperar a guarda de Kika, embora o advogado reconheça que não será uma tarefa fácil e que convinha ter alguma coisa contra Gonçalo. Ela diz que de momento não tem nada, mas mostra-se confiante em que as coisas possam mudar a qualquer instante.

Gonçalo vai a casa de Cremilde na esperança de poder levar Kika à escola mas como a filha não quer falar com ele e a avó acha melhor que ele lhe dê algum tempo, Gonçalo vai embora algo frustrado, embora com a promessa de estar ao corrente da vida de Kika.

Amélia recusa-se a abdicar de Carlota e insiste em dizer ao juiz que Leonor não é competente para ficar com a sua guarda. Carlota insurge-se contra a mãe adotiva e avisa-a de que se for necessário denunciá-la como assassina do avô Frederico o fará. Martim tenta acalmar os ânimos e Leonor assegura que nunca tentará roubar-lhe a possibilidade de estar com a filha que criou durante 16 anos. Amélia é obrigada a ceder.

André comunica a Diogo que vai deixar a hAPPy, pois não quer continuar a conviver com Patrícia, que comprovadamente engravidou do pai dele, abortou e ainda o roubou. Diogo assume que também não vai continuar da empresa e queixa-se do facto de Mateus estar mais uma vez atrasado, agora desculpando-se com um problema com o filho. André explica-lhe que só readmitiu Mateus porque ele fez chantagem com Amélia por ter descoberto que foi ela quem matou Frederico. Diogo oferece-se para ajudar André a descobrir os códigos do telemóvel de Mateus para que se livrem das provas que ele reuniu contra Amélia.

Entretanto, Vitória arrasa Mateus, confrontando-o como facto de a ter denunciado à segurança social por ter recomeçado a trabalhar antes de terminar a licença de maternidade. Ele escolhe o pior caminho em sua defesa e argumenta que se vingou por ela não o deixar estar com o filho. A discussão sobe de tom e Vitória sentencia que até sair o relatório da Segurança Social a dizer que ela está apta para tomar conta do filho, não deixará que ele lhe ponha a vista em cima.

Tina e Aurora combinam pregar uma partida a Joni e a peixeira vai avisá-lo que a amiga alinha numa “festa a três”. Joni fica excitado e Bento aproveita para pedir a Tina que leve as suas latas de conserva com os poemas românticos, na esperança de que Cremilde os veja. Tina, mais preocupada em atormentar Joni, diz que mais tarde pensa no assunto.

Sebastião chama Camila a sua casa e quando ela pensa que o conquistou, o escritor obriga-a a ir falar com Madalena e a confessar que o quis seduzir contra sua vontade. Camila resiste mas não tem outro remédio se não aceitar a ordem de Sebastião, quando ele ameaça contar tudo aos pais dela.

Amélia fica desolada com o facto de Leonor ter ficado com a guarda de Carlota e diz a Martim que tenciona internar-se numa clínica psiquiátrica em França, única forma que acha eficaz para perder a obsessão que tem pela filha adotiva.

Carlota festeja com Leonor o facto de estarem legalmente juntas quando a miúda recebe o resultado do teste de ADN feito a Tiago. Receosa mas, ao mesmo tempo, corajosa, Carlota confirma entre o choro e o riso que Tiago não é o seu irmão gémeo. Leonor abraça a filha com grande emoção.

nas redes

pesquisar