SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

237º episódio – 17 de junho (quarta-feira)

Gonçalo e Leonor descobrem que Hugo não é irmão de Carlota

Christian Gnad

Gonçalo acusa Beatriz de ter falsificado a procuração que lhe deu mais poder nas fábricas mas acaba por ficar pensativo quando ela se mostra convencida de que foi Patrícia quem falsificou os documentos.

Depois de Beatriz sair do gabinete, Rute entra e mostra a Gonçalo o resultado do teste de ADN feito a Hugo e fá-lo acreditar que o miúdo é o seu filho com Leonor. Gonçalo fica emocionado e nem consegue perceber que Rute está a querer ganhar dinheiro com a mentira que fabricou.

Antónia visita Sebastião e acaba por confessar ao irmão que está a assumir ter matado Frederico mas que quem cometeu o crime foi Amélia. O irmão tenta contrariar a sua decisão mas Antónia faz-lhe ver que a filha não aguentaria uma condenação e muito menos cumprir pena.

Vitória surpreende Mateus a reprender Elsa na Lataria e, depois de a rapariga se queixar de que ele não faz nada, só grita com ela e com Beta e que passa o dia a beber, decide despedi-lo. Mateus implora-lhe que o deixe continuar, pois está a trabalhar pelo filho de ambos. Vitória decide dar-lhe mais uma oportunidade, mas proíbe-o de se armar em gerente e de gritar com as suas empregadas. Mateus fica amuado e Elsa sorri, vitoriosa.

Júlia conversa com Leonor e reconhece que o trabalho na Lataria está a fazer muito bem a Elsa, pois já não está de castigo e, mesmo assim, quer continuar a trabalhar lá, pois sempre pode ganhar o seu dinheiro. Gonçalo irrompe nesse momento pelo centro de mergulho e Leonor censura-o pela sua atitude. Quando Júlia os deixa a sós, ele mostra-se agastado com o facto de Leonor lhe ter escondido que já tinha o resultado do teste que confirma que Hugo é filho deles. A mergulhadora explica que decidiu repetir o teste noutro laboratório porque Sílvia desconfia de que Rute falsificou o resultado, porque quer ganhar dinheiro com isso. Gonçalo fica desesperado por não poder ir abraçar o filho, como desejava e teme ter de esperar ainda mais tempo antes de o conseguir fazer.

Carlota conta a Tiago que está desconfiada de que Leonor lhe está a esconder algo sobre o seu irmão gémeo. O namorado diz não acreditar nessa teoria e distrai Carlota quando revela que as t-shirts estampadas com os seus desenhos estão quase a ser postas à venda na internet.

Carlota fica orgulhosa e beija-o. Catarina e Amélia entram em casa nesse instante e os jovens ficam atrapalhados. Elas não valorizam a situação e Amélia acaba por discutir com Carlota, já que a filha adoptiva não esconde que continua empenhada em encontrar o irmão gémeo. Catarina acaba com a discussão e tenta acalmar Amélia, que fica muito perturbada.

Hugo e Kika ficam desconfiados quando se cruzam com Leonor e ela o olha fixamente, exagerando na felicidade por encontra-lo com Kika.

Gonçalo regressa à fábrica e, depois de ficar a sós com Rute, pressiona-a para que conte se falsificou os testes de ADN que mostram que ele é pai de Hugo. Rute nega que tenha feito tal parvoíce, mas fica em pânico quando Gonçalo a empurra contra a bancada de trabalho, ameaçando matá-la se descobrir que o enganou.

Rute, aterrorizada pela fúria de Gonçalo, confessa que convenceu o técnico do laboratório a falsificar o teste de ADN de Hugo, porque queria muito que o miúdo fosse seu filho. Gonçalo quase lhe bate e obriga-a a ir buscar consigo ao laboratório o relatório verdadeiro.

Kika mostra-se desiludida com o facto de o pai só pensar em encontrar o irmão gémeo de Carlota, descurando a atenção que esperava que ele lhe desse. Hugo conforta a namorada, fazendo-lhe ver que ela também deveria estar entusiasmada por ter um meio-irmão. Kika também confessa estar desiludida com a avó Antónia por ela ter escondido que atropelou o avô Frederico. Entretanto, Cremilde chama por Kika e ela apressa-se a ir ver o que é que a avó quer. Quando entra em casa, é confrontada com o facto de a bisavó, Adelaide, se ter envolvido com o padre Agostinho e de ter engravidado dele. Kika fica estarrecida ao saber que o padre é seu bisavô, mas quando Adelaide, Cremilde e Tina pensam que ela vai reagir mal, Kika desata a rir, divertida com a situação.

Carlota discute com Leonor, acusando a mãe de não confiar nela porque se recusa a revelar que pista tem sobre quem possa ser o seu irmão gémeo. Apesar de Leonor assegurar que só não lhe quer criar falsas expectativas, Carlota compara-a a Amélia, que lhe mentiu a vida toda. Diogo diz à sobrinha para não ser injusta mas ela nem sequer o ouve.

António fica aflito ao ver Rute acompanhada de Gonçalo e nem sequer discute, entregando de imediato o relatório verdadeiro que prova que Hugo não é o filho que Leonor procura.

Idalina é invadida por uma grande angústia ao constatar que Messias está preso em casa com pulseira electrónica. João assume que já falou com o advogado de Leonor, que aceitou defendê-lo. Messias continua sem ter a verdadeira noção da gravidade da sua situação e acha que basta explicar ao juiz a sua inocência, para sair em liberdade. João desespera para lhe fazer entender que o mais certo é apanhar uma pena pesada por tráfico de droga. Vitória aparece entretanto, depois de ter adormecido o filho e conta que quando passou pela Lataria teve de meter Mateus na ordem porque ele andava a armar-se em chefe.

Eva fica comprometida quando Mateus conta a Laurinda que ela tem um oficial da marinha a arrastar-lhe a asa. A mãe quer saber pormenores mas Eva dispara que Magalhães é um presunçoso e que só está preocupada em fazer o curso para subchefe da Polícia Marítima. Mateus não vai na conversa e diz que para quem não tem interesse, a irmã já falou muito nele.

Cremilde confessa que não esperava que Kika encarasse a rir o envolvimento da bisavó com o padre Agostinho. Adelaide responde que, ao menos, a miúda não a recriminou. Joni chega à procura de Tina e mete-se com Adelaide, fazendo notar que não há quem a veja. O peixeiro desafia Tina a continuar o seu trabalho na associação cultural, fazendo coro com Cremilde de que a culpa pelo fracasso do concurso de talentos foi de Adelaide por se ter sabido que se envolveu com o padre. Tina concorda em manter a presidência da associação desde que as pessoas não voltem a protestar.

Bento deita contas à vida e propõe a Maria dar-lhe 10 mil euros em dinheiro vivo e pagar-lhe o resto do dinheiro que lhe deve em prestações, pedindo como contrapartida que ela lhe dê o divórcio. Para seu desespero, ela insiste em ressuscitar o casamento e garante que não o vai largar tão cedo.

Catarina comenta com Tiago as discussões entre Amélia e Carlota, defendendo que a amiga fica angustiada ao acreditar que a filha está obcecada para encontrar o irmão gémeo. Tiago conta que a namorada chegou a pensar que ele podia ser o seu irmão e que ele já lhe provou que isso é impossível. Catarina incentiva Tiago a querer saber mais sobre a sua família biológica e dispõe-se a ajudar no que for preciso.

Beatriz faz uma cena de ciumes a André e diz sem rodeios que não gosta de ver Patrícia perto dele. André assegura que a única ligação que têm é o facto de serem sócios, mas Beatriz não se resigna e dispõe-se a emprestar-lhe o dinheiro da indemnização que terá de pagar se quiser deixar a empresa, bem como a financiar a abertura de outra com outro nome. André recusa-se a abandonar o projecto que criou só por haver a suspeita de que Patrícia falsificou a sua assinatura numa procuração e assegura a Beatriz que é com ela que quer e vai estar. A namorada insiste em que não confia em Patrícia.

Gonçalo vai a casa de Leonor contar-lhe que Hugo não é o filho que procuram e que o teste de ADN só deu positivo porque Rute arranjou maneira de o falsificar. Leonor fica desiludida por ainda não ter conseguido encontrar o filho e Carlota surpreendida quando a mãe lhe revela que suspeitavam de que Hugo pudesse ser o seu irmão gémeo. Leonor pede a Gonçalo para se ir embora e Carlota pede desculpa à mãe por ter falado mal com ela.


nas redes

pesquisar