SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

232º episódio – 11 de junho (quinta-feira)

Sílvia confessa a Leonor que Hugo pode ser o seu filho! 

Leonor recomenda a Carlota que não se envolva demasiado nem se deixe obcecar pelo desejo de encontrar o irmão e conta que a conversa que teve com a enfermeira chefe serviu para confirmar que o bebé foi mesmo trocado com outro e que sobreviveu.

Diogo faz notar a Sílvia que estão a passar pouco tempo juntos e depois de explicar que não está a criticá-la por ter dois empregos, convida-a para passarem a tarde juntos.

Elsa recebe Daniel para almoçar e mente, dizendo que Júlia não está porque teve de ir trabalhar. Ele percebe que a miúda quis foi almoçar sozinha com ele e trata-a como a adolescente que é, dizendo que ela pode convidar uma amiga para lhe fazer companhia. 

Elsa responde que as amigas são parvas e ele faz-lhe uma festa inocente na cabeça, aconselhando-a a não querer crescer tão depressa. Elsa fica amuada e o polícia vai embora.

Gonçalo entrega a Leonor a lista de mulheres que foram mães na mesma altura que ela e prepara-se para analisá-la com ela. Carlota fica desconfortável e Leonor manda-o embora. De seguida, a sós com a filha, descartam a hipótese de Tiago, Pedro ou Hugo, serem o gémeo que procuram.

Kika conversa muito nervosa com Hugo e conta-lhe que a mãe teve coragem de a obrigar a ficar com ela com a ajuda da polícia. O namorado acha que ela devia contar de uma vez que a mãe fez um aborto por estar grávida do avô mas Kika afirma que a avó Antónia não merece ser sujeita a isso.

Entretanto, fica incrédula quando Hugo lhe conta o escândalo que aconteceu no concurso de talentos quando Bento revelou que Adelaide e o padre Agostinho tiveram um caso e que ele renunciou ao sacerdócio por estar apaixonado por ela.

Patrícia tenta justificar-se André por ter usado a polícia para conseguir ficar com a filha mas ele mostra-se insensível aos seus argumentos e trata-a com indiferença, reforçando que ela e Gonçalo deviam entender-se para não afectarem Kika.

Diogo regressa a casa com Sílvia e Leonor aproveita para lhe agradecer por ter decidido aturar o irmão outra vez. Quando ele as deixa a sós, Leonor pergunta a Sílvia se a mãe dela ainda ficou na maternidade mais alguns dias depois de Hugo nascer. Sílvia resiste o mais que pode mas acaba por surpreender Leonor ao dizer que Hugo pode ser o filho que ela procura.

Leonor fica visivelmente transtornada quando Sílvia revela que Hugo pode ser o filho que procura, pois Rute ouviu a mãe dizer a alguém em certa ocasião, que ele tinha sido trocado na maternidade.

Perante a ansiedade da mergulhadora, Sílvia decide ajudá-la, comprometendo-se a arranjar uns fios de cabelo de Hugo para que se faça um teste de ADN que permita apurar se ele é filho de Leonor ou não.

Amélia faz uma visita a Martim e mostra-se cada vez mais decidida a confessar que matou o pai, pois não aguenta a pressão de imaginar que Gonçalo pode ir preso por esse crime que não cometeu. Martim tenta acalmá-la e demovê-la de se entregar.

Madalena regressa a casa, entusiasmada por se ter saído bem no workshop que deu em substituição de Sebastião. O namorado conta-lhe que recebeu a visita do pai dela e que até tomaram um copo de licor, apesar do constrangimento enorme que ambos sentiram. Sebastião aproveita o balanço para sugerir a Madalena que o convide para jantar lá em casa, na esperança de que Henrique aceite.

Mateus mostra-se muito carinhoso com Vitória e diz que já não aguentava vê-la a sofrer tanto para amamentar o bebé. Idalina reconhece que ele está a ser um pai excelente e Mateus entusiasma-se, prevendo que terá mais filhos com Vitória. Ela dispara que com ele nem pensar e diz que está a pensar em regressar ao trabalho.

Idalina decreta que ainda é muito cedo para isso e Mateus pede a Vitória que lhe confie a gestão do bar. Ela hesita muito mas Idalina ajuda Mateus e Vitória diz que lhe vai dar uma oportunidade de ganhar o lugar de gestor, ficando um tempo à experiência.

Tina e Joni constatam que não têm como levar o concurso de talentos até ao fim, depois do escândalo que Bento provocou ao revelar que Adelaide e o padre Agostinho tiveram um caso. Messias defende que eles é que deviam ganhar o concurso, depois do dueto escaldante que fizeram. Os peixeiros ficam envergonhados.

Messias e Joni começam depois a troçar de Adelaide, que deixou de sair à rua. Tina exige que acabem as piadas a respeito do caso da avó com o padre.

Cremilde diz a Adelaide que não vale a pena rezar, porque já não tem salvação possível. 

Kika aparece nesse instante depois de ter estado com Hugo e sorri à bisavó, dizendo que já sabe o que se passou. Adelaide diz-lhe para não dar ouvidos a gente mal intencionada mas Cremilde responde que não vale a pena negar que se envolveu com o padre, pois toda a gente sabe o que se passou.Adelaide diz que vai para o quarto porque não está para ouvir disparates. 

Kika conta a Cremilde que já se conformou em passar algum tempo com a mãe, preferindo que a avó Antónia continue sem saber que o avô Frederico a engravidou. Cremilde esforça-se para atenuar a tristeza da neta e desafia-a para irem fazer compotas.

Henrique conta a Laurinda que foi visitar Madalena mas que ela não estava e teve de fazer conversa com Sebastião. A mulher desmascara-o e diz que ele está cheio de saudades da filha e não quer admitir. 

Madalena chega entretanto, mas Henrique não assume as saudades que tem, preferindo que falem pelo telefone se quiser saber dela. Madalena lança o convite aos pais para jantarem lá em casa, mas Henrique diz que está fora de questão e diz que vai ver um programa sobre barcos, para fugir à conversa. Já Laurinda, garante que aceita o convite para jantar e que vai tentar levar o marido consigo.

Daniel fica em choque quando Sílvia confessa que não resistiu e contou a Leonor que Hugo pode ser o filho que procura.

Quando o miúdo se prepara para sair de casa, Sílvia abraça-o de forma protectora e exagerada mas ele não repara que ela está à beira do choro. Daniel observa-os, emocionado. Depois de Hugo sair, Sílvia diz a Daniel que vai ver se descobre cabelos do irmão para o teste de ADN. Daniel deseja que o teste dê negativo.

Diogo confessa a Leonor que ficou surpreendido pelo facto de Hugo poder ser o gémeo que ela procura e a irmã constata que Sílvia tem de gostar muito dele para lhe ter contado a novidade. Leonor pede a Diogo para guardar segredo, pois só pretende contar a Carlota quando tiver certezas.

André recebe a chamada de Beatriz a dizer que regressa nessa noite de Paris e ele combina ir buscá-la, dizendo a Antónia e Amélia que afinal não fica para jantar. 

Amélia queixa-se de que Gonçalo não aproveita as sugestões de Beatriz nem a boleia que podia apanhar para exportar as conservas que as suas fábricas produzem. André concorda que o irmão devia ouvi-las. Amélia fica alarmada quando percebe que o irmão pretende passar a noite com a namorada e convence-o a regressar a casa, argumentando que precisam dele porque não querem ficar lá em casa com Gonçalo. 

Antónia fica desalentada quando André confirma que a relação com Beatriz está a correr bem e ele relembra que ela está a superar o passado e que até propõe medidas vantajosas para as fábricas, que o irmão se recusa a aproveitar apenas porque é orgulhoso. 

Gonçalo aparece nesse instante e vitimiza-se, queixando-se de que ninguém da família o apoia, na véspera de ser julgado injustamente pela morte do pai, acrescentando que os irmãos devem estar desejosos de o ver na cadein Amélia e Antónia permanecem em silêncio, engolindo a culpa que sentem, por ambasa saberem que ele está inocente.

Rute continua as suas visitas a casa de Messias, fingindo-se arrependida de o ter enganado vezes sem conta, para conseguir que ele a perdoe e aceite de volta. No entanto, João e Idalina ajudam o filho a resistir à tentação e fazem com que ela vá embora sem conseguir enganá-lo.

Henrique resmunga com Eva, dizendo que não devia ser ela a fazer o jantar, mas sim a mãe. A filha responde que ele devia é ter ido com ela jantar a casa de Sebastião com o escritor e Madalena.

Mateus também chega esfomeado e Eva diz que se estão com pressa podem sempre ir ao restaurante. Henrique avisa o filho de que no dia seguinte tem de ir trabalhar para os barcos mas ele anuncia com altivez que vai ser o gerente do bar de Vitória e que já não vai trabalhar com ele. Henrique desconfia mais uma vez das suas capacidades e avisa que se falhar, o seu destino será trabalhar nos barcos.

Júlia descobre uma garrafa de vinho num dos armários da cozinha e confronta Elsa com a sua descoberta. Ela mente e diz que Daniel apareceu lá em casa e levou o vinho, pois tencionava almoçar com elas mas que como ela não estava foi-se embora e deixou a garrafa. Júlia acha a situação muito estranha e a sua desconfiança leva a que a filha volte a irritar-se e a acuse da continuar a não confiar nela.

Cremilde leva Kika a casa dos Queiroz e Gonçalo recebe e filha, agradecendo à ex-sogra por tomar conta dela. Antes de ir embora, Cremilde deseja-lhe boa sorte para o julgamento que vai enfrentar. Kika diz ao pai que quer estar com ele no tribunal mas Gonçalo não o permite e envolve-a num abraço dizendo que não a vai sujeitar a essa situação. A filha chora, apavorada com a ideia de que ele pode ser preso, embora acredite na sua inocência. 

Amélia, sem que a sua presença seja notada, assiste à cena e fica muito perturbada. Num estado de profundo desespero, vai ter com Antónia e diz à mãe que já não aguenta ver o irmão e a sobrinha naquele sofrimento e que quer confessar o crime de ter morto o pai. Antónia tenta acalmá-la, mas também já desesperada por não saber mais o que fazer.

Beatriz fica furiosa com André porque ele a deixa no hotel e diz que não vai passar a noite com ela, porque a família precisa de si, na véspera do início do julgamento de Gonçalo, suspeito de ter matado o pai.

 

 

nas redes

pesquisar