SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

231º episódio – 10 de junho (quarta-feira)

Gonçalo beija Leonor e ela agride-o! 

Christian Gnad

Tina e Joni abrem o concurso e o bairro fica em reboliço quando Rute se apresenta, primeiro de cara tapada, depois já sem véu, a executar uma dança sensual.

Da plateia chovem vários objectos e até um ovo que alguém lhe atira à cara. Sílvia, alarmada, pede a Daniel que tome uma atitude e o irmão consegue acabar com a confusão.

Cremilde entra em palco para cantar um fado e dedica-o com intenção de vexar Bento, a todas as pessoas que já foram traídas e enganadas. 

Tina protesta com Adelaide, porque a avó se senta junto da mesa do júri, dizendo que ali está para se assegurar de que não vai haver mais poucas-vergonhas.

Idalina ajuda Vitória a tomar a decisão de amamentar, cansada de a ver a sofrer. Mateus chega pouco depois a casa para ver o filho e diz que ela tomou a decisão certa.

Pedro e Hugo finalizam a sua actuação de humor no concurso de talentos e irritam Tina porque fazem uma piada com ela. 

O júri pronuncia-se favoravelmente e Joni chama Rogério para actuar. Adelaide, que sabe que drogou o filho, sugere-lhes que avancem, pois ele não estava a sentir-se bem.

Bento prepara a sua actuação e diz que não vai dedicá-la ao seu amor, mas sim à velhaca que os separou, agradecendo ao escritor Sebastião Cardoso pela ajuda que lhe deu a fazer a letra para a canção. 

O bairro fica em grande agitação, quando Bento denuncia a cantar que Adelaide é uma falsa beata e se envolveu com Agostinho, o padre da paróquia. Adelaide fica em estado de choque e tenta calar Bento, mas é tarde demais.

Agostinho sobe ao palco e confirma que teve uma relação com Adelaide e que é por ela que renunciou ao sacerdócio. Ela foge para casa, coberta de vergonha, enquanto Cremilde pede a ajuda divina, para aguentar o escândalo.

Agostinho força a entrada em casa de Adelaide e explica-lhe que viveram durante anos uma mentira, ao mesmo tempo que ela o censura por ter revelado em publico o seu caso, profetizando que vai passar a ser a rameira do bairro. 

Rogério dorme drogado no sofá e desperta quando Cremilde e Tina entram em casa alvoraçadas, ainda a digerirem o caso entre o padre e Adelaide. Agostinho põe tudo em pratos limpos e diz a Rogério que ama a mãe dele. O carteiro olha chocado para a mãe e para o padre. Adelaide fica desfeita e sai em lágrimas da sala.

André regressa a casa depois de ter deixado Beatriz no hotel e esclarece com Antónia que se Gonçalo voltar a atravessar-se no seu caminho se vai embora.

Gonçalo vai a casa de Leonor agradecer-lhe por ter evitado um confronto ainda maior com Patrícia na marina. A mergulhadora responde que se preocupou em proteger Kika. A conversa acaba por prolongar-se e Gonçalo volta a lamentar os erros do passado e a reconhecer que se pudesse voltar atrás, ficaria com ela e os filhos, sentindo que agora pode fazer tudo de maneira diferente. Empolgado, Gonçalo agarra Leonor e beija-a de surpresa.

Leonor afasta Gonçalo depois de ele a ter beijado e dá-lhe um forte estalo na cara, ainda incrédula com o que acabou de acontecer. Ele insiste em dizer que lhe apetece estar com ela, pois sente-se mais atraído do que nunca. Leonor irrita-se e garante que jamais lhe perdoará ou esquecerá tudo o que ele lhe fez de mal e expulsa-o de casa.

Diogo não aceita jantar em casa de Sílvia, justificando que tem de ir apoiar Leonor, que anda mais sensível por causa da busca incessante do seu filho gémeo desaparecido. 

Depois de Diogo se despedir e ir embora, Sílvia confessa a Daniel que se sente mal por estar a esconder do namorado que Hugo pode ser o filho que foi roubado a Leonor. O irmão argumenta que não devem criar falsas expectativas sem terem uma prova irrefutável, pois têm de pensar no impacto que uma notícia daquelas teria em Hugo. 

Rute entra a protestar com o facto de eles só se preocuparem com o irmão mais novo e com ela não. Sílvia muda a conversa e troça da irmã, dizendo que devia ter feito uma cestinha com os produtos que lhe atiraram à cara, quando pretendeu participar no concurso de talentos. Rute sente-se desprezada e deixa os irmãos perplexos ao recordar que quem pecou com o padre foi a beata e não ela.

Joni toma umas cervejas com Bento e não deixa de lhe mostrar o seu desagrado por ter estragado o concurso de talentos.

Aurora comenta a vergonha que foi saber que Adelaide e Agostinho tiveram um caso, enquanto Messias afirma que o padre não é bom exemplo seja para quem for. 

Entretanto, Elsa arruma e levanta as mesas do bar e aproveita o facto de Júlia estar distraída para lhe agarrar no telemóvel e mandar uma mensagem a Daniel em nome da mãe, convidando-o para almoçar com elas. 

Bento conta a Joni que soube do envolvimento da beata com o padre, porque a ouviu no confessionário da igreja. 

Tina entra no bar e confessa que já não aguentava estar em casa, com o ambiente de cortar à faca que se gerou. Joni critica Bento pelo sarilho que arranjou e adivinha que agora é que Cremilde não vai perdoá-lo. O peixeiro responde que quem diz a verdade não merece castigo.

Adelaide manipula Rogério, jurando que só por uma vez esteve com o padre e que foi ele quem a seduziu, quando ela foi ajudar a tratá-lo quando esteve doente. Cremilde leva chá para controlar os nervos de Rogério e ralha com a sogra, enfatizando que ficou muito desiludida com ela.

Idalina comenta com João o caso entre Adelaide e Agostinho, garantindo que enquanto ele for o padre da paróquia, não porá mais os pés na igreja. O marido afirma que não é caso para tanto, pois o sacerdote sempre foi muito competente.

Victória aparece vinda dos quartos onde esteve a adormecer o filho e João fica surpreendido quando ela assume que vai secar o leite, por estar em grande sofrimento para amamentar João Henrique. O mestre não gosta da ideia e Vitória fica aborrecida. Idalina chama o marido à razão.

Laurinda surpreende Henrique a ler o livro de Madalena e incentiva-o a ir visitar a filha, percebendo as saudades que ele sente da filha. O armador reafirma que não o fará enquanto ela estiver com Sebastião. 

A mulher chama-lhe casmurro e revela que Madalena está sozinha em casa porque o namorado foi dar um workshop. Henrique não dá parte fraca e continua a ler o livro, emocionado com as palavras carinhosas que a filha lhe dispensa, dizendo como ele é importante na sua vida, lamentando que o pai não aceite a sua relação com Sebastião. Henrique pousa o livro e fica pensativo.

Leonor combina encontrar-se com a enfermeira chefe que estava de serviço no hospital no dia em que o seu bebé lá deu entrada, reacendendo a esperança de poder encontrar o filho.

Diogo pergunta-lhe se vai com Gonçalo e Carlota mas a irmã diz que com Gonçalo só quer falar o estritamente necessário e, quanto à filha, que não quer levar mais nenhum raspanete de Martim por estar a envolvê-la demasiado na história.

Gonçalo seduz Lídia com dinheiro e a promessa de uma noite de amor, conseguindo assim que ela lhe entregue a lista de mães que pediram subsidio de natalidade no ano em que o filho nasceu na esperança de que ela lhe permita localizar o filho.

Patrícia manipula Kika para se reaproximar dela e aceita levá-la à tarde a casa da avó Cremilde, reafirmando a sua vontade de passar mais tempo com ela, insinuando que Gonçalo está agora mais preocupado em encontrar o filho, do que em lhe dar atenção.

Kika recusa acreditar que o pai a passe a tratar mal e a mãe concorda, sempre insinuando que é natural que ele queira passar mais tempo com o rapaz, Carlota e Leonor.

Na Lataria, Pedro e Hugo divertem-se a comentar o caso de Adelaide com o padre. 

Eva aparece entretanto e esbarra em Magalhães que lhe pede desculpa por ter questionado o seu trabalho, convidando-a para jantar. Eva responde de forma brusca e sai a dizer que na Polícia Marítima não são tão fáceis como os rapazes da marinha. O oficial fica perplexo com ela.

Henrique vai visitar Madalena mas quem encontra é Sebastião. O escritor esclarece que ela não está porque o substituiu no workshop que ele ia dar e mostra-se cordial, oferecendo uma bebida ao armador e dando-lhe conta de que está a escrever um novo livro, inspirando-se em Bento. 

Henrique fica admirado e diz que o cunhado é um encostado e um aldrabão. Sebastião, interessado, convida-o a contar o que Bento tem andado a fazer mas Henrique sente-se desconfortável e decide ir embora.

Cremilde continua zangada com Adelaide e depois de lhe dizer que foi à Sé para assistir à Missa e não à igreja de Agostinho, acrescenta que ela é muito boa a arranjar desculpas, como a de estar constipada para não sair de casa e querer saber se falaram muito dela. 

Bento bate à porta e diz que está ali para pedir desculpas mas Adelaide precipita-se sobre ele para o agredir. Bento esconde-se atrás de Cremilde e ela pede à sogra que vá para o quarto e a deixe falar com o peixeiro. Ele pensa que está a ser defendido mas Cremilde repreende-o por ter enxovalhado a sua família na praça pública e fecha-lhe a porta na cara.

Agostinho confessa-se desiludido a Rogério, por ter poucas pessoas a assistir à Missa e está pronto para deixar de ser padre imediatamente. O carteiro desvaloriza o problema e pergunta-lhe se é verdade que foi ele que seduziu a mãe e se só estiveram uma única vez juntos.Agostinho promete contar-lhe a verdade, mas só depois de ter uma conversa com Adelaide.

nas redes

pesquisar