SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

229º episódio – 8 de junho (segunda-feira)

Daniel e Sílvia colocam a hipótese de Hugo ser o filho de Leonor

(c).RuiCarlosMateus.1954

André explode de indignação porque o potencial cliente que têm no Dubai só aceita negociar o contrato com Patrícia. A situação também não agrada a Diogo mas André garante que não vai permitir que Patrícia passe a vida enfiada na empresa. Depois de contar ao amigo que vai voltar a namorar com Sílvia, Diogo conta que Leonor e Gonçalo têm passado mais tempo juntos para procurarem o filho gémeo que descobriram estar vivo. André vai sorrindo discretamente a cada palavra de Diogo, alimentando a esperança, ainda que vã, de recuperar Leonor.

Leonor conversa com Júlia e confessa que apesar de Carlota não gostar que ela esteja tão próxima de Gonçalo, está a fazer o sacrifício por achar que assim será mais fácil de encontrar o outro filho desaparecido. Daniel aparece entretanto e começa a fazer perguntas sobre o assunto mas Leonor esquiva-se a revelar que obteve o ADN de Durval de forma ilegal e que já sabe que o seu filho está vivo. Júlia percebe a aflição da amiga e convida Daniel para jantar lá em casa, esclarecendo que a ideia partiu de Elsa, para lhe agradecer o que tem feito por elas. Daniel aceita o convite com gosto, pois até está de folga nesse dia.

Bento paga a Aurora por uma surpresa que quer fazer a Cremilde mas nem Tina nem Joni acham que isso seja suficiente para ele ganhar o perdão da peixeira, confiando mais que o divórcio seja a chave para ele resolver o problema. Bento, conta triste que Maria se recusa a dar-lhe o divórcio, enciumada por ele ter arranjado outra mulher e que agora só pode obter a separação se conseguir pagar o dinheiro que lhe deve. Entretanto, Joni pergunta a Tina como correu a noite com o Russo, na esperança de que o encontro tenha sido invenção dela para o irritar. Tina mantém a mentira e responde que a noite foi tão boa, que até está cheia de dores nas costas. Joni não gosta do que ouve e tenta uma reaproximação, propondo que façam um dueto para participarem no concurso de talentos do bairro, já que os inscritos não são muitos. Tina deixa-se convencer mas exige que ensaiem muito bem o número, pois não quer fazer figuras tristes.

Vitória sofre e chora a dar de mamar ao filho, enquanto Mateus anda de um lado para o outro, desagradado com o facto de os pais se terem limitado a ceder-lhe o seu advogado em vez de aceitarem pagar-lhe a divida que tem à rent-a-car que o processou. Ao ver o desconforto de Vitória, insiste em preparar um biberão para o filho, exigindo que ela descanse. Vitória continua a chorar e pede desculpa ao bebé por não conseguir amamentá-lo normalmente.

Messias conversa animadamente com Magalhães, entusiasmado por saber que ele é oficial da Marinha. Eva chega entretanto, comparecendo ao encontro que haviam marcado mas a conversa com Magalhães corre mal. Ele não tem coragem de assumir que queria conhecê-la melhor e justifica que quis falar com ela porque como vai ser testemunha de Gonçalo, pretende avaliar se ela e os colegas não terão deixado escapar algo na investigação inicial à morte de Frederico. Eva fica muito irritada e antes de se ir embora deixa claro que não gosta que ponham em causa a sua competência e a dos seus colegas. Magalhães fica desiludido e frustrado com o incidente que acaba de provocar.

Gonçalo critica Patrícia por estar pouco tempo na empresa, por estar mais interessada em enfiar-se na cama com André, depois de lhe ter comprado a maioria da empresa, à sua revelia. Patrícia acusa a ressaca pelo que bebeu na noite anterior, mas tenta perceber a razão de tal conversa. Gonçalo diverte-se a vê-la irritada e conta que Beatriz não gostou nada de saber que ela lhe anda a tentar roubar o namorado e que até lhe pediu que a mantenha mais ocupada na fábrica. Com ironia, Gonçalo sorri e despede Patrícia, dizendo que gosta de contrariar Beatriz. A ex-mulher fica furiosa e promete que não vai deixar as coisas assim.

 

Antónia vai ao encontro de Martim e conta-lhe que já sabe que foi Amélia quem matou Frederico, pois a filha confessou-lhe como tudo se passou. O ex-genro justifica a sua atitude mas Antónia deixa explícito que não foi ali para o acusar de nada, mas sim agradecer-lhe por ter retirado a filha do local do crime. Antónia não fica satisfeita quando Martim conta que Leonor também está a par da situação mas decide confiar nela. No entanto, adverte que Gonçalo não pode saber de nada, pois arrasaria a irmã mesmo antes de chegar a tribunal.

Henrique conversa com Laurinda e diz que era melhor que Filipe tivesse ficado em casa, porque não fez nada de jeito no trabalho, afetado pela separação de Sara. Laurinda suspira de preocupação e deseja que a nora volte para casa. Mateus interpela os pais e faz-lhes o “choradinho” para os convencer a pagar a sua dívida mas nem Henrique nem Laurinda cedem à sua chantagem emocional e preferem saber do neto, o que o deixa irritado e a reclamar.

Adelaide fica indignada com Tina porque a neta convida o padre Agostinho para júri do concurso de talentos e deixa-a de fora, dizendo que a especialidade da avó é mentir e enganar. Cremilde abre a porta a Aurora que lhe entrega três vistosos ramos de flores, avisando que está apenas a fazer o seu trabalho. A peixeira quer devolver os ramos, desconfiando de que foi Bento quem lhos mandou. A florista recusa-se a levar as flores de volta e vai-se embora. Logo de seguida, Bento aparece no pátio e começa a tocar e a cantar uma canção que dedica a Cremilde. Ela fecha-lhe a janela e proíbe a filha de lhe abrir a porta.

Na casa do lado, Kika diz a Hugo que fez bem em facilitar o acesso de Bento ao pátio, reconhecendo que ele faz bem à avó. Os jovens namorados recordam depois os tempos em que foram felizes com os pais, com pena de terem perdido o convívio com eles pelas circunstâncias da vida. Kika confessa que está inclinada em pedir à avó Antónia que deixe o pai voltar a morar lá em casa. Hugo confessa que adora os irmãos, até mesmo Rute, pois cuidaram dele depois de os pais morrerem.

Patrícia confronta André e repreende-o por ele ter comentado com Beatriz o que se passou entre eles, pois fez com que Gonçalo a tenha despedido da fábrica. André fica incomodado com a atitude da namorada, mas também deseja que Patrícia não queira passar mais tempo ali na empresa. Ela vai-se embora furiosa por ele estar constantemente a querer vê-la longe.

Amélia continua muito perturbada por guardar o segredo de ter matado o pai e de Gonçalo poder vir a ser preso por um crime que não cometeu. Martim tenta serená-la e propõe que jantem juntos com Carlota. Amélia parece ficar mais calma.

 

Gonçalo vai dizer a Leonor que os testes de ADN de Durval revelaram o que já desconfiavam. O corpo do bebé que está sepultado não pertence ao filho do homem, indiciando que houve mesmo uma troca entre uma criança morta e o filho deles, que está vivo. Gonçalo explica a Leonor que vai pedir de novo ajuda à sua amiga da Segurança Social para localizarem o filho que perderam e reforça que está empenhado em redimir-se dos erros do passado e que até já conversou com Kika sobre o assunto. Ao falar da filha, lembra-se de convidar Leonor para ir velejar com eles mas fica desiludido porque ela se esquiva, dizendo que tem uma série de mergulhos marcados.

Daniel vai jantar a casa de Júlia e ambos registam a satisfação de Elsa sempre que ele está presente. Entretanto, Júlia comenta com o amigo que Leonor anda à procura do filho que afinal descobriu que está vivo. Daniel recebe a notícia como quem recebe um murro no estômago e mal consegue disfarçar a sua preocupação.

Joni e Tina recebem as inscrições para o concurso de talentos mas recusam a de Rute, alegando que sempre que ela aparece, acontecem chatices.

Henrique fica agastado por Madalena ter recusado o convite para almoçar com a família e Eva provoca o pai, garantindo que a irmão virá da próxima vez, se convidarem o escritor. Antes que se gere a discussão, Laurinda intervém e conta que Mateus já chegou a acordo para pagar a dívida à empresa que o processou. Eva estranha que o irmão tenha dinheiro para isso e conta aos pais que ele não tem clientes nem trabalho. Assim que ele chega a casa com Vitória e o bebé, Henrique sussurra-lhe que têm de ter uma conversa sobre o seu trabalho. Mateus fica irritado e protesta com Eva, por ela estar sempre a estragar-lhe a vida. A irmã mostra-se indiferente e afirma que só contou a verdade aos pais.

 

Leonor conta a João e Idalina que descobriu que o filho que julgava que tinha morrido, afinal está vivo, tudo apontando para que tenha sido trocado na maternidade. Idalina, que teve Pedro na mesma altura, há dezasseis anos, fica impressionada com a história e lembra-se que o filho nasceu em casa, mas que Nazaré teve Hugo no hospital. João descarta no entanto que Hugo possa ser o filho de Leonor, pois conhecia Nazaré muito bem.

Diogo e Sílvia namoram com grande cumplicidade quando Daniel regressa a casa, visivelmente distante e preocupado. Depois de Diogo se despedir, Daniel comenta com a irmã o facto de Leonor estar à procura de um filho que está vivo e que foi trocado na maternidade, recordando que Rute está sempre a dizer o mesmo de Hugo e que no passado tinha escutado uma conversa da mãe a confirmar isso mesmo. Sílvia não dá relevância ao caso mas acaba por ficar pensativa e chocada quando Daniel questiona se Hugo será mesmo irmão deles.

Daniel e Sílvia encaram com grande angústia a possibilidade de Hugo ter sido mesmo trocado na maternidade como tantas vezes Rute repetiu, garantindo então que tinha ouvido uma conversa da mãe com alguém, nesse sentido. O facto de Hugo poder ser o filho desaparecido de Leonor, leva a que Sílvia o abrace com emoção exagerada quando ele mostra um dos números que vai fazer com Pedro no concurso de talentos.

Carlota quase discute com Amélia, que não compreende a sua obsessão para encontrar o seu irmão gémeo. Martim serena os ânimos e pede a Carlota que explique como é que Tiago vai comercializar as t-shirts estampadas com os desenhos que faz.

André confessa a Beatriz que não gostou que ela tivesse provocado o despedimento de Patrícia mas a namorada faz-lhe ver que foram justificados os seus ciúmes e que nem sequer desejou que Gonçalo afastasse a ex-mulher da fábrica. André vai amolecendo o coração e acaba por aceitar passar a noite com Beatriz, sem conseguir resistir à sua sedução.

Patrícia vai a casa dos Queiroz para levar a filha consigo, reclamando estar com ela no fim de semana que lhe compete. Mais uma vez sai frustrada porque Antónia reafirma que não podem obrigar Kika a ir com ela, quando a filha não a quer ver. Antes de ir embora diz-se saturada de tantas contrariedades e lamenta também ter sido despedida por Gonçalo. Antónia fica surpreendida e diz que vai confrontar o filho para saber as razões da sua decisão. Patrícia apressa-se a dizer que não vale a pena, pois não quer que a ex-sogra venha a saber que ela beijou André.

Já a sós com Kika, Antónia insiste para que ela lhe conte a razão de não querer estar com a mãe. A neta repete que é por tudo o que tem saído nos jornais e pede à avó que deixe o pai voltar lá para casa. Antónia promete falar com André e Amélia sobre o assunto, embora adiante que eles não vão gostar de ter Gonçalo de novo lá em casa.

Pedro e Hugo ensaiam o seu número de anedotas para o concurso de talentos, enquanto Idalina, João, Diogo e Leonor vão acompanhando sem grande entusiasmo as piadas que eles contam. Leonor e Diogo esboçam a intenção de voltarem para casa e os rapazes decidem ir convidar Messias a assistir ao ensaio. O pescador acede contrariado, lembrando que por ser membro do júri não devia estar ali mas à primeira piada desaba a rir sem parar.

Rute regressa a casa, furiosa com o facto de Tina não a ter deixado inscrever-se no concurso de talentos e Daniel e Sílvia aproveitam para a sondar sobre a conversa que ouviu à mãe há dezasseis anos, em que ela comentava com alguém que Hugo tinha vindo trocado da maternidade. Rute confirma tudo o que então ouviu da boca da mãe e nem sequer desconfia das intenções dos irmãos.


nas redes

pesquisar