SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

217º episódio – 25 de maio (segunda-feira)

Beatriz cobra a dívida e exige a sua parte na Conservas do Sado!

(c).RuiCarlosMateus.1954

Eva continua obcecada em arranjar um marido para que possa ter um filho. Catarina lembra-lhe que existem outras formas de ser mãe e dá o seu próprio exemplo com Tiago. Nuno chega entretanto e Eva fica constrangida. Depois de ele as deixar de novo a sós, Catarina diz à amiga que ele ainda tem um fraquinho por ela. Eva responde que quando acaba com uma relação é de vez.

Gonçalo não concorda que a família venda a casa do Algarve por metade do preço para ajudar a pagar a dívida da família a Beatriz, mas é obrigado a seguir a vontade da maioria. André informa que fez uma tentativa para que Beatriz aceite o pagamento da dívida em prestações, mostrando-se esperançado que ela aceite a sua proposta.

Rute deixa Idalina e Sílvia preocupadas, insistindo em que a fábrica pode ser vendida, colocando em risco os postos de trabalho.

André e Diogo preparam-se para uma reunião importante com clientes, esperançados em receber uma encomenda que lhes permita manter a empresa aberta.

Beatriz reúne-se com Antónia, Gonçalo e Patrícia e ao constatar que a família Queiroz não tem a totalidade do dinheiro que lhe deve, reclama a sua parte na empresa e um lugar na administração. Gonçalo, Antónia e Patrícia ficam espantados com a intransigência de Beatriz.

Beatriz exige participar em todas as decisões das Conservas do Sado e ocupar o lugar a que tem direito na administração da empresa, já que a família Queiroz não conseguiu reunir todo o dinheiro que ela tinha emprestado a Frederico. Gonçalo não esconde a sua fúria e Patrícia a sua irritação. Antónia, mais moderada, parece disposta a aceitar pacificamente a situação, depois de Beatriz garantir que precisa de outra fábrica para expandir o seu negócio para o estrangeiro.


Martim propõe a Leonor que façam um mergulho em família com Carlota mas perante a sua falta de entusiasmo, desabafa com mágoa que ela o está a castigar por lhe ter escondido que foi Amélia quem involuntariamente matou Frederico. Leonor acaba por sentir que está a ser injusta com o namorado e pede-lhe desculpa, aceitando fazer o programa familiar que ele sugeriu.

Sebastião mostra o seu desagrado a Madalena por ela ter aceitado voltar a trabalhar no hotel, argumentando que vai ter menos disponibilidade para se lançar definitivamente como escritora. No entanto, ela percebe que o desconforto de Sebastião é outro, quando ele reconhece que continua sem aceitar que ela tenha posado para as fotografias do calendário que a associação recreativa produziu. Mais uma vez, Sebastião e Madalena não se entendem e têm mais uma discussão.

Eva continua a sentir-se ansiosa por não encontrar alguém que possa dar-lhe um filho. Sara, que está de saída para uma consulta de ginecologia, confessa à cunhada que, quando era nova, fez um aborto e que tem dúvidas se poderá engravidar outra vez. Eva tenta disfarçar o choque com a revelação de Sara.

Laurinda e Henrique ficam estarrecidos quando Mateus os proíbe de voltarem a ver o neto, afirmando que não são o melhor exemplo para a criança, porque se recusaram a ajudá-lo e o expulsaram de casa. Depois de deixar os pais em estado de choque, Mateus regressa a casa do mestre João e avisa que não quer que os pais vejam Henriquinho. João opõe-se e dispara que deixa entrar em sua casa quem quer, enquanto Vitória diz a Mateus para não ser idiota. Ele reafirma a sua decisão e insiste que não quer que o filho conviva com os avós.

Joni oferece ajuda a Tina para transportar o gelo para a banca do peixe, mas ela mostra-se arisca e o peixeiro começa a provocá-la insinuando que o namorico com Messias não a satisfaz. Tina reage ainda com maior azedume e fica irritada quando Clara aparece. Esta pede para falar com o namorado e fica esperançada em que ele aceite mudar-se com ela para Coimbra, onde vai trabalhar.

 

Beatriz conta a Catarina que não aceitou a proposta dos Queiroz para receber em prestações o dinheiro que lhe devem, porque combinou com os sócios da fábrica de Aveiro fazer um aumento de capital, dando como garantia o dinheiro que tinha para receber. Catarina avisa-a de que será perigoso enfrentar Gonçalo e ela mostra-se preocupada por não ter contado toda a verdade a André sobre as suas intenções.

André discute com Gonçalo porque o irmão insinua que ele se aliou a Beatriz para que ela conseguisse ficar com parte da empresa de conservas e ameaça fazer-lhe a vida num inferno se ela insistir em ficar na administração. Patrícia fica com ciúmes, desconfiada de que André tem uma relação com Beatriz.

Idalina e Sílvia comentam com preocupação o facto de Beatriz ter saído muito confiante da reunião que teve com os Queiroz e de André ter voltado a aparecer na fábrica. Rute, venenosa, dispara que até talvez fosse bom mudarem de patrão. Idalina muda de assunto e sugere a Sílvia que peça ajuda a Diogo para arranjar trabalho no hotel de Martim. Sílvia, como sempre, recusa pedir favores ao ex-namorado. Entretanto, Rute fica enciumada por Idalina dar mais atenção a Sílvia e muda a página do calendário que exibia a foto da irmã, trocando-a pela sua fotografia.

Bento insiste com Cremilde para se envolverem intimamente mas a namorada desvia a conversa para que Adelaide não perceba do que é que estão a falar. O peixeiro torna a conversa mais picante e Cremilde acaba por mandá-lo embora.

Mateus alicia Tiago, Hugo e Kika para apostarem no jogo do peixe através da internet mas Carlota é de opinião que aquilo é uma parvoíce. Elsa aparece na Lataria com uma t-shirt estampada com um desenho de Tiago. Carlota fica com ciúmes porque o namorado não lhe ofereceu uma e decide ir embora com Kika. O constrangimento dos amigos é evidente, tal como a preocupação de Tiago pela reação inflamada de Carlota.

Leonor oferece ajuda a Júlia para conversar com Elsa, depois de a amiga se queixar do comportamento da filha. No entanto, Júlia receia que Elsa reaja mal.

Sebastião desabafa com Martim as suas inquietações com Madalena por ela querer voltar a trabalhar no hotel. O amigo aconselha-o a ser mais tolerante com a namorada.

 

Amélia e Antónia ficam preocupadas, depois de Carlota contar que está determinada em descobrir onde é que o seu irmão gémeo foi sepultado e que Gonçalo tem estado a ajudar Leonor nessa busca.

Gonçalo faz amor com Lídia no seu gabinete, compensando-a por estar a ajudá-lo a tentar localizar a campa do filho.

Leonor pega ao colo o bebé de Vitória mas desfaz-se em lágrimas e tem de ser amparada pelo mestre João.

Beatriz confessa a André que foi obrigada pelos seus sócios de Aveiro a exigir o pagamento integral do dinheiro que a família dele lhe deve. Ao mesmo tempo, declara que voltou a apaixonar-se por ele e beija-o levemente, sem que André a rejeite.


nas redes

pesquisar