SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

215º episódio – 22 de maio (sexta-feira)

Gonçalo e Leonor descobrem que não é o seu filho que está na campa

Christian Gnad

Martim volta a pedir desculpa a Leonor por lhe ter escondido que foi Amélia quem matou Frederico, justificando que a ex-mulher precisou do seu apoio por ter ficado muito perturbada depois do que fez. Leonor assegura que só está a guardar segredo para evitar que Carlota sofra mais uma desilusão. O relacionamento entre Leonor e Martim degrada-se a olhos vistos e ela chama-lhe à atenção para isso.

Amélia fica ansiosa e à beira de mais uma reacção descontrolada quando Antónia conta a André que Gonçalo vai ser constituído arguido no processo da morte do pai, pois a polícia encontrou sangue de Frederico no seu capacete. Amélia diz que precisa de falar com Martim mas tem de disfarçar o seu verdadeiro motivo, perante a estranheza da mãe e do irmão com a sua proximidade ao ex-marido.

Gonçalo é mais uma vez interrogado na Polícia Judiciária e o inspector Serra informa-o que vai ser presente a um juiz para ser constituído arguido, porque encontraram sangue do pai no seu capacete e ele não consegue provar que foi dar um passeio de mota quando Frederico morreu. Gonçalo reafirma que nada tem a temer nem a esconder.

Daniel censura Messias por ter incentivado a ajudado a sovar Rogério, por ele se ter envolvido com as mulheres do bairro, solteiras e casadas. Joni aprova a tareia que o carteiro levou, acreditando que lhe vai servir de lição. Tina acaba com a conversa, mais preocupada em arranjar dinheiro para mandar imprimir o calendário em prol das viúvas dos pescadores. Fica irritada com Rute que se mostra agastada por não ver as suas fotos estampadas no calendário e chama-lhe egoísta. Joni desanima sem conseguir encontra uma solução para o problema e Rute apressa-se a ir ter com Filipe, assim que ele entra na Lataria e arrasta-o para um local mais discreto. Assim que pode, começa a seduzi-lo mas ele esquiva-se e diz que é um homem casado, que fez as pazes com a mulher e que não continuará a traí-la. Rute faz chantagem com ele e obriga-o a entregar-lhe trezentos euros, na esperança de comprar o seu silêncio.

 

Mateus reclama por Nuno o ter obrigado a lavar a loiça da casa para pagar o jantar e desafia Bento para voltar a organizar o jogo do peixe, uma vez que está a precisar de ganhar dinheiro urgentemente. O tio recusa, afirmando que Eva o descobriu e ameaçou entregá-lo de voltasse a patrocinar qualquer atividade ilegal. Mateus sabe como convencer o tio e Bento acaba por aceitar a sua proposta de fazerem o esquema de apostas na internet.

Pedro pergunta a Hugo por Kika e o amigo, embora escondendo a razão que a levou a namorada a discutir com a mãe, afirma que ela tem de ser apoiada, pois está a suportar muitos problemas familiares. Pedro confessa depois que está a passar um mau bocado por estar afastado de Elsa, de quem ainda gosta.

Rute surpreende toda a gente do bar, ao oferecer duzentos euros para ajudar a pagar a impressão do calendário cuja receita vai reverter para as viúvas do bairro.

Idalina ajuda Adelaide a entrar em casa com Rogério, que está muito dorido pela sova que os pescadores lhe deram. Adelaide tenta ilibar o filho de se ter metido com as mulheres alheias e tenta desviar as atenções ao insistir no gosto que faz no namoro se Tina com Messias. A neta fica irritada e reafirma que é apenas amiga do filho de Idalina. Esta fica entusiasmada, assegurando que também lhe agrada que o filho esteja com outra namorada que não seja Rute. Adelaide espera ficar a sós com Rogério, para lhe dizer que ou arranja também uma noiva ou acabará numa cadeira de rodas.

Júlia prepara-se para dar mais um raspanete a Elsa mas a filha, indignada com o facto de a mãe estar desconfiada por ela ter chegado outra vez a casa tarde, confessa que foi ao centro comercial devolver os brincos que tinha roubado. Júlia pede desculpa a Elsa e depois de abraçar e dizer à filha que está orgulhosa da sua atitude, promete dar-lhe mais espaço.

Carlota, Kika e Tiago conversam com Nuno sobre a aula de vela em que vão participar. Carlota insiste que Tiago devia inscrever-se mas ele volta a frisar que a sua praia não é a vela mas sim os desenhos. A namorada conta entretanto que a sentença do processo de falsificação de documento já saiu e que ele vai cumprir trabalho comunitário. Patrícia aparece para falar com a filha e Kika aceita ouvi-la, mas só para afastar os amigos, pois não quer que eles saibam que a mãe se envolveu mesmo com o avô Frederico. Depois de ficar sozinha com a mãe, Kika reafirma que nunca mais a quer ver e que nunca lhe perdoará por ter engravidado do avô. Patrícia fica arrasada por ser mais uma vez escorraçada pela filha.

Gonçalo regressa a casa e conta a Antónia e André que foi constituído arguido no processo da morte do pai e que ficou com termo de identidade e residência. Amélia fica muito enervada mas disfarça. Já Antónia e André estão surpreendidos com o à-vontade de Gonçalo e ele afirma que agora dava jeito que descobrissem quem matou Frederico. Sabendo que a culpa foi sua, Amélia fica muito ansiosa.

Carlota convida Martim para ir passear de barco com ela, os amigos e a mãe, reafirmando que há muito tempo que não fazem um programa em família. Pela filha, Leonor aceita que ele vá com elas. Martim agradece à noiva, dando-lhe um beijo na cara. Entretanto, Kika pede a Leonor se pode dormir em sua casa um dia destes e ela abraça-a, dizendo que o poderá fazer até nesse mesmo dia se quiser. Patrícia observa tudo ao longe e fica cega de raiva.

Meses mais tarde, Leonor continua a ter pesadelos, sonhando que visita a campa do filho e que ele a chama ao longe sem que se deixe ver. Martim fica desagradado quando ela recebe uma chamada de Gonçalo e combina encontrar-se com ele nessa mesma manhã.

A empatia entre André e Beatriz mantém-se e ela confessa que está cada vez mais interessada em ficar com parte das Conservas do Sado como forma de poder expandir a sua actividade e internacionalizar a sua empresa, as Conservas da Ria. André tenta mais uma vez que ela aceite prolongar o prazo de pagamento da divida que os Queirós contraíram. O máximo que consegue é um convite para jantar.

 

Gonçalo entrega a Leonor o envelope que contém o resultado do teste de ADN, do bebé que julgavam ser o seu filho. Leonor limita-se a ler que as ossadas que analisaram não pertencem ao seu bebé. Gonçalo fica pasmado a olhar para ela.

Gonçalo e Leonor percebem que o bebé que estava sepultado não é o filho que perderam há dezasseis anos e decidem procurar pistas na Segurança Social para o localizarem. Leonor fica chocada por Gonçalo ter solicitado um teste de ADN ao bebé que estava enterrado, sem respeitar os procedimentos legais e pede-lhe que assegure que a sepultura ficará como estava.

Patrícia e Antónia conferem o dinheiro que conseguiram juntar para pagarem a divida da família a Beatriz mas constatam que o que venderam não chega. Patrícia fica incomodada ao saber que André recuperou a amizade que tinha com Beatriz, embora isso não a tenha demovido de cobrar a dívida.

Amélia pede desculpa a Martim por lhe ter ligado, mas confessa que precisava desabafar a sua angústia por não haver desenvolvimentos que afastem de si a suspeita de que matou o pai, ao mesmo tempo que desespera com o facto de Gonçalo não ter sido ainda ilibado. Por outro lado, assume que lhe custa vê-lo com Leonor e Carlota, sentindo que não tem ninguém. Martim esforça-se por animá-la.

Sebastião não esconde a frustração por não conseguir encontrar inspiração para escrever e preocupado com a pressão que a sua editora tem feito. Madalena, muito jovial e confiante, desafia-o para ir consigo conhecer o sobrinho, que deixou a maternidade, mas o escritor prefere ficar em casa, na fé de que a sua inspiração vai voltar. Madalena comenta com o namorado que é pena que o pai não se dê com ele, pois pela casmurrice, seriam certamente amigos.

Vitória e Mateus levam o filho para casa e Messias oferece um babygrow do Vitória de Setúbal. João e Idalina estão radiantes com o neto. O mestre convida Mateus para almoçar, mas Vitória não gosta da ideia e desvaloriza o papel de pai do bebé. João suspira e diz a Mateus que faz o que pode para que a filha o aceite.

Eva e Sara lamentam-se por ainda não terem conseguido ser mães. Já Laurinda, resmunga porque Henrique se atrasou para ir ver o neto e critica Mateus por não ter conseguido que o bebé ficasse com ela, em vez de estar em casa dos avós maternos. Ao mesmo tempo, interroga-se sobre onde é que o filho tem arranjado dinheiro para pagar as contas e Eva confirma que o irmão tem cumprido. Henrique faz sensação ao aparecer em casa com um peluche gigante e Sara mostra-se ansiosa a Filipe por não conseguir engravidar. Ele desvaloriza a situação e tem de disfarçar quando recebe uma mensagem de Rute a dizer que já não consegue estar afastada dele.

Assim que pode, Filipe responde a Rute e insiste que já lhe disse para o deixar em paz e não lhe mandar mensagens. Ela sorri com a resposta e ouve Sílvia reconhecer que está nervosa antes de saber as notas que teve nos testes que faz.

 

Patrícia acusa Gonçalo de não se preocupar em salvar a empresa de cair nas mãos de Beatriz mas ele manda-a preocupar-se com os processos a que tem de responder. A ex-mulher afirma com segurança que quem vai acabar por ser preso será ele. Gonçalo lembra-lhe que no processo de rapto de Leonor, existe uma testemunha que pode comprometê-la.

Antónia e Amélia estão apreensivas com o destino da fábrica, pois sabem que não possuem o dinheiro que permita pagar tudo o que devem a Beatriz. Sebastião vista a irmã e a sobrinha, confessando-lhes a sua falta de inspiração para escrever. Venenosa, Antónia pergunta ao irmão se ainda não viu Madalena nas fotos do calendário a favor das viúvas dos pescadores. Ele fica um pouco constrangido mas disfarça.

Martim faz sentir a Leonor o seu desagrado por ela estar próxima de Gonçalo enquanto procuram o filho que perderam. No entanto, dispõe-se a ajudar a contar a Carlota que o bebé que está na sepultura que visitaram, não é o seu irmão desaparecido.

Luís é a primeira baixa na empresa de André e Diogo volta a sentir-se culpado pela queda da hAPPy. O amigo e patrão reafirma que isso não é verdade e assume que a empresa perdeu o lugar no mercado.

Clara conta a Joni que recebeu uma proposta de trabalho para Coimbra e ele fica entre a espada e a parede quando ela deixa claro que gostava que ele fosse com ela.

Bento insiste em convencer Cremilde a ter maior intimidade com ele e tenta entusiasmá-la com o jogo sedutor do cação saltarico. A peixeira diz que não aceita ser desrespeitada e ele oferece-lhe uns brincos em filigrana que diz não serem verdadeiros. Adelaide chega entretanto com Rogério e faz com que Cremilde mande Bento à sua vida. Adelaide começa a aborrecer Rogério com a obsessão de lhe arranjar uma namorada e ele deixa-a a falar sozinha.

 

Na Lataria, Mateus brinda com Messias ao nascimento do filho. Tina e Aurora também entram na festa e a vendedora de legumes beija Mateus na face. Rogério vê esse beijo e fica com ciúmes. Mesmo assim vai pedir a Aurora que aceite ser sua noiva mas ela lembra que se separou do marido e não foi para arranjar outro. Messias não gosta de ver Rogério a falar com Aurora e Tina frisa que quem tentar bater outra vez no tio terá de lhe bater primeiro. Bento confirma com Mateus que ele está apto a gerir on-line o jogo do peixe, lembrando que já se habituou a ter uma folga na conta bancária.

Laurinda e Henrique visitam o neto recém-nascido. João lamenta que o bebé não cresça com os pais juntos e Laurinda disfarça mal os ciúmes por não ter o neto em sua casa. Vitória assevera que não pretende afastar o filho dos avós paternos.

Júlia mostra-se apreensiva por ter de ir testemunhar em tribunal contra Patrícia mas Leonor afirma sem compaixão que espera que ela seja condenada. Júlia receia que Elsa volte a ter uma reacção por causa do processo que envolveu o pai e os seus comportamentos violentos.

Elsa lancha com Tiago em casa dele e confessa que prefere a sua companhia à de Pedro, pois compreende-a melhor. Catarina causa sensação no filho ao aparecer com uma t-shirt estampada com um dos seus desenhos.

Beatriz chega entretanto e fica à conversa com Catarina e conta à amiga que vai jantar com André que acha bastante atraente, mas vinca que a última coisa que quer é apaixonar-se por um Queiroz, ainda mais a um dia de expirar o prazo de pagamento da sua divida.

Gonçalo seduz a sua amiga da segurança social para descobrir onde é que o filho está sepultado.

Kika afirma com raiva e determinação a Hugo que quer que a mãe seja julgada e condenada para não ter de vê-la, pois Patrícia desiludiu-a em toda a linha com os escândalos em que se envolveu.

Patrícia procura Lucas na cadeia e oferece-lhe dinheiro para que diga em tribunal que ela não teve nada a ver com o rapto de Leonor e que não ajudou Xavier a atraí-la para a matar. 

nas redes

pesquisar