SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

209º episódio – 15 de maio (sexta-feira)

Kika pede a Leonor que ilibe Patrícia

Christian Gnad

Rute aborda Patrícia quando esta chega à fábrica e confessa o receio de ser despedida se Gonçalo for preso pela morte do pai. Patrícia não esconde que ficaria satisfeita com o marido a ir parar à cadeia e diz à funcionária que não se preocupe, pois tem o emprego assegurado. Perante a curiosidade de Idalina e Sílvia, Rute comenta que Patrícia já se está a ver como dona daquilo tudo.

Tina procura saber porque é que Cremilde está tão triste e preocupada mas a mãe não abre o jogo. Kika aparece em casa da avó e mostra-se preocupada porque o pai está a depor na polícia e é o principal suspeito da morte do avô. Tina e Cremilde ficam penalizadas por verem a menina tão desanimada.

Leonor conta a Martim que está desconfiada de que a campa que visitou com Carlota não é a do seu filho e diz que tem de apurar a verdade e que para isso está determinada a falar com a senhora que assegura a limpeza da campa desde que o corpo ali foi enterrado. Martim e Leonor abraçam-se mas são interrompidos pela chegada de Amélia, que pede desculpa dizendo que precisa de falar com Martim. Leonor fica muito incomodada.

Amélia, muito nervosa, diz a Martim que não pode consentir que Gonçalo seja preso quando foi ela quem matou o pai. Martim garante que isso não vai acontecer e tenta acalmá-la, aconselhando-a a ir para casa, pois se continuar a procurá-lo vai levantar suspeitas, já que Leonor já começou a fazer perguntas. Amélia suplica ao ex-marido que a deixe ficar mais um pouco no hotel e Martim suspira, agastado.

 

Gonçalo regressa à fábrica e causa surpresa a Patrícia quando entra no gabinete. Ela ironiza e diz que pensava que ele tinha ficado preso mas rapidamente perde o sorriso quando Gonçalo faz entrar o inspetor Serra que lhe diz que tem de o acompanhar, pois é neste momento a principal suspeita pela morte de Frederico. Patrícia olha com desespero para o inspetor, enquanto Gonçalo esboça um sorriso triunfante.

Patrícia resiste a ir com os agentes para a esquadra, alegando que o seu álibi para ser excluída como suspeita da morte do sogro é o facto de estar a falar com Leonor quando o crime ocorreu. O inspetor Serra revela que entre uma coisa e outra, existe um intervalo de tempo em que ninguém a viu, para além de ter escondido que era amante de Frederico. Patrícia olha com ódio para Gonçalo, que desfruta o momento. O inspetor Serra ameaça algemar Patrícia se não os acompanhar de livre vontade e ela aceita ir prestar declarações, dizendo que nada tem a esconder.

Rute, Idalina, Sílvia e as restantes operárias ficam incrédulas ao perceberem que Patrícia está a ser levada pela polícia e Gonçalo apressa-se a ir dizer que a ex-mulher é a partir daquele momento a principal suspeita da morte do pai dele.

Martim pede desculpa a Leonor por mais uma intromissão de Amélia mas a mergulhadora diz não entender como é que a ex-mulher, de cada vez que fica perturbada com alguma coisa, recorre a ele. Leonor fixa os olhos em Martim e pergunta-lhe se não lhe está a esconder algo. Ele fica desconfortável mas consegue dizer que não.

Nuno insiste com Júlia para que vá com Elsa jantar a sua casa, para conversar com a miúda e fazer-lhe ver que tem de respeitá-la. Júlia teme que ela reaja mal, como fez depois da conversa que o mestre João a obrigou a ter, achando que ela anda a fazer queixa dela aos vizinhos e que lhe perdeu o respeito. Nuno desvaloriza e diz que a filha só a quer magoar, evitando que ela se imponha. Júlia percebe a intenção do amigo e diz que vai perguntar à filha se quer ir jantar com eles.

Pedro vai convidar Elsa para ir com ele assistir à sessão fotográfica para o calendário da associação mas ela trata-o mal e diz que prefere ficar a ver televisão e que não entende porque é que a foi convidar se já nem sequer namoram. Pedro, na sua humildade, confessa que ainda gosta dela mas Elsa mostra-se insensível e permite que ele se vá embora, desiludido.

Mateus implora a Laurinda que o ajude a enfrentar o processo que a empresa de que era fornecedor lhe moveu. A mãe recusa dar-lhe dinheiro e Henrique aparece nesse momento e inicia uma violenta discussão com o filho, dizendo que enquanto for vivo nunca mais lhe dará dinheiro. Mateus reclama a herança da família, o que deixa o pai ainda mais irritado, dizendo que não o quer mais naquela casa. Laurinda espera que Henrique saia e diz a Mateus que é melhor ir dar uma volta e pensar no que quer fazer da sua vida.

Sara prepara-se com Eva para a sessão fotográfica e diz que tem de escolher uma roupa discreta. A cunhada pergunta se o irmão continua ciumento e Sara confessa que o que mais a aborreceu foi ele ter escondido que ia comprar a casa. Eva defende Filipe e explica que ele quis fazer-lhe uma surpresa e pede à cunhada que lhe dê um desconto. Joni chega entretanto e pede-lhes ajuda para encontrar a modelo que substitua Carla. Eva sugere-lhe que convide Catarina e o peixeiro vai mandar-lhe imediatamente uma mensagem.

Carlota tenta convencer Tiago a revelar no tribunal o nome do amigo que lhe falsificou os documentos para que pudessem casar mas o namorado insiste em não denunciar quem o ajudou. Joni entra em casa nessa altura à procura de Catarina e traz consigo a revista Limite Radical e elogia os desenhos que Tiago fez para aquele número, acrescentando que o próximo cartaz da Associação Cultural será feito por ele. Tiago fica envergonhado e rejeita o estatuto de artista famoso. Carlota também o elogia a Tiago dá mostras de começar a lidar melhor com o sucesso. Ela beija-o, orgulhosa.

 

Gonçalo vai a casa dos pais para contar que Patrícia foi levada pela polícia, suspeita de ter matado Frederico. Amélia fica de novo angustiada e balbucia, sem que alguém a entenda, que é tudo muito injusto. Gonçalo quer avisar a filha mas Antónia diz que Kika está em casa de Cremilde e que talvez seja melhor esperar para confirmarem se Patrícia é formalmente acusada. No entanto, Gonçalo defende que é melhor telefonar, para que a menina não saiba pelos jornalistas o que se está a passar.

Cremilde atende a chamada de Antónia e fica destroçada quando a comadre lhe conta que Patrícia foi levada pela polícia, suspeita de ter assassinado o sogro. Apesar de estar enervada, consegue contar à neta de forma suave que a mãe voltou à esquadra para esclarecer algumas dúvidas que a polícia tinha, escondendo que a mãe pode ficar detida. Tina resmunga com Adelaide, que insiste em ir fiscalizar a sessão fotográfica para que não haja poucas-vergonhas.

A sessão de fotografia começa num armazém de pesca e Madalena vai dando as suas instruções a Eva, arrancando-lhe poses sensuais que Daniel aprecia e comenta entre dentes. Rute, sempre arrogante, diz que a única bomba ali é ela, enquanto o irmão dispara com ironia, que ela deve ter aprendido na igreja a ser tão modesta.

Joni chega ao armazém e Tina pressiona-o para que arranje alguém que substitua a ausência de Clara. Ele, aflito, recorre a Madalena e convence-a a considerar a possibilidade de posar para a câmara, resolvendo assim o problema. Entretanto, Madalena começa a fotografar Sara e Filipe não aguenta ver a mulher naquelas poses ousadas e faz uma cena de ciúmes, obrigando-a a terminar a sessão. Sara fica muito envergonhada e Eva comenta com Madalena que o irmão só vai aprender quando a mulher correr com ele.

Diogo vai a casa de Sílvia para irem juntos à sessão de fotografia, justificando que também foi convidado a participar. Ela continua a tratá-lo com rispidez e a pôr na sua boca considerações que ele não faz. No entanto, quando Diogo se oferece para a ajudar a estudar, genuinamente preocupado com ela, Sílvia aceita pensar em aceitar a sua oferta.

Tina vai buscar Messias a casa e começa a elogiar-lhe o corpo. Rute tem a mesma ideia e fica furiosa, fazendo uma cena ao perceber que Tina chegou primeiro. Messias fica alarmado e Tina faz-lhe ver que Rute só está a fazer-se de vítima porque está com dor de cotovelo.

 

Mateus queixa-se a Vitória porque os pais recusaram ajudá-lo no processo que a empresa para quem trabalhou lhe moveu. Ela coloca-se ao lado de Laurinda e Henrique e diz que ele devia pedir-lhes desculpa por ter reclamado a sua herança, dando a ideia que lhes estava a desejar a morte. Mateus recusa porque o pai quer que ele volte a trabalhar com a mãe nas ostras e pede a Vitória que lhe dê guarida para passar a noite. Ela responde que nem pensar nisso, que a sua casa é pequena.

Adelaide leva Rogério à sessão fotográfica e Hugo anuncia a chegada do Casanova. A beata apressa-se a dizer que o filho é agora um acólito, um homem de Deus e Vitória troça, perguntando se ele se lembra do Pai Nosso. Adelaide fica zangada mas desvia o assunto e chama Tina para lhe entregar a roupa que quer que ela vista na sessão fotográfica. A neta responde-lhe que ninguém deve esconder o corpo que Deus lhe deu. Rogério oferece-se para a acompanhar e vigiar, mas Adelaide percebe que ele quer é ir ver as mulheres e repreende-o.

Entretanto, Bento convence um dos modelos a ceder-lhe a sua vez a troco de dinheiro e vai a casa de Cremilde para a convencer a ir assistir à sessão fotográfica com ele. A peixeira está consumida com o facto de Patrícia ter sido levada pela polícia e revela pouca vontade de sair mas Kika convence a avó a ir divertir-se.

Gonçalo vai a casa de Cremilde e tenta convencer Kika de que Patrícia vai mesmo ficar presa por ter matado Frederico, dizendo que a vai levar para casa da avó Antónia A menina diz que não acredita que a mãe tenha assassinado o avô e recusa-se a ir com ele. Tina aparece nesse momento e expulsa Gonçalo, convidando a sobrinha para ir com ela assistir à sessão fotográfica mas Kika prefere ir até à casa de Hugo.

 

Beatriz propõe a André ajudá-lo a recuperar a empresa e diz que já sugeriu os seus serviços a uns amigos que estão à procura de um software novo, estando ainda na disposição de lhe comprar a quota nas Conservas do Sado. Ele fica admirado e ela esclarece que apesar de pretender arrasar a sua família, decidiu poupá-lo, pois tem informações de que ele é a única pessoa decente entre os seus. André fica indignado e vira as costas a Beatriz, que fica desconcertada.

Sílvia fica furiosa por ver a cumplicidade entre Diogo e Madalena durante a sessão fotográfica e decide ir para casa quando ele se disponibiliza a fotografar a amiga.

Tina provoca Joni e murmura a Messias que ele vai deixar as mulheres todas doidas. Entretanto, Bento aparece com Cremilde e convence Joni a deixá-los substituir o rapaz a quem ele comprou o mês. Cremilde fica irritada por ele ter decidido tudo sem a consultar, mas acaba por aceitar fazer as fotografias incentivada por Tina.

Patrícia nega que tenha matado Frederico e acusa Gonçalo de estar a tentar incriminá-la. O inspetor Serra confronta-a com as provas de que era amante do sogro e Patrícia acaba por confessar que tiveram um caso breve.

Antónia vai a casa de Cremilde para ir buscar Kika e ouve os desabafos da comadre, destroçada com a perspetiva de que a filha tenha mesmo assassinado Frederico. Antónia tenta confortá-la e diz que os pais não são responsáveis pelos erros dos filhos. Tina interrompe a conversa quando entra em casa muito preocupada e anuncia que Kika desapareceu.

Martim e Leonor conversam enquanto põem a mesa para o jantar. Nesse momento, Kika bate-lhes à porta e implora a Leonor para que vá dizer à polícia que estava com Patrícia quando o avô foi assassinado, pois só ela pode evitar que a mãe seja presa. Leonor fica sem saber o que dizer.

Leonor fica desconcertada com Kika que lhe suplica que vá à polícia e diga que a mãe estava consigo quando Frederico foi morto. Martim está incomodado com a conversa, pois sabe que foi Amélia quem atropelou o pai e pede a Kika que vá ter com Carlota para conversar com Leonor. Depois da menina os deixar a sós, Martim tenta convencer Leonor a ilibar Patrícia, pois não tem a certeza de que ela tenha cometido o crime. Leonor estranha a compreensão de Martim e lembra-lhe que é de Patrícia que estão a falar. Ele reafirma que não será correto que alguém seja preso pelo que não fez e Leonor decide levar Kika a casa e conversar com ela pelo caminho, na esperança de a acalmar. Martim concorda e diz que fica a tomar conta de Carlota.

nas redes

pesquisar