SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

200º episódio – 5 de maio (terça-feira)

Martim impede Amélia de confessar o homicídio de Frederico 

(c).RuiCarlosMateus.1954

Laurinda regressa de Barcelona e conta com entusiasmo que adorou a viagem. Henrique tenta disfarçar a sua felicidade pelo regresso da mulher e fica enciumado quando ela revela que conheceu pessoas muito interessantes. Laurinda acrescenta que quer fazer a próxima viagem com ele mas fica irritada quando Madalena diz que podem começar por ir visitá-la no Dubai, pois já comprou o bilhete de avião.

Sílvia descobre que Hugo comprou um vestido para seduzir Tina e esta quase lhe bate quando percebe que afinal ele é o seu admirador secreto. Em casa, Daniel, Sílvia e Rute decidem o castigo a dar ao irmão por ter gastado dinheiro de todos para comprar o vestido que ofereceu a Tina.

Adelaide convence Agostinho de que Rogério perdeu a memória e o padre propõe que ele passe a ajudá-lo no trabalho na igreja. Tina entra como um furacão em casa e quando a avó pergunta que bicho lhe mordeu responde que não foi um bicho, foi um pirralho, furiosa por ter descoberto que Hugo é o seu admirador secreto.

Gonçalo, André, Patrícia e Antónia discutem e trocam acusações, insinuando as razões que cada um teria para matar Frederico.

Cremilde consola Kika que está muito abalada com a morte do avô. Eva aparece entretanto e Cremilde fica preocupada quando ela diz que precisa dos seus dados para a polícia a interrogar sobre a morte de Frederico.

Antónia não quer perder tempo e insiste em contar à polícia que não atropelou o ex-marido e que as chaves dos seu carro foram roubadas.

Carlota fica em estado de choque quando Leonor lhe conta que o avô Frederico foi atropelado e que morreu.

Cremilde regressa a casa muito abatida e conta a Adelaide e Tina a tragédia que se abateu na fábrica de conservas com a morte de Frederico. Tina dispara logo que a irmã deve estar envolvida, pois tinha razões de sobra para matar o sogro. Bento aparece feliz e contente, desafiando Cremilde para um passeio. Ela responde que não está para voltinhas e o peixeiro pergunta com malicia se a namorada também está indisponível para o Cação Saltarico. Cremilde fica furiosa e expulsa-o de casa. Tina e Adelaide ficam curiosas e Cremilde decreta que não quer nem mais uma palavra sobre o assunto.

 

Elsa discute com Júlia, desagradada com o facto de a mãe ter ido contar a Idalina que a apanhou em trajes menores com Pedro. Júlia fica desesperada por não conseguir entender-se com a filha, nem travar a sua rebeldia.

João conversa com Pedro, fazendo-lhe ver que talvez ainda seja muito cedo para que ele e Elsa se envolvam intimamente pela primeira vez. O filho começa a ter dúvidas sobre se quer mesmo continuar a namorar com ela e João aconselha-o a não desistir da namorada se gosta dela e numa altura em que Elsa precisa de apoio. Idalina regressa a casa e dá a notícia da morte de Frederico.

Patrícia finge-se constrangida com a morte de Frederico mas André desmonta-lhe a estratégia e lembra que ela tinha todo o interesse em vê-lo morto. Antónia entra em casa e vem desagradada porque os jornalistas já estão a desenvolver teorias sobre a morte do ex-marido, apontando-a como suspeita.

Martim leva Amélia a casa dos pais e ela tem uma crise de choro repetindo que a culpa da morte do pai foi sua. Antónia e André ficam incrédulos com o que acabam de ouvir.

Martim interrompe a confissão de Amélia, que se prepara para assumir ter sido ela a atropelar e matar o pai. Antónia não valoriza o que a filha diz e leva-a para descansar no quarto. Já André fica desconfiado pelo facto de a irmã insistir que a morte do pai aconteceu por sua culpa e questiona Martim. Este justifica que nem sequer entrou na festa porque encontrou a ex-mulher muito perturbada e achou melhor afastá-la da fábrica.

Kika aninha-se em Patrícia e não esconde que está muito impressionada com a morte do avô e que só consegue pensar em coisas horríveis. Ganhando coragem, pergunta à mãe se teve alguma coisa a ver com o assassínio de Frederico, já que ele andava a persegui-la. Patrícia reage com indignação a afiança à filha que seria incapaz de matar alguém, apesar do que ele a fez sofrer. Kika pede desculpa e confessa que está confusa com tudo o que tem acontecido na sua vida. Patrícia acarinha a filha e até permite que ela só regresse à escola quando estiver preparada para enfrentar todas as perguntas que os colegas lhe irão fazer.

Antónia, depois de deitar Amélia e de lhe dar um sedativo, vai conversar com André e pede-lhe que volte lá para casa, pois vai precisar muito do seu apoio para enfrentar os inquéritos policias à morte de Frederico, a ansiedade de Amélia e a convivência com Patrícia, em quem não confia. Apesar de contrariado, André acaba por aceder ao pedido da mãe, que desaba a chorar, reconhecendo que a morte do ex-marido a está a afetar muito, pois apesar de tudo ainda o amava.

 

Leonor comenta com Diogo o estado em que André ficou quando soube que o pai morreu e confessa que chegou a sentir pena dele. Entretanto, estranha que Martim ainda não tenha regressado a casa, depois de ter dito que ia levar Amélia a casa da mãe. Entretanto, Martim acaba por chegar e esconde de Leonor e Diogo que foi Amélia quem atropelou Frederico mortalmente.

Antónia fica perplexa quando lê as notícias e percebe que os jornais não falam de outra coisa senão na morte misteriosa de Frederico. André recomenda à mãe que não preste declarações aos jornalistas, sem antes falar com o advogado.

Bento vai ter com Cremilde a casa dela, à hora do pequeno-almoço, com o propósito de namorar. A peixeira está preocupada com tudo o que pode acontecer, depois da morte de Frederico e não gosta quando Bento tenta beijá-la. Ele desculpa-se pela insensibilidade que demonstrou e pede-lhe que se sente a seu lado, prometendo apoiá-la neste momento tão difícil.

Vindos da lota, Henrique e Filipe comentam a morte de Frederico Queiroz, noticiada pelos jornais. Henrique muda de assunto e aconselha o filho a contar a Sara que obteve o empréstimo para comprarem a casa nova, avisando-o de que não deve ocultar à mulher uma informação tão importante. Henrique afirma que não tem segredos com Laurinda e que ele deve seguir o exemplo dos pais. A mulher aparece nesse instante em cena e inicia uma discussão, acusando-o de ter escondido que permitiu a Madalena que comprasse o bilhete de avião para ir para o Dubai. Ele responde que desde que seja para ela se afastar de Sebastião até lhe pagava uma viagem sem regresso para a lua.

Entretanto, Madalena é surpreendida por Sebastião. Quando está a arrumar as mesas no restaurante do hotel, encontra um livro assinado por si, com os textos que publicou no seu blogue e com prefácio de Sebastião Cardoso. Ao voltar-se, dá de caras com ele. Sebastião e Madalena fazem finalmente as pazes, trocando juras de amor e beijando-se, apaixonados.

 

Tiago decide telefonar para a revista que o quer contratar e combina uma reunião com os responsáveis da publicação. Catarina escuta a conversa e o filho, para não dar parte fraca, continua a fingir-se desinteressado pela proposta de trabalho que está prestes a conseguir. Catarina diz que não faz sentido que continue a querer esconder o seu trabalho.

Carlota vai pedir desculpas a Amélia por tê-la acusado injustamente de ter provocado o aborto que Leonor sofreu. A mãe adotiva agradece a Leonor por ter esclarecido tudo e a mergulhadora vai para a sala, deixando-as a conversar sozinhas. Carlota recusa a sugestão de Amélia para que volte a viver ali em casa, mas promete visitá-la sempre que ela quiser. De seguida, vai ter com Leonor, deixando a mãe a sós com Martim. Este insiste com a ex-mulher para que guarde o segredo de que foi ela a matar Frederico.


nas redes

pesquisar