SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

193º episódio – 27 de abril (segunda-feira)

Helena revela a Gonçalo que foi Rodrigo quem a violou e não ele! 

Christian Gnad

Patrícia faz chantagem com Gonçalo, ameaçando contar a Kika que ele violou uma mulher se ele não desistir de se opor a que ela compre a parte de André na empresa. Rodrigo apercebe-se que eles estão a discutir e, depois de Patrícia se ir embora, vai perguntar cinicamente a Gonçalo o que se passa.

Antónia conversa com André e diz que a melhor opção que tem para salvar a sua empresa e impedir que Gonçalo volte e mandar na fábrica, é vender a sua parte a Patrícia.

Carlota não suporta mais assistir ao sofrimento de Leonor e diz-lhe que quer ir viver com ela. Leonor fica perplexa com aquela decisão inesperada.

Leonor fica radiante com o pedido de Carlota para ir viver com ela e beija-a, muito emocionada. Martim carrega as malas da filha para dentro de casa e Diogo dá as boas-vindas a Carlota. Leonor beija Martim, agradecendo-lhe a surpresa que ajudou a preparar.

Gonçalo exige a Rodrigo que marque um encontro com Helena, convencido de que ela o está a chantagear. O irmão de Martim sugere-lhe que lhe dê os 30 mil euros que ela pede, comprometendo-se a entregá-los a ela, como da outra vez. Gonçalo, furioso, insiste em encontrar-se com Helena e diz que não lhe vai dar nem mais um tostão, para desagrado de Rodrigo.

Leonor toma o pequeno-almoço com Carlota e a filha mostra-se ansiosa para que Martim comece a viver com elas como uma família. Leonor acha que devem fazer tudo com calma, até para não precipitar uma reação negativa em Amélia, por não gostar de os ver como uma família. Carlota diz a Leonor que acredita que a mãe adotiva irá aceitar bem que ela tenha decidido ir viver consigo. Leonor não está tão certa disso.

Rodrigo fica frustrado por não conseguir que Gonçalo lhe entregue os 30 mil euros que servirão para comprar o silêncio de Helena, nem mesmo quando lhe conta que ela ameaçou mandar mais cartas à sua família com as provas da violação. Gonçalo insiste que não vai dar mais dinheiro e volta a exigir que ele marque um encontro com ela.

Entretanto, Gonçalo decide agir por si próprio e consegue que Teresa lhe forneça o contacto de Helena, através dos registos que o hotel conserva dos hóspedes que já ficaram no Salinas.

 

Laurinda surpreende Sebastião ao aparecer em sua casa para lhe pedir que tente convencer Madalena a não ir para o Dubai. Refeito do choque, o escritor não sabe o que dizer.

Tina provoca Joni, por ter ganhado as eleições mas ele também consegue irritá-la quando atende uma chamada de Clara e se desfaz em mel para a namorada.

Bento chega ao mercado na companhia de Cremilde e usa o dom das palavras para a impressionar.

Mateus fica irritado com Vitória porque ela continua a não valorizar o trabalho que ele faz, preferindo fazer-lhe ver que trabalhar é normal para todas as pessoas. Messias ainda suspira por Rute e o padre Agostinho entra na Lataria para ir buscar o material da eleição para a associação recreativa, para estar prevenido caso Joni peça a recontagem dos votos.

Rute, cheia de inveja, envergonha Sílvia e sobe a uma cadeira na fábrica para anunciar aos quatro ventos que a irmã está a prejudicar o trabalho porque decidiu tirar um curso de gestão. Algumas colegas abrem a boca de espanto, enquanto outras sorriem. Idalina apoia Sílvia, que fica com raiva de Rute.

Antónia discute com Gonçalo que, ao encontrá-la no seu gabinete a expulsa, garantindo que a metade que tem das ações da fábrica vai ser reforçada com os cinco por cento que vai comprar a André. A mãe diz que ele se tornou num homem horrível, garantindo que vai ter um fim triste e que só tem pena que Kika tenha um pai assim. Agressivo e irónico, Gonçalo lembra que, pela lei da vida, ela já não estará cá para assistir ao seu fim, porque a enterra primeiro. Antónia vai-se embora, perturbada com a discussão. Uma vez a sós, Gonçalo começa à procura de Helena Amaral.

Rodrigo conta a Patrícia a sua versão da noite em que Gonçalo se envolveu com Helena e esforça-se para que ela aceite convencer o ex-marido a pagar o que a mulher quer para não o denunciar por violação. Para surpresa e desagrado de Rodrigo, Patrícia não se mostra preocupada com o choque que Kika possa ter ao saber mais uma história triste do pai, mas sim desejosa de que Helena apresente queixa contra Gonçalo.

 

Clara anima Joni por ele ter perdido a eleição para Tina mas ele diz que quem a vai animar é ele porque decidiu comprar um carro para os dois.

Agostinho vai repreender Adelaide depois de descobrir que ela fez batota nas eleições para a associação recreativa, roubando votos a Joni e acrescentando alguns a Tina, de modo a que a neta ganhasse. Tina fica desolada e furiosa com a avó, que tenta justificar-se. O padre, para não repetir as eleições, evitar um escândalo e como eles ficariam empatados, propõe a Tina que convide Joni para uma coligação, ficando ambos como presidentes da associação. Tina fica indecisa e Adelaide a disfarçar a vergonha.

Hugo planeia o encontro com Tina e tira dinheiro do envelope dos irmãos para lhe comprar um vestido igual ao da Rute para que a irmã não descubra que foi ele quem o desviou para o oferecer como admirador secreto à peixeira. Elsa vai ter com eles e ralha com Pedro por não lhe ter dito onde estava e mostra um relógio novo, dizendo que foi uma colega que lho ofereceu porque no seu pulso lhe estava a fazer alergia. O namorado não fica convencido com aquela justificação.

Tiago discute violentamente com Catarina, depois de saber que a mãe enviou desenhos seus para um concurso e nem o facto de ter ganhado o terceiro prémio lhe acalma a fúria. Catarina fica destroçada quando Tiago diz que se ela quer um filho talentoso para mostrar ao mundo tem de adotar outro.

 

Sebastião vai ao Hotel Salinas para tentar convencer Madalena a desistir da ideia de ir para o Dubai. No entanto, a conversa transforma-se em discussão, levando a que se agridam novamente com palavras duras.

Leonor confessa a Nuno e Júlia a sua felicidade por ter Carlota a viver consigo. Martim convida-a para o jantar de boas vindas que está a organizar para Rodrigo mas ela diz que só vai se Patrícia e Gonçalo não forem convidados.

Antónia vai contar a André que o advogado a avisou que se ele não vender a Gonçalo os cinco por cento que detém nas Conservas do Sado não o poderá fazer a mais ninguém porque o irmão tem direito de preferência e pode impedir qualquer outro negócio.

Helena aparece no gabinete de Gonçalo e quando ele começa a acusá-la de estar a chantageá-lo, ela esclarece que quem a violou e espancou na noite em que se encontraram foi Rodrigo. Gonçalo fica espantado.

Gonçalo ouve com estupefação o relato de Helena, que lhe assegura que quem a agrediu e violou na noite em que supostamente deveriam ter estado juntos, foi Rodrigo e não ele. A mulher conta que quando ele ficou alcoolizado, chamou Rodrigo para o levar e que ele a forçou a ter relações. Como ela recusou, ele deixou-a inconsciente com pancada e montou o cenário para o incriminar. Gonçalo fica furioso por perceber que Rodrigo lhe extorquiu dinheiro em nome de Helena e pede a ajuda dela para se vingar e limpar a sua imagem. Ela, no entanto, diz que só quer esconder aquela história e recusa falar mais do assunto, pois está magoada com Gonçalo por a ter abandonado naquela noite.

Patrícia confessa a Antónia que o facto de estar mais perto de Kika, ajudando-a nas rotinas diárias lhe tem feito bem. Antónia, por seu lado, diz que ela tem de retirar a proposta que faz a André para comprar a sua parte da empresa, porque Gonçalo tem o direito de preferência por ser sócio e que assim poderia bloquear a venda. Patrícia lamenta não poder ajudar mais e lembra-se que Martim e Rodrigo combinaram um jantar para essa noite. Antónia confirma que sim e que vai estar presente para ver Carlota, mas pede a Patrícia que não vá, para evitar constrangimentos com Leonor. Ela tenta então que Kika também não vá, mas Antónia mostra-se firme e diz que quer a neta ao seu lado. Patrícia não tem outro remédio senão acatar e muda de assunto para contar que Frederico foi intimado para ir responder à polícia pelo que lhe fez, mas que está desaparecido.


nas redes

pesquisar