SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

177º episódio – 9 de abril (quinta-feira)

Leonor confessa a André que ainda o ama!

No fim da festa de Kika, Carlota pede a André que a leve para o Hotel, pois não quer estar perto de Gonçalo nem de Patrícia. Ao despedir-se de Amélia, Carlota reclama que para a mãe nunca está nada bem e que esta torna tudo muito difícil.

Gonçalo alerta Amélia porque está a sufocar Carlota. Amélia responde-lhe que quer que a filha seja feliz mas sempre perto de si e que vai lutar por ela sempre. Gonçalo, zangado, não admite a Amélia que dê cabo da vida de Carlota por egoísmo. Gonçalo está farto e afirma que vai lutar por Carlota. Amélia fica lavada em lágrimas.

Amélia liga a Catarina a chorar. Pede para que esta a vá levar à clínica.

Patrícia bebe um chá para se acalmar e tenta convencer Antónia a ficar em casa dos Queiroz para ficar perto de Kika mas Antónia não cede.

Gonçalo sorri sarcástico e Cremilde oferece a sua casa a Patrícia que aceita imediatamente. Kika e Tina estranham a atitude de Patrícia.

No hotel, Carlota, queixa-se a André de viver dividida entre Amélia e Leonor. Está cansada que decidam por ela e que a façam sentir culpada. André defende Leonor e Carlota percebe que o tio ainda gosta de Leonor. Leonor aparece à procura de um skipper e deixa Carlota aflita. Esta não quer ser vista com Leonor para que Amélia não cometa nenhum disparate e rejeita qualquer contacto com Leonor.

André fica arrependido por ter deixado Carlota com Leonor. Admite a Nuno que ama demasiado as duas para as ver sofrer.

 

Tina desabafa a Vitória que Patrícia vai voltar a viver em casa de Cremilde. Todos ficam incrédulos.

Ágata aparece na Lataria e Vanda e Nucha acusam-na de ter tido um caso com o Casanova e incentivam-na a regressar a Espanha. Esta acaba por se retirar sentindo-se encurralada com a conversa.

Bento conversa com Cremilde e confessa ter pena de não ter ido à festa de Kika. Enquanto Cremilde vai fazer um chá, Bento pede a Adelaide que o ajude a amansar Cremilde ou vai contar-lhe que o Padre Agostinho é o pai de Rogério.

Cremilde serve o chá a Patrícia e esta mostra-se arrependida por todo o mal que causou. Cremilde afirma que a recebeu porque não consegue ver uma filha sofrer. Cínica, Patrícia emociona-se e pede desculpa.

Carlota está arrependida por ter sido bruta com Leonor e desabafa com Tiago que vai pedir-lhe desculpa.

Leonor e André entram em casa de Leonor. Conversam sobre Carlota e Leonor mostra-se arrependida por ter sido tão intransigente com André. Reconhece que este estava a proteger Carlota e que desde que soube que Carlota era sua filha não teve muitos momentos felizes com ela. Olham-se intensamente e afirmam que não deviam ter desistido um do outro.

Leonor recua nervosa e afirma que não quer trair Martim. Quer ser honesta com Martim, com André, com Carlota e consigo mesma.

Antónia lamenta que Frederico e Patrícia tenham estragado a festa de anos da neta. A mãe de Gonçalo admite ter denunciado Frederico à polícia e que este tem de arcar com as consequências do que fez. Gonçalo fica perplexo e tranquiliza-se por Kika estar à guarda da avó bem como todo o património.

Adelaide queixa-se a Cremilde que todos no bairro acusam Rogério de sem-vergonhice. Esta também se sente enganada pelo cunhado e acha bem que Rogério não apareça tão cedo. Adelaide questiona Patrícia, exige uma explicação para o que se está a passar. Patrícia, chorosa, tenta convencer a mãe e a avó que não fez nada de mal e que já está a ter o maior castigo para tudo o que fez de mal, pois perdeu a filha.

 

Júlia vai a casa de Idalina buscar alguma comida que sobrou do casamento de Messias. Idalina pergunta por Leonor e Júlia acaba por confessar que estão afastadas porque Leonor descobriu que se envolveu amorosamente com André. Júlia mostra-se muito arrependida por ter traído a amizade de Leonor. Idalina oferece-se para organizar um jantar e reunir as duas para que façam as pazes. Júlia fica agradecida e esperançosa.

Na Lataria, Tina fala com Vitória sobre a criação de uma associação cultural e recreativa. Joni dá palpites e mostra-se interessado em concorrer à presidência só para provocar Tina. Decidem assim organizar eleições e começam logo a angariar apoiantes.

Sílvia, insegura, comenta com Daniel que está a ser mais difícil do que pensava, conciliar os estudos com o trabalho. Daniel brinca dizendo que a irmã sempre foi marrona e que vai ser a melhor do curso. Hugo lê um dos livros de Sílvia e copia poemas de Bocage para um caderno. Os irmãos troçam por ele estar a copiar um poema para dar a Kika.

Idalina e João olham aflitos para um monte de faturas e ralham com Messias por ter sido tão ingénuo. Este doou o dinheiro ao Vitória de Setúbal e foi roubado por Rute. João decide que Messias vai vender o carro que ofereceu a Rute e vai trabalhar até pagar tudo o que deve.

Tina reclama com Cremilde porque a mãe deu a sua cama a Patrícia e vai dormir no sofá. Irritada, não acredita no arrependimento de Patrícia e está incrédula por a mãe se deixar manipular.

Leonor desabafa com Diogo sobre o que aconteceu com André e está angustiada com a reação de Martim e de Carlota quando terminar a relação porque realmente ama André e é com ele que quer ficar.

Nucha e Vanda avisam Daniel que querem o presente de casamento de volta quando Rute regressar do cruzeiro. Daniel, desapontado, não quer ter nada a ver com o assunto mas não sabe como é que a irmã se vai safar desta situação.

Clara dá boleia a Joni até ao mercado e incentiva-o com as suas ideias e iniciativas para dinamizar o bairro.

Tina apanha Patrícia sozinha para ter uma conversa. Acusa-a de ser uma oportunista e que não acredita no arrependimento dela. Avisa-a também de que se Patrícia voltar a magoar a mãe, terá de ajustar contas com ela.

Exaltado, Frederico aconselha-se com o advogado sobre as acusações de Patrícia. Prefere assumir os desvios de dinheiro do que deixar que Patrícia o roube. O advogado chama-o à razão, se o fizer irá preso, sem o dinheiro e com dívidas ao estado. Frederico deseja acabar com Patrícia de vez.

 

Leonor sente-se agoniada com o cheiro estranho dos fatos do Centro de Mergulho. Júlia diz-lhe que a dona Idalina lhe quer dar comida que sobrou do quase casamento de Messias. Leonor atende um telefonema de Carlota, que a convida para almoçar e fica esperançosa.

Na Happy, Diogo felicita André pela aproximação com Leonor. Maria Rita interrompe-os com a notícia de que perderam um cliente. André irritado percebe que foi Mateus quem fez uma proposta mais barata e acabou por inviabilizar a venda da uma aplicação.

Laurinda repreende Mateus por estar a jogar e não acha piada nenhuma a que ande a roubar clientes a André.

Na lataria, Madalena lamenta-se a Vitória, dizendo que o blogue tem cada vez mais visualizações e que só quer que a esqueçam. Messias chega e anseia pelo mesmo. Partilham os dois um grande desgosto de amor.

Em sua casa, Sebastião, inquieto, tenta escrever mas não se consegue concentrar.

Carlota pede desculpa a Leonor por ter sido tão brusca dias antes. Explica que Amélia a está a pressionar demasiado e que a faz sentir culpada por gostar de Leonor.

Leonor sente-se novamente agoniada com o cheiro do café de Júlia e esta sugere que Leonor possa estar grávida. Carlota reage com alegria à possibilidade de ter um irmão. A filha toma a iniciativa de fazerem um teste o que deixa Leonor nervosa.

nas redes

pesquisar