SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

168º episódio – 30 de março (segunda-feira)

Gonçalo contrata Vicente para que o ajude a manipular Antónia

Frederico confronta Patrícia com o facto de ter sido constituída arguida, suspeita no rapto de Leonor. Ela finge-se ofendida e dispara que, se não confia nela, será melhor que cada um siga o seu caminho. O empresário volta a deixar-se manipular e conta-lhe que já arranjou forma de fugirem para o estrangeiro usando passaportes falsos. Ela mostra-se feliz com a notícia e tenta perceber se Frederico tem realmente dinheiro suficiente para lhe dar a vida de luxos com que sempre sonhou e a forma de lhe deitar a mão. O sogro não adianta grande coisa e diz que vai falar com o advogado. Depois de Frederico sair do quarto, Patrícia apaga o sorriso cínico com que falava com ele.

Adelaide aproveita-se da fragilidade de Cremilde pelo facto de ter ficado sem Kika, para a convencer a ir almoçar fora. Quando a nora se rende à sua insistência e se vai preparar para sair, Adelaide telefona a Bento para combinar com ele onde deve levar Cremilde e avisa-o que depois de o ajudar a estar com a sua pescadinha, quer que ele a deixe em paz com os seus segredos.

Messias visita Vitória em casa dos Pelicano e a irmã estranha que ele esteja tão desanimado que até perdeu o apetite. Messias confessa que ficou desiludido com a atitude de Rute, por ela ter imposto como condição para casar que ele lhe ofereça um descapotável. O pescador começa a achar que ela pode não ser a princesa que ele pensava ter encontrado. Vitória não evita lembrar que já tinha avisado que ela quer é o seu dinheiro.

Na Lataria, Vanda e Nucha comentam com desagrado o desaparecimento súbito do Casanova. Noutra mesa, Daniel censura Eva por não lhe ter contado que anda com Nuno e ela suspeita que ele esteja com ciúmes. Daniel nega e levanta-se irritado, a pretexto de ir à casa de banho.

 

Antónia conversa animadamente com Vicente no restaurante do hotel e vai-lhe dando conta de como evolui a sua vida familiar, deixando-se enredar na simpatia do antigo gestor e agora pintor. Gonçalo chega entretanto e interrompe a conversa, mostrando-se algo desagradado por ver a mãe com o “artista” e falando com alguma hostilidade para Vicente. Ao sentir a censura do filho, Antónia decide que vai ajudar Vicente a dar visibilidade à sua obra.

Depois de se despedirem de Vicente, Antónia censura Gonçalo por ter siso mal-educado com o homem e ele defende-se, insinuando que só a quer proteger por estar frágil com a recente separação e poder envolver-se com alguém pouco recomendável como sucedeu com Samuel. Antónia afasta-se, convencida de que a preocupação de Gonçalo é genuína, mas ele esboça um sorriso disfarçado.

Eva reage com irritação à insistência de Laurinda, que lhe aparece em casa para perceber se ela anda ou não com o senhorio. Eva acaba por confessar que namora com Nuno, justificando que nada disse por se tratar de uma relação recente. A mãe acusa-a de ter multado o pai só para se vingar por ele ter aparecido no centro de mergulho e Eva reafirma que só cumpriu o seu dever, como é habitual.

Sara vai falar com Filipe, tal como ele lhe tinha pedido e fica surpreendida quando ele lhe estende os papéis do divórcio para assinar. Sara afirma que nunca quis separa-se, que o ama e que só quer gerir o seu negócio em paz. Filipe dispõe-se a respeitar a sua vontade e Sara beija-o com paixão, fazendo as pazes com o marido.

Cremilde caminha com Adelaide, intrigada pelo facto de a sogra ter querido andar antes do almoço. Ao avistar Bento, percebe que ela arranjou tudo para que se encontrassem. O peixeiro aproxima-se, carregando consigo um cesto de piquenique e Cremilde acaba por se deixar convencer a ir ver os golfinhos com ele. Disfarçadamente, Adelaide faz sinal a Bento de que estão quites.

 

Leonor mostra-se contrariada por Carlota ter ido jantar com Kika e Antónia em casa dos Queiroz e, apesar de Martim desvalorizar a situação, Leonor teme nunca mais conseguir ter a filha consigo.

Frederico conta a Patrícia que já tratou de tudo para fugirem juntos para o Panamá, escapando de vez à justiça. Ela mostra-se preocupada por ele confiar cegamente no advogado para lhe transferir o dinheiro de que necessita para viver sem constrangimentos. Frederico lembra que o doutor Pinto sempre teve acesso ao seu dinheiro e que nunca o enganou. Frederico abraça Patrícia que fica com um olhar furioso sem que ele se aperceba.

Gonçalo regressa ao hotel e senta-se à mesa com Vicente, entregando-lhe um envelope com dinheiro, para pagar os serviços que contratou para manipular Antónia. Gonçalo recomenda a Vicente que nunca permita a Antónia desconfiar que ele nunca esteve no Brasil e que, depois de a conquistar, a convença a aprovar as suas ideias para as empresas, deixando os negócios da família nas suas mãos. Vicente promete dar o seu melhor, para lhe devolver o controlo das empresas.

Antónia visita Amélia na clínica e encontra a filha obcecada em afastar Carlota de Leonor, a ponto de lhe esconder que a filha jantou com Leonor e Martim na noite anterior, preferindo destacar que agora está em sua casa com Kika, apoiando a prima que está abalada por ter lido que a mãe ajudou a raptar Leonor e vai responder por isso em tribunal.

O advogado de Frederico conta que já abriu duas contas no Panamá, com os nomes falsos que ele e Patrícia vão usar para fugirem do País. O doutor Pinto entrega dois envelopes e Patrícia mostra-se surpreendida por também ter uma conta em seu nome. Frederico explica que lhe quis dar alguma independência enquanto estiverem fora. O advogado informa-os que dentro de dois dias vão ter os passaportes falsos e que podem embarcar para o Panamá. Frederico diz que não vai esquecer a sua eficácia na hora de lhe pagar. Pinto sorri, mas Patrícia continua muito tensa.

 

Cremilde confessa a Bento que gostou da iniciativa que ele teve em proporcionar-lhe um piquenique à beira rio e nem mesmo o facto de perceber que o convite para ver golfinhos ficou comprometido, a deixa menos satisfeita. Bento sorri de felicidade.

Adelaide obriga Rogério a rastejar em cima de grãos de milho, cumprindo uma dolorosa penitência por se meter com todas as mulheres que encontra. O filho ainda tenta esquivar-se mas não tem alternativa senão obedecer.

Joni encontra Tina na Lataria e ambos voltam a provocar-se, desdenhando um do outro. Beta serve ao balcão e diz que não gostou que tivessem trocado os cartazes do mercado, pois ficavam melhor na fotografia a darem um beijo, porque até fazem um casal muito giro. A discussão continua até que Tina se farta e vai embora.

Messias diz a Rute que já decidiu que não lhe compra o descapotável que ela quer, mas sim um carro familiar para transportarem os filhos que venham a ter. Rute fica indignada e garante-lhe que se não lhe der o carro que prometeu não há casamento. Daniel entra na sala nesse instante e pergunta se já não vão casar. Messias resigna-se e afirma, muito desolado, que há casamento, começando a combinar com o futuro cunhado a despedida de solteiro.

 

Leonor desabafa com João a mágoa por não ter Carlota consigo, condenando ao mesmo tempo a chantagem emocional que Amélia fez para afastar a filha de si. O mestre faz-lhe ver que Amélia está doente e que há de chegar o dia em que Carlota ficará consigo.

Gonçalo convida Cremilde e Tina para irem jantar lá em casa, pois Antónia faz muito gosto em aproximar as duas famílias de Kika, ciente de que a presença da avó, da tia e também de Adelaide e Rogério lhe farão bem. Cremilde aceita com prazer, apesar das desconfianças de Tina. Já Adelaide, diz que não pode acompanhá-las porque já se comprometeu a ir assistir ao ensaio de Rogério no coro da igreja.

Kika confessa a Antónia o seu agrado pela forma como a avó e Conceição arrumaram o seu quarto e também pelo facto de Carlota ter vindo apoiá-la, dormindo lá em casa. A avó diz que gosta muito de as ter às duas com ela.

Laurinda, Mateus e Idalina convencem Vitória a deixar que ele ajude Beta no bar, enquanto ela não puder ir trabalhar por causa da gravidez.

Filipe convida Sara para ficar consigo nessa noite mas ela responde que tem uma reunião com Guilherme por causa da produção do pomar. O marido disfarça os ciúmes que sente, disposto a aceitar o que ela decidir. Sara, acaba por ficar com Filipe, confessando as saudades que sente dele.


Madalena não esconde a sua tristeza depois de ter saído a reportagem que Matilde fez sobre Sebastião, o escritor que se apaixonou por uma miúda mais nova. Eva tenta animar a irmã, que teme pelo que os pais vão dizer se lerem a revista.

Depois de Madalena ir embora, Eva conta a Nuno que os pais já sabem que eles namoram porque Bento lhes contou e que a mãe quer fazer um almoço para se conhecerem oficialmente. Nuno não se opõe e Eva repreende o tio que tenta passar despercebido a escutar a conversa. Bento defende-se e diz que foi obrigado a contar o segredo porque o pai dela o agarrou.

Catarina fica desagradada com Tiago que vai entrar na época de testes na escola e não conseguiu trocar o horário para estudar. Ele sente-se acossado e diz que quando as notas saírem voltam a falar. Bento tenta que Tiago lhe traga umas pizzas quando acabar o turno mas o rapaz diz que só o fará se ele as pagar. Catarina repreende o filho mas não vale de nada porque ele já nem ouve. Bento desvaloriza o incidente e conta a Catarina que Cremilde gostou do piquenique, apesar de não terem visto os golfinhos.

Kika fica radiante com o facto de Cremilde e Tina irem jantar com ela, mas nervosa ao ver Gonçalo à porta. Carlota decide refugiar-se no quarto quando o vê e ele diz que não fica para jantar, pois não quer arranjar mais problemas do que aqueles que já arranjou, colocando-se numa posição conciliadora, para reconquistar a confiança e afeição das filhas.

Frederico pede a Patrícia que o deixe a sós para fazer a transferência do dinheiro que tem na conta das Ilhas Caimão para as contas que abriu no Panamá. Patrícia vê os envelopes que contêm os códigos das contas e seduz Frederico com beijos escaldantes, conseguindo arrastá-lo consigo para a cama.

Martim confessa a Leonor que está incomodado por não terem marcado a data do casamento, condicionados pela ida de Amélia para a clínica, justificando que prefere vê-la curada antes disso, pois afinal sempre estiveram 18 anos casados. Leonor tranquiliza-o e responde que têm tempo para preparar tudo.

nas redes

pesquisar