SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

164º episódio – 26 de março (quinta-feira)

Amélia decide internar-se numa clínica

(c).RuiCarlosMateus.1954

Leonor conta a Martim que Carlota desistiu de viver consigo, porque Amelia a manipulou, prometendo tratar-se numa clínica para, depois de curada, viverem as duas juntas como até aqui. Leonor tem o impulso de ir falar com Amélia mas Martim lembra que ela está doente e que é melhor esperar por uma ocasião mais propícia. Leonor deixa-se abraçar por ele, convicta de que voltou a perder a filha. 

Bento arranja mais um arrufo entre Tina e Joni no mercado, por causa dos novos cartazes que o patrão decidiu pagar para reconquistar Clara. Tina fica enervada por Joni continuar a dizer que ela está caidinha por ele e quase destrói um peixe que está amanhar. Bento tenta aproveitar-se da situação, mas Cremilde corta-lhe as vazas ameaçando esventrá-lo com a faca do peixe. Joni confirma que conseguiu convencer Clara a ir ver os novos cartazes que estão no mercado, na esperança de a reconquistar e decide ligar-lhe.

Carla atende a chamada de Joni e aceita ir ter com ele, prometendo zangar-se a sério se estiver a cair em mais um dos seus esquemas.

Júlia fica aflita quando Nuno deteta um erro na marcação dos mergulhos do centro, mas ele desculpa a sua distração. Entretanto, Leonor descobre que André marcou um mergulho consigo e fica furiosa, saindo para pôr tudo em pratos limpos. Quando chega ao bar do hotel, encontra André a falar com Antónia, dizendo à mãe que Amélia está a colocar demasiado peso em Carlota ao fazer depender dela a sua recuperação. Leonor aparece intempestivamente e exige a André que a deixe em paz, censurando-o por ter marcado um mergulho particular só para estar com ela. Martim ouve a parte final da conversa e só não carrega sobre André por respeito a Antónia. No entanto, o gerente do Salinas deixa claro que não voltará a poupá-lo. Antónia recomenda a André que deixe Leonor em paz.

Martim segue pelos corredores do hotel em fúria, depois de ter enfrentado André. Leonor trava-o e convence-o de que é a ele que quer ter a seu lado. Martim abraça-a e beija-a, garantindo que casava com ela naquele mesmo dia, se fosse possível. Leonor sorri, muito constrangida.

Depois de muitas contrariedades e trabalho, Joni consegue reconquistar Clara, atraindo-a ao mercado para que veja que ele mandou retirar todos os cartazes em que aparecia a beijar Tina. Esta assiste com grande frustração à reconciliação entre Joni e a vendedora de automóveis.

 

Rogério vê uma colcha vermelha pendurada na casa de Rute e investe pela entrada, morto de desejo. Adelaide está dentro de casa à espera de apanhar o peixe-aranha do Sado e quando um homem entra, deixa-o inconsciente agredindo-o com um cruxifixo. Ao ver que se trata do próprio filho, Adelaide foge apavorada e surpreendida.

Idalina explode de indignação na fábrica, depois de Rute se ter reconciliado com Messias a troco de um carro descapotável.

Gonçalo dá instruções à secretária para que lhe arranje uma série de informações para apresentar na audiência em que vai reclamar a guarda total da filha. Depois de a secretária sair do gabinete, Gonçalo tira a aliança do dedo, murmurando que está a entrar numa fase nova da vida, depois de ter assinado o divórcio.

Patrícia ensaia uma visita de cortesia a Amélia com a intenção de a envenenar contra Leonor mas acaba por sair desconsiderada por ela e por Antónia, marcada com o ferrete do caso com Frederico, que continua a negar.

Ao sair do hotel, Patrícia percebe que André mandou flores para Leonor e convence Teresa, a rececionista do hotel, a adiar a entrega do ramo, dizendo que é importante que Martim saiba do sucedido. Patrícia lembra a Teresa que tem sido bem recompensada pelos favores que lhe tem feito e que desta vez não vai ser diferente.

Amélia vai ao centro de mergulho e, depois de agradecer a Leonor por lhe ter salvado a vida, pede que não manipule Carlota enquanto ela estiver internada, respeitando as suas decisões. Leonor fica indignada e argumenta que se alguém está a manipular a filha, é ela, recordando que nenhuma mãe sujeita a filha a vê-la à morte.

Maria Rita prossegue a sua estratégia para conquistar Diogo e consegue convencê-lo a irem correr juntos quando acabarem o trabalho.

 

Sebastião fica furioso quando Matilde, a jornalista amiga de Madalena, lhe aprece em casa a solicitar uma entrevista. De forma agressiva o escritor corre com ela, mas tem dificuldade em controlar o nervosismo por ver a sua vida devassada.

Teresa entrega a Carlota o ramo de flores que foi deixado a Leonor, pedindo que lhas entregue. Carlota repara que o cartão que as acompanha é do tio André e fica alarmada por isso.

Antónia confessa a Martim que ficou chocada com a discussão que presenciou entre ele e André, eles que eram quase os melhores amigos. Martim reafirma que já não há espaço para essa amizade, a partir do momento em que estão a lutar pela mesma mulher. Antónia deixa Martim desconfortável ao perguntar de ele e Leonor não decidiram ficar juntos por causa de Carlota.

Carlota não encontra Leonor no centro de mergulho, mas apanha André, que se prepara para ir jantar com Nuno. De chofre, diz ao tio que viu o ramo de flores que ele mandou para Leonor e pergunta-lhe o que é que ele tem com ela. André é apanhado de surpresa e fica sem pinga de sangue com a pergunta. 


Carlota confronta André com o ramo de flores que ele enviou a Leonor e com a declaração de amor que lhe fez. O tio confessa que não conseguiu esquecer Leonor, mas mente ao dizer que ela gosta de Martim. Carlota não aceita as explicações do tio e afirma que ele é mais uma desilusão na sua vida.

Diogo prepara-se para ir correr com Maria Rita e conta a Leonor que decidiu deixar de andar atrás de Sílvia, uma vez que ela não o quer. A irmã suspira e deseja que André também a deixe em paz. Diogo não acredita que a irmã tenha deixado de gostar dele, mas não insiste em contrariá-la.

Kika conversa com os amigos e assume que não quer morar com qualquer dos pais e que deseja ficar em casa da avó Cremilde.

Cremilde regressa a casa depois de ter ido ao advogado e pede a Tina que testemunhe a seu favor na audiência que vai decidir a guarda de Kika. Mãe e filha ficam surpreendidas quando Rogério entra com um penso na cabeça, dizendo que bateu com a cabeça num poste para fugir de uma cão que o atacou na rua.

Adelaide procura Agostinho e acusa-o de ser o responsável por Rogério ter ficado um depravado. O padre responde que se pudesse ter uma conversa com ele de pai para filho poderia corrigi-lo, mas Adelaide nem quer ouvir falar do assunto e fica indignada quando Agostinho conta que já sabia que Rogério é o Casanova do Sado, prometendo salvá-lo do pecado, nem que seja à pancada.

Bento tenta convencer Laurinda e Henrique a deixarem-no voltar a dormir lá em casa, a troco de lhes contar quem é o namorado de Eva. Henrique pega em Bento pelos colarinhos e, depois de o ameaçar, fica a saber que o namorado da filha é Nuno, o dono do centro de mergulho. Laurinda estranha que Eva, com tão pouco tempo de namoro já durma com o rapaz e deseja que tudo corra melhor do que com o namorado anterior.

Madalena discute com Sebastião quando ele a confronta com as anotações que fez do que ela escreveu no blogue, voltando a acusá-la de ter exposto a sua vida. O escritor culpa Madalena por Matilde ter querido entrevistá-lo e de ter ameaçado escrever sobre ele, mesmo depois de a entrevista ter sido recusada. Madalena fica indignada e vai-se embora. Entretanto, Antónia aparece e leva Sebastião para visitar Amélia.

Leonor discute com André depois de ele contar que o ramo de flores que lhe enviou foi parar misteriosamente às mãos de Carlota. André insiste em dizer que ela está a fazer a escolha errada ao casar com Martim e exige que diga que não o ama. Leonor faz isso mesmo, com lágrimas nos olhos, contrariando os seus verdadeiros sentimentos.

Maria Rita e Diogo correm com grande cumplicidade e ela insinua-se cada vez mais, agora que ele parece decidido a esquecer Sílvia.

nas redes

pesquisar