SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

158º episódio 20 de março (sexta-feira)

Leonor conta a Martim que o traiu e devolve-lhe o anel de noivado 

(c).RuiCarlosMateus.1954

Sebastião desabafa com Martim e censura Madalena por ter exposto a sua vida no blogue, sem a sua autorização. Martim esforça-se por lhe fazer ver que não está a tratar a namorada como tal, mas o escritor mostra-se pouco interessado em reconciliar-se com ela.

Bento vai a casa de Laurinda e conta que Madalena se zangou com Sebastião e que passou a noite no quarto de Eva, em casa de Nuno. A irmã quer saber mais pormenores e Bento dispõe-se a contar o que sabe mas antes pergunta se pode voltar lá para casa. Ela irrita-se e pergunta-lhe se ele quer que chame Henrique, o que não é necessário, pois o marido entra nesse instante e fica furioso ao ver que Bento ali está. Bento tenta que a informação que levou lhe permita voltar para casa, mas Henrique diz-lhe que ponha a cadeira de rodas debaixo de uma árvore e durma. Laurinda diz que vai ter de tirar a limpo o desentendimento de Madalena com Sebastião.

Rogério comenta com Vitória que já corre o rumor de que Messias é o Casanova do Sado mas ela afiança que o irmão não é de certeza pois à hora em que o Casanova salta de varanda em varanda ele está no mar. Entretanto, Vitória tem uma nova picada na barriga e Rogério fica preocupado mas ela diz que está tudo bem. O carteiro afasta-se na direção de Ágata que acaba de chegar. Quando estão quase a combinar onde se podem encontrar com mais intimidade, Aurora intromete-se na conversa e estraga-lhes os planos.

Adelaide vai à igreja contar no confessionário a Agostinho que Bento descobriu o caso que tiveram, embora não saiba que ele é pai dos seus filhos. O padre fica preocupado mas insiste que esse é mais um motivo para tornarem pública a sua história de amor. Adelaide deixa o confessionário, muito irritada e Agostinho permanece, triste por não conseguir convencê-la a partilhar consigo o resto da vida.

Leonor conversa com Carlota e diz que ela não devia ter desafiado Patrícia nem devia ter mostrado a Kika a fotografia que prova o envolvimento da mãe dela com o avô. Mudando de assunto, Carlota confessa à mãe que está muito contente que ela e Martim tenham decidido casar. Leonor disfarça o incómodo e fica muito tensa.

Depois de falar com a mãe, Carlota encontra André na marina e pergunta ao tio se está a aceitar que Leonor e Martim tenham decidido casar. André esconde os seus sentimentos e o constrangimento que a conversa lhe provoca, preferindo reconhecer que cada um seguiu com a sua vida e que por isso importa é que ela também esteja feliz com a união dos pais.

Leonor procura Martim no gabinete e antes de saírem para mergulhar, ganha coragem e conta que o traiu com André. Martim fica estarrecido e incrédulo com aquela confissão e mostra toda a sua indignação depois da noiva confessar que se envolveu com André. Ela pede desculpa pelo erro que cometeu e assegura que se tratou de um momento de fraqueza. Com os olhos cheios de lágrimas, devolve-lhe o anel de noivado. Martim aceita-o muito magoado e Leonor assume que vão ter de falar com Carlota e cancelar o mergulho que iam fazer com a filha mas ele acha melhor irem as duas para que a rapariga não fique desiludida.

 

Antónia censura Gonçalo por não ter poupado Carlota e Kika de saberem que Patrícia e Frederico se envolveram. O filho aceita que se pode ter precipitado mas aproveita para pedir a Antónia que o ajude a recuperar a confiança de Kika, agora que começou a batalha para recuperar a sua guarda. A mãe concorda em falar com a neta, mas apenas porque não a quer ver sofrer.

Patrícia procura Leonor no centro de mergulho e tenta que ela acredite que não a entregou a Xavier. Leonor exalta-se e discute com ela, quando é interrompida pela chegada de Carlota que fica indignada por ver a tia ali. Leonor diz-lhe para se ir equipar e a filha sai com um olhar desconfiado. Patrícia afirma que Leonor não devia ter mostrado a fotografia a ninguém e insiste que nada tem com Frederico. Leonor contrapõe que Carlota e Kika têm o direito de saber a pessoa que ela é, despedindo-se até que se reencontrem em tribunal. Patrícia dispara que vai provar a sua inocência e vai embora.

 

Júlia chora a morte de Xavier enquanto a urna do marido desce à terra e lamenta que Elsa não tenha querido despedir-se do pai. João e Idalina apoiam a amiga e tentam confortá-la.

Messias lamuria-se junto de Vitória por Rute ter rompido o noivado e diz que não consegue viver sem a mulher da sua vida. A irmã tenta fazer-lhe entender, delicadamente para não o magoar, que ela não é a noiva que ele desejaria. Entretanto, Vitória sofre uma forte contração na barriga e Messias leva-a imediatamente para o hospital.

O padre Agostinho pede a Bento que não conte que ele e Adelaide se envolveram quando eram novos e o peixeiro aproveita para trocar favores, pedindo-lhe que lhe arranje um teto para morar, se entretanto não encontrar um que lhe sirva.

Laurinda vai ter com Madalena ao hotel e fica penalizada porque a filha se recusa a voltar a casa depois de ter entrado em rotura com Sebastião. Madalena diz que não está para ter de ouvir o pai vangloriar-se por ter avisado que a sua relação com o escritor não ia funcionar.

Martim desabafa com Sebastião e assume que confiava em Leonor e que nunca pensou que ela fosse capaz de o trair e logo com André. O escritor diz que se ele ama Leonor tanto como diz só tem duas soluções. Ou perdoa a traição, ou segue com a sua vida sem ela.

Antónia faz uma visita a Kika em casa de Cremilde, que deixa as portas abertas para que ela visite a neta sempre que quiser. Antónia cumpre o que prometeu a Gonçalo e conta a Kika que o pai está arrependido e que quer cuidar dela. Kika nem dá mais conversa e deixa claro que não quer viver nem com o pai nem com a mãe, preferindo contar como se tem divertido em casa da avó Cremilde e no mercado.

Antes de irem mergulhar, Carlota repara que Leonor não tem o anel de noivado e a mãe começa por dizer que não costuma usar anéis no mar. No entanto, acrescenta que essa não é única razão, pois ela e Martim discutiram naquele dia. Carlota diz que todos os casais discutem e que eles também vão acabar por fazer as pazes, deixando Leonor sem coragem para continuar a conversa ao dizer que depois de eles casarem irá viver com eles.

Clara percebe que o convite que Catarina lhe fez para jantar, a pretexto de escolher um carro novo, teve apenas o propósito de fazer com que Joni pudesse falar com ela. Catarina explica que ele é seu amigo e que não podia negar-lhe ajuda. Joni jura a Clara que quer ficar com ela e que não tem nada com Tina, mas ela não acredita no que ele diz e vai embora.

Aurora confidencia a Rute que o marido já está desconfiado que ela pode tê-lo traído. Rute responde que já disse a Messias que não pode contar nada do que se passou entre eles, pois Manuel é capaz de cometer uma loucura. Aurora vai mais longe e acha que o marido é capaz de a atar à âncora do barco. Rute brinca e diz que ela se ata é à âncora do cruzeiro que vão fazer, pois não tenciona devolver os presentes de casamento que recebeu. Tina bate à porta nesse instante. Rute abre, depois de Aurora se ter escondido no quarto e Tina pede-lhe de volta o jarrão que lhe tinha oferecido.´

 

Amélia confessa a Antónia que fica de rastos só de imaginar Carlota e Leonor todas contentes debaixo de água. A mãe mostra-se compreensiva pelo esforço que Leonor está a fazer para se aproximar da filha e Amélia censura-a por também se ter deixado enfeitiçar por aquela mulher. Antónia sugere-lhe que convide Carlota para passarem um fim-de-semana juntas, ideia que lhe agrada bastante. Amélia perde o sorriso assim que Patrícia chega e Antónia decide ir embora, não sem antes dizer que visitou Kika na casa da mãe dela e que, francamente, não sabe a quem é que ela sai assim. Patrícia volta a fingir que nada tem com Frederico e que a fotografia do beijo é apenas o registo de um momento de fraqueza que ele teve. Antónia responde com frieza que o marido pode ser tonto, mas que ela não é e aconselha Patrícia a aproveitar a casa enquanto pode. Ela jura que vai provar a sua inocência e vai para a estufa. Frederico já lá está a ler o jornal e confessa que se refugiou ali para não ter de se encontrar com Antónia. Patrícia assume que já está farta de ser constantemente acusada e confrontada e confessa a Frederico que tem sentido saudades dele. O sogro fica agradado e propõe que se encontrem fora dali, saindo para fazer a reserva num hotel.

Carlota conta com entusiasmo a Diogo o mergulho que fez com Leonor. O tio confidencia-lhe que a mãe teve momentos de grande sofrimento enquanto não a encontrou e que gosta muito dela. Carlota fica contente e quando Leonor chega para a levar a casa, pede para passar o fim-de-semana com ela. Leonor fica radiante e lembra que só precisa de ter a concordância de Amélia e Martim.

André conta a Nuno que se envolveu de novo com Leonor e, perante a estupefação do amigo, ainda se mostra convencido de que ela vai acabar o noivado com Martim.

Leonor entrega Carlota em casa e despede-se dela até ao próximo fim-de-semana. Amélia diz que já tinha a intenção de ir com ela para fora e pede à filha que a deixe a sós com Leonor para conversarem. Carlota aceita contrariada, mas fica a ouvir atrás da porta, assistindo a uma violenta discussão por parte de Amélia, que acusa Leonor de lhe estar a querer roubar a filha e quase a agride, valendo a intervenção de Carlota que evita o pior. Leonor tenta fazer com que Amélia entenda que não lhe quer tirar a filha, mas percebe que é melhor ir embora.

 

Bento faz chantagem com Adelaide e obriga-a a convidá-lo para jantar em casa de Cremilde, ameaçando contar que ela e Agostinho tiveram um caso. Sem alternativa, a beata cede, para espanto da nora e da neta. Cremilde recusa sentar-se à mesa com o trafulha e sai para jantar na Lataria. Bento sai atrás dela e Tina diz à avó que ela anda muito estranha e que qualquer dia está a abençoar a união da mãe com o peixeiro. Adelaide fica comprometida.


nas redes

pesquisar