SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

143º episódio – 4de março (quarta-feira)

Patrícia tenta matar Diogo!

(c).RuiCarlosMateus.1954

Patrícia vê Diogo, Sílvia e Maria Rita sairem para correr e avança para a casa, batendo à porta. Rute vai abrir e fica espantada por vê-la ali. Patrícia lamenta não poder ir assistir ao seu casamento mas oferece-lhe um vestido, recomendando-lhe que o vá provar. Rute não desconfia das intensões dela e deixa-a sozinha na sala. Patrícia precipita-se para o estojo em que Diogo guarda a insulina e as suas seringas e troca a ampola que ele tinha preparado para se injetar. Quando Rute regressa do quarto, pergunta-lhe com ar inocente se gosta do presente.

Kika lancha muito animada com Hugo em casa de Cremilde, mas fica desapontada porque Patrícia aparece cheia de pressa para a levar para casa.

Catarina desabafa com Amélia, queixando-se do súbito desejo de independência de Tiago que trabalha e estuda ao mesmo tempo. Amélia espera que ele não meta ideias na cabeça de Carlota e Catarina não esconde o desconforto de mãe pelas palavras da amiga. Amélia desculpa-se e confessa a sua ansiedade por Gonçalo ter decidido pedir a guarda de Carlota. Catarina causa-lhe algum desconforto ao segurar-lhe a mão e quando defende que deviam combinar um jantar para descontraírem.

Gonçalo faz-se de vítima e tenta reconquistar a confiança da mãe, garantindo que vai redimir-se dos erros que cometeu. Antónia não fica muito convencida das boas intenções do filho, que acrescenta que vai provar que não foi ele a denunciar o pai. Kika interessa-se por saber como é que o pai está e Gonçalo conta à filha que sente apenas algumas dores de cabeça, sorrindo para a tranquilizar.

Leonor conversa com Martim e conta-lhe que Carlota continua a não querer ouvi-la. Entretanto, recebe uma chamada ameaçadora de Patrícia que lhe exige que se mantenha longe da filha e que não se atreva a destruir a sua imagem perante a sua família. Leonor contra-ataca e afiança que vai provar que foi ela quem denunciou os sogros à polícia. Patrícia troça e depois de dizer que ela tem coisas mais urgentes para resolver, pergunta-lhe se sabe se o irmão está bem, pois a diabetes pode ser muito grave. Leonor sente a ameaça no ar e telefona imediatamente ao irmão.

Diogo prepara-se para injetar a insulina depois de ter estado a correr com Sílvia e Maria Rita. O telemóvel começa a tocar e ao ver que se trata da irmã, Diogo balbucia que lhe liga mais tarde. Sem desconfiar que Patrícia lhe trocou o medicamento, Diogo agarra de novo na caneta para se injetar.

Diogo injeta-se, pensando que o está a fazer com insulina, mas o que na realidade faz é injetar-se com um poderoso calmante que Patrícia lhe colocou no estojo. Leonor telefona-lhe nesse momento e o irmão arrasta as palavras até desmaiar. Sílvia e Maria Rita, que estão a conversar sobre a corrida que acabaram de fazer, ficam alarmadas com a situação e avisam Leonor, que ainda está do outro lado da linha, de que vão levar Diogo de ambulância para o hospital.

Leonor sai com Martim em passo apressado do hotel e comenta com o namorado que Patrícia deve ter feito algo de mal a Diogo, pois quando lhe telefonou, perguntou se ele estava bem.

 

Carlota e Patrícia discutem com Gonçalo e Antónia, insistindo para que ele se vá embora. A mãe determina que o filho ficará ali em casa enquanto sentir dores de cabeça e Carlota ameaça ir embora. Gonçalo mostra-se esperançado que um dia ela lhe perdoe o facto de ter escondido ser o seu pai e diz que se vai embora para não causar mais perturbações. Carlota fica sensibilizada com aquela atitude mas disfarça, enquanto Antónia ainda tenta demover Gonçalo, mas sem êxito.

Leonor inteira-se do estado de saúde de Diogo e o médico que o assiste revela que lhe detetaram no organismo vestígios de um calmante muito forte. Leonor fica de remeter a caneta que Diogo usou para se injetar para ser analisada e agradece a Sílvia por ter assistido o irmão quando ele se sentiu mal. Martim acarinha Leonor, que continua muito abalada com o que sucedeu.

Kika procura Patrícia e conta à mãe que não consegue dormir porque está preocupada com o pai. Patrícia desvaloriza a situação e garante a Kika que Gonçalo está fora de perigo, insinuando que aproveitou o acidente para se vitimizar. Depois de a filha se ir deitar, Patrícia compõe o visual sexy e sai do quarto.

Na sala dos Queiroz, Frederico censura Antónia por estar preocupada com Gonçalo, mesmo depois de ele os fazer correr o risco de serem presos. O telemóvel de Antónia toca e ela rejeita a chamada ao ver que se trata de Samuel. Frederico fica irritado e pergunta se ela continua a encontrar-se com o amante. Antónia responde que não e acrescenta que não tenciona voltar a ver o escultor, encaminhando-se para o quarto. Patrícia espera que Frederico fique sozinho e, mudando de estratégia, diz ao sogro que talvez não tenha sido Leonor a denunciá-lo e culpa Gonçalo por isso. Ardilosa, Patrícia pede a Frederico que entregue a gestão do património da família a outra pessoa, pois não suporta sentir a sua desconfiança. Ele afirma prontamente que confia plenamente nela e Patrícia beija-o, propondo que vão para o quarto dele. O sogro não se faz rogado, pois arde de desejo.

 

Na manhã seguinte, na fábrica, Sílvia comenta o susto que apanhou quando Diogo desmaiou. Rute provoca a irmã, insinuando que Maria Rita lhe salvou o namorado. Patrícia aproveita para tentar perceber como está o irmão de Leonor e finge-se penalizada, desejando que ele melhore.

Patrícia vai ao gabinete de Gonçalo para o provocar e censura-o por ter ido para casa dos pais, depois de ter sofrido o acidente de mota, enfatizando que Kika e Carlota nem o podem ver. Para sua grande surpresa, Gonçalo responde com grande cordialidade, assumindo que está farto de discussões e que não as quer alimentar mais. Patrícia acaba por sair irritada do gabinete.

Júlia, acompanhada por André, vai ao hospital onde Diogo está internado para apoiar Leonor. Esta fica desconfortável ao ver André e diz que eles não precisavam de ter ido. André olha para Leonor e argumenta que é amigo de Diogo e que é natural que se preocupe com ele. Martim coloca o braço por cima de Leonor e André fica incomodado.

Henrique fica irritado quando vê Laurinda a preparar caixas de comida para levar a Madalena e elogia o jeito de Sebastião para a cozinha, referindo que até já trocou receitas com ele. Em fundo começa a ouvir-se a discussão entre Filipe e Sara. Ele faz mais uma cena de ciúmes, criticando a forma como ela se vestiu. A mulher argumenta que tem uma reunião e Filipe insinua que ela tem um caso com Guilherme. Sara vai embora muito magoada e irritada.

Vitória faz uma visita a Madalena e ela mostra-se feliz com o facto de a mãe já estar a aceitar melhor a sua relação com Sebastião. Já relativamente ao pai, Madalena não se mostra tão confiante que ele aceite o seu namoro com o escritor. Vitória desabafa com a amiga e diz que gostava que o pai não continuasse a insistir com ela para que case com Mateus.

O médico de Diogo confirma a Leonor que o medicamento que ele injetou como se fosse insulina era afinal um poderoso calmante. Leonor não consegue arranjar uma explicação para o facto e diz que vai falar com o irmão.

André leva Júlia a jantar fora num ambiente romântico. A conversa entre os dois decorre com grande cumplicidade.

Leonor conversa com Diogo para perceber como é que ele injetou um calmante em vez da insulina. Ele não encontra explicação para o sucedido mas revela que deixou o seu estojo da diabetes em casa de Sílvia quando foi correr. Leonor mostra-se cada vez mais convencida de que Patrícia lhe trocou o medicamento.

Sílvia fica admirada quando Rute lhe conta que Patrícia apareceu lá em casa para lhe oferecer um vestido, desculpando-se por não poder ir ao seu casamento. A conversa das irmãs é interrompida pela chegada de Messias que quando fica a sós com Rute lhe diz que não vai alugar a casa que ela escolheu, por ser muito cara. Rute começa a beijá-lo para o convencer a mudar de ideias mas, desta vez, Messias consegue resistir e deixa a noiva muito desapontada.


nas redes

pesquisar