SIC

Perfil

Veja aqui o último episódio

O Peixe da Semana - Peixe-lua

Mola mola (Linnaeus, 1758)

______________________________________________________________________________________________

Comprimento máximo: 330cm

Distribuição geográfica: águas quentes e temperadas de todos os oceanos, exceto a sul do Pacífico   

______________________________________________________________________________________________

A sua forma inconfundível distingue-o com facilidade dos outros peixes. O corpo, de forma ovada e fortemente comprimido, não apresenta pedúnculo caudal e as barbatanas dorsal e anal, opostas e altas, são confluentes na parte posterior. Pode atingir 2,5 a 3 metros de comprimento e cerca de uma tonelada e meia de peso.

Aproxima-se da costa e pode ser encontrada à superfície, flutuando sobre um dos lados e, saltando ocasionalmente, fora de água. Vive geralmente perto do fundo e ocorre também em águas profundas até 360 metros de profundidade.

As fémeas são muito prolíferas, chegando as posturas dos exemplares grandes a atingir os 300 milhões de ovos. As larvas apresentam uma forma estranha, completamente diferente da dos adultos. Medem 2,5 mm ao nascer, possuindo um pedúnculo caudal nítido e espinhos abundantes disseminados pelo corpo, que lhes servem de proteção contra os predadores.

Alimenta-se principalmente de medusas, plâncton, pequenos peixes, crustáceos e larvas de peixes. É fortemente parasitado nas vísceras, na pele e músculos.



* Esta rubrica é uma parceria com o Aquário Vasco da Gama 

nas redes

pesquisar